Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Hoje é dia de encorrer os espanhóis

por beatriz j a, em 30.11.13

 

 

 

Isto é no Fundão. À meia-noite de 30 de Novembro, véspera da Restauração da Independência, o tal feriado que vai desaparecer da memória oficial por ordem de um governo que não tem o sentido da importância da História.

 

Vídeo tirado da página de FB do Movimento 1º Dezembro.

 

 

 

publicado às 08:13


feira do livro..

por beatriz j a, em 02.05.10

 

 

 

A feira do livro não está nada de especial. A Bertrand, a Porto Editora e a Leya têm metade das barracas por conta. O preço de feira dos livros é muito caro. Tiram 3 ou 5 euros a um livro de 30 euros...

Queria muito a Antologia de Poesia da Porto Editora do Vasco Graça Moura, mas custa 50 euros já com o desconto! Comprei 3 livros e duas gravuras dos Açores - uma da Ilha do Pico, outra do Faial, numa editora açoreana de que gostei bastante.

Lembro-me de tempos em que ia lá com a Cecília e havia tanta coisa interessante e barata para comprar que fazíamos duas viagens ao carro para deixar livros porque não aguentávamos com o peso.

Lembro-me de num ano, já há muito tempo, termos decidido que não íamos gastar dinheiro. Íamos só para ver. Ainda não tínhamos andado 20 metros e já estávamos tão carregadas que tivémos que ir deixar os livros ao carro.

A colecção do Shakespeare da Lello comprei-a toda na feira. Todos os anos três ou quatro livros. Ainda não está completa. O José Régio a mesma coisa. O Almada Negreiros, a Cecília Meireles e outros livros da Nova Aguillar comprei-os lá, baratíssimos. A melhor compra que já fiz na feira do livro foram as obras completas do Padre António Vieira!! Um negócio da China!

Nos alfarrabistas comprava muita coisa, muita mesmo. Comprei uma vez um Decameron em 5 volumes, todos ilustrados, encadernados a seda, lindíssimos. Agora não têm lá quase nada de interesse e o que têm é muito caro. Vi uma colecção de autores de cinema muito tentadora mas cada livro são 15 euros... a preço de feira...muito caro. Faltam lá editoras que costumavam lá estar e que gosto muito. Se calhar já faliram e eu não sei.

Enfim, vai-se mais por tradição que outra coisa porque não já não é excitante como costumava ser.

 

publicado às 22:27


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics