Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Anunciam que vão resolver um problema, nomeiam boys, há fundos europeus que se calhar desaparecem (nem se consegue saber o que foi usado e por quem) e depois vai cada um à sua vidinha com mais uns votos, tendo feito zero. É assim com tudo. Também os passes foram assunto de conversa para o primeiro-ministro, durante duas semanas, dizer de si mesmo que era extraordinário. Depois foi à sua vidinha e não quis saber mais disso, não os paga e fica tudo como estava, excepto que arrebanharam votos. 

 

Programa de Combate à Desertificação “não tem eficácia”, acusa Tribunal de Contas (Expresso)

... o dito Programa de Ação poderia contar com medidas financiadas por fundos europeus, como o Programa de Desenvolvimento Rural, que contava com 2.795 milhões de euros para o período 2014-2020. Contudo, como não se conhece o estado de execução do PANCD e não se sabe o que foi de facto investido.

Por isso, o TC recomenda aos ministros que tutelam as pastas da Agricultura e do Ambiente que corrijam os erros...

- - - - - -

E, quando se escreve nada, quer-se mesmo dizer nada. O relatório é categórico: o programa fixou objectivos no papel, mas depois não identificou, nem concretizou acções, não distribuiu responsabilidades entre as diferenças instâncias da administração, não calendarizou, não fixou nem angariou os recursos necessários. Foi criada uma comissão central nacional e núcleos regionais que mobilizaram 155 entidades, mas acabaram por se transformar em actores de uma peça sem argumento. A comissão nacional reuniu-se uma única vez em 2017. Entre 2014 e 2018 o núcleo do Norte juntou-se 20 vezes, enquanto o do Alentejo, onde os problemas são mais graves, limitou-se a quatro reuniões. (Público)

 

publicado às 05:10


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics