Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




É isto

por beatriz j a, em 10.03.17

 

 

 

publicado às 16:59


Directamente da WikiLeaks - TTIP

por beatriz j a, em 13.10.15

 

 

 

 

 

publicado às 21:45

 

 

 

 

Sarah Harrison salvou a vida de Edward Snowden
Jovem britânica passou 39 dias num aeroporto de Moscovo com Edward Snowden até que este conseguisse asilo, em 2013. Sarah Harrison é editora da Wikileaks e vive em Berlim, tal como Laura Poitras, realizadora de “CitizenFour”, que estreia em Portugal a 12 de Março

 

 

 

 Edward Snowden talks about online surveillance on Kim Dotcom's Moment of Truth event. Julian Assange and Glenn Greenwald were also present. 

 

 

publicado às 06:00


a realidade não é bonita

por beatriz j a, em 05.01.11

 

 

 

WikiLeaks: Israel teria deliberadamente asfixiado a economia da Faixa da Gaza

OSLO — Israel empurrou deliberadamente "à beira do abismo" a economia da Faixa de Gaza - território palestino controlado pelo Hamas, que se recusa a reconhecer o Estado Hebreu, evidenciaram notas diplomáticas obtidas pelo WikiLeaks e publicadas nesta quarta-feira por um jornal norueguês.

Em uma nota da Embaixada dos Estados Unidos em Tel Aviv datando do dia 3 de novembro de 2008 e reproduzida no site do jornal Aftenposten, os diplomatas americanos mencionam a vontade israelense de asfixiar, sem sufocar por completo, o pequeno território, onde se aglomeram 1,5 milhão de palestinos.

 

A ironia: o mesmo povo que quase foi completamente dizimado por um outro que planeou matá-lo à fome, de exaustão e gaseado planeou, por sua vez, manter todo um povo à fome para o dominar.

 

publicado às 18:27


os 'leaks' da wiki

por beatriz j a, em 12.12.10

 

 

 

 

Presidente do BCP propôs oferecer informações sobre Irão aos EUA

JN*

(Em actualização) - O jornal espanhol El Pais noticiou hoje, domingo, que o presidente do Millennium BCP, Carlos Santos Ferreira, propôs aos Estados Unidos recolher informações sobre o Irão a troco de poder fazer negócios no país, operação com o conhecimento do governo português. As relações com a Venezuela, a redução de tropas do Afeganistão e o carisma de José Sócrates também são referidos nos telegramas.

O jornal citou um telegrama "confidencial" da embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, enviado para Washington a 11 de Fevereiro deste ano e que integra o lote de 250 mil documentos que o «site» Wikileaks tem estado a divulgar.


Em concreto, de acordo com o jornal espanhol, o responsável do BCP "oferece aos seus interlocutores na embaixada a possibilidade que o Governo dos Estados Unidos controle as contas iranianas no Millennium', mediante um sistema que seja satisfatório para as duas partes".

"O BCP informou o primeiro-ministro Sócrates e altos funcionários do Governo, incluindo o Governador do Banco de Portugal, do interesse do Irão em estabelecer uma relação com o Millennium", refere o telegrama citado pelo diário.


"Ainda que Santos Ferreira não o tenha referido explicitamente, a embaixada acredita que, no mínimo, o Ministério dos Negócios Estrangeiros está ao corrente da proposta do banqueiro", acrescenta o El Pais.

 


publicado às 23:03


Wikileaks

por beatriz j a, em 11.12.10

 

 

 

Este assunto da Wikileaks e da Perseguição ao Assenge faz-me lembrar o caso do professor de música que se suicidou por causa do assédio de que era vítima: só houve investigação séria depois de ser público e o Director lá da escola e da Direcção Regional só se interessavam em saber quem é que tinha dado com a língua nos dentes.

Pessoalmente acho que este assunto da Wikileaks representa uma porta de esperança para o mundo, porque mostra claramente que a 'sociedade digital' pode vir a cumprir o papel que de início muitos lhe atribuiam, que é do de permitir aos cidadãos controlarem efectivamente as instituições e governos e denunciarem os seus abusos. Doravante será muito mais difícil manter certo tipo de segredos e, sobretudo, escapar impune, pois a informação corre por canais digitais e é fácil aceder-lhe. Ainda bem que assim é. É assim que sabemos agora quem são os governos metidos em narcotráfico, quem são os governos que compactuam com torturadores, quem são os países que têm presidentes ladrões de bancos, quem são os países que subornam instituições internacionais, etc.

Por exemplo, seria impensável, noutra eras, a iraniana condenada a lapidação estar ainda viva. Seria ainda mais impensável haver oposição dentro do próprio país, neste caso o Irão. A internet não só permite aos que estão de fora ver o que se passa dentro dos outros países, como também permite a quem lá está dentro, ver com os olhos de quem está de fora, e isso é o primeiro passo para a libertação da mente. Veja-se como a China se começou a abrir na era digital e  como cada vez mais os chineses são pressionados para acabar com a censura do google, etc. Por isto, o que me parece é que os EUA estão a lidar com o assunto de modo desajustado, com medidas de outras conjunturas. Um pouco como os nossos sindicatos que ao quererem opôr-se às medidas económicas 'assassinas' do governo falam em ofensiva do capital e fazem greves. Estão desajustados na linguagem e nas estratégias.

 

publicado às 09:14


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics