Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Oliver Sacks, 1933-2015

por beatriz j a, em 30.08.15

 

 

Morreu Oliver Sacks

 

Um dia mau, mesmo...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27


A sense of beauty and death

por beatriz j a, em 29.07.15

 

 

 

A few weeks ago, in the country, far from the lights of the city, I saw the entire sky “powdered with stars” (in Milton’s words); such a sky, I imagined, could be seen only on high, dry plateaus like that of Atacama in Chile (where some of the world’s most powerful telescopes are). It was this celestial splendor that suddenly made me realize how little time, how little life, I had left. My sense of the heavens’ beauty, of eternity, was inseparably mixed for me with a sense of transience — and death.

Oliver Sacks

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26


Oliver Sacks on himself

por beatriz j a, em 12.05.15

 

 

 

"I sometimes wonder why I pushed myself so relentlessly in weight lifting. My motive, I think, was not an uncommon one; I was not the ninety-eight-pound weakling of bodybuilding advertisements, but I was timid, diffident, insecure, submissive. I became strong—very strong—with all my weight lifting but found that this did nothing for my character, which remained exactly the same." —from ON THE MOVE
Learn more: http://www.oliversacks.com/books-by-oliver-sac…/on-the-move/

 

Oliver Sacks's photo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:17


Uma notícia verdadeiramente entristecedora.

por beatriz j a, em 20.02.15

 

 

 

Oliver Sacks sofre de cancro terminal

 

Escritor e neurologista, que sempre escreveu sobre as doenças dos outros, “despede-se” da vida com um artigo no The New York Times. “Foi um enorme privilégio e uma aventura”, diz.

 

Mas Oliver Sacks não ilude, também, os seus sentimentos mais profundos perante a doença. “Não posso fingir que não tenho medo. Mas o meu sentimento predominante é o da gratidão. Amei e fui amado; recebi muito e dei alguma coisa em troca; li e viajei, pensei e escrevi. Relacionei-me com o mundo, essa relação especial que só os escritores e leitores têm”.

 

“Tenho estado cada vez mais consciente, nos últimos dez anos, das mortes entre os nossos contemporâneos. A minha geração está de saída, e cada morte foi sentida como uma ruptura, como se parte de mim se estivesse a despedaçar. Não vai haver ninguém como nós quando desaparecermos, mas também nunca há ninguém como os outros. Quando as pessoas morrem não podem ser substituídas. Deixam buracos que não podem ser preenchidos, porque é o destino de todo o ser humano - o destino genético e neurológico - ser um indivíduo único, encontrar o seu próprio caminho, viver a sua própria vida, morrer a sua própria morte.”

 

Que pena... um indivíduo que continua a investigar, a inovar, a escrever e a ajudar doentes psiquiátricos e outros... Não pára. Um indivíduo brilhante, como investigador e como pessoa. O livro dele, Um antropólogo em Marte, foi dos livros da área da Psicologia que mais me marcou e mais gozo deu a ler.

Sigo-o há anos no Facebook. O tipo tem uma energia, uma imaginação, uma cultura vasta e profunda, uma capacidade de inovação e compreensão das pessoas e dos fenómenos que impressiona. Uma daquelas -raras- pessoas reais. Insubstituível enquanto pessoa e enquanto profissional. 

Uma imensa pena...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



edicoespqp.blogs.sapo.pt-Google pagerank,alexa rank,Competitor