Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

... mas pensa que isto não tem a ver com a sua vida pessoal... e nem esta demonstração de poluição mental o faz cair do governo... estamos tramados...

 

Ministro não fala da “vida pessoal”

 

publicado às 19:52

 

Governo recusa ligação entre portaria dos conselhos de turma e greve de professores

O secretário de Estado da Educação garantiu hoje que o diploma sobre o funcionamento dos conselhos de turma nunca pretendeu impedir greves mas apenas clarificar as regras existentes, lamentando a "interpretação abusiva" que tem sido feita.

 

O secretário de Estado da Educação manifestou-se esta segunda-feira surpreendido com as críticas do sindicato dos inspectores sobre serem tratados como "polícias do Ministério", sublinhando que fiscalizar as escolas é o seu trabalho.

O secretário de Estado confunde fiscalizar com perseguir.

 

publicado às 06:28


Atirar as migalhas aos pobres. Não obrigada.

por beatriz j a, em 11.07.18

 

 

Ministro admitiu que professores podem recuperar "tempo de serviço mais alargado", dizem os sindicatos

Reunião desta quarta-feira terminou sem acordo, mas o Governo mostrou abertura para negociar. Foi nomeada uma comissão bipartida para estudar os impactos financeiros da recuperação do tempo de serviço dos docentes.

 

 

publicado às 21:31


Esperteza saloia

por beatriz j a, em 18.05.18

 

 

Marca uma reunião de tanga para o fim das aulas para arrastar o assunto até as avaliações estarem feitas e esvaziar de sentido qualquer manifestação ou greve. Se os sindicatos vão nisto são ainda mais estúpidos [ou vendidos?] do que julgávamos.

 

Ministro vai reunir-se com sindicatos de professores a 4 de Junho

Convocatória foi feita na véspera da manifestação nacional de professores, que vai decorrer neste sábado em Lisboa.

 

 

publicado às 17:18


Este indivíduo é triste

por beatriz j a, em 14.03.18

 

Ministro da Educação considera proposta "passível de execução"

 

Agora, alguém o mandou dizer qualquer coisa para parecer que é ele que manda no seu ministério. E ele vem. E apesar de ser o nosso ministro, fala contra nós. Triste...

 

publicado às 19:36


É assim...

por beatriz j a, em 14.11.17

 

Ministro da Educação internado por tempo indeterminado

 

publicado às 16:51

 

 

E o ministro não sai bem na fotografia. E se é verdade que há emails e ele tem andado a mentir não tem condições de permanecer no cargo.

 

 

 do blog arlindovsky

 

 

publicado às 15:42

 

O senhor Wengorovius enganou-nos

 

Esta história está toda mal contada e já não se percebe em quem se pode acreditar.

 

Emails desmentem versão do ministro da Educação

 

 

publicado às 13:32


Melhorei a minha opinião do ministro

por beatriz j a, em 19.05.16

 

 

FCT afasta ilegalidades com bolsa de doutoramento do ministro da Educação

 

Quer dizer, o indivíduo que foi chefe dele como orientador do doutoramento é um caluniador e um inimigo praticante, no sentido em que pratica acções que visam prejudicá-lo no trabalho e, mesmo assim, o homem fez o doutoramento e continuou com a sua vida profissional. E agora vinha mais uma calúnia para o destruir publicamente... quem não tem mérito próprio vive da despromoção dos outros.

 

 

publicado às 05:51


Não, isso não é

por beatriz j a, em 12.05.16

 

 

"Este ministro da Educação é uma pessoa fantástica", diz Costa

 

Tem razão nisto dos colégios privados e está a agir bem (se é que vai levar isto até ao fim) mas falhou o grande teste do seu mandato, como falharam os que vieram antes dele de modo que não se esperam melhorias para a educação nos próximos anos. Continuaremos no caminho descendente/decadente. E ainda estamos longe do pior que há-de vir.

 

 

publicado às 03:09


Educação: uns e outros

por beatriz j a, em 13.01.16

 

 

Diretor-geral da Educação afastado por irregularidades em concursos

 

Uns vão para lá a anunciar alto e bom som que vão implodir a casa, pôr ordem na casa, acabar com os vícios... no entanto, quando saem de lá há mais vícios, mais profundos, o sistema fica caótico, cheio de injustiças, abusos, opacidades e favorecimentos; outros não dizem nada e assim que chegam começam a depurar o sistema de vícios, de bandidagens, etc. Só espero que estes outros tenham tempo de corrigir, pelo menos, metade das asneiras e malfeitorias dos 'uns' daqui até cair o governo, o que calculo, será no próximo orçamento.

 

 

publicado às 13:39


Secretismo com os dinheiros públicos...

por beatriz j a, em 11.12.15

 

 

Sindicatos têm “provavelmente mais abertura perante este Governo”(Vieira da Silva)

A decisão de desconvocar a greve foi tomada num plenário realizado esta segunda-feira de tarde, por maioria, depois de, durante a manhã, os sindicatos terem chegado a "um entendimento" com o Governo sobre as suas reivindicações.

 

Esta frase, a ser verdade, seria bem grave, porque indicaria que os sindicatos, em vez de zelarem pelos direitos dos seus associados trabalhadores, zelavam antes pelos interesses dos governos consoante a sua cor fosse mais rosa ou vermelha. Como é evidente que isso não pode acontecer pois seria uma violação grosseira dos seus deveres, só podemos concluir que o ministro que diz isto está a faltar à verdade. Logo, isto significa que satisfez as condições exigidas pelos sindicatos para não fazerem greve. Ora, sendo o dinheiro que o ministro gere, público, faça o favor de dizer quanto pagámos e pare com essas partes gagas... 

 

 

publicado às 17:14

 

 

 

Então a nova equipa da educação não foi tida nem achada na questão da morte dos exames? Nem lhes pediram sequer opinião? Isso para mim é um péssimo sinal. Uma coisa é acabar-se com a obsessão dos exames do Crato, outra é arrasar tudo sem pensar.

O que eu gostava mesmo era que cada governo que chega ao poder não fizesse a 'sua reformazinha ideológica pessoal' sem ouvir ninguém, sem pensar, sem avaliar o que foi feito, etc. A questão dos exames não é partidária e é polémica. Tem opositores e tem defensores.

Este governo, ainda agora começou e já está a fazer o mesmo que o anterior: como tem uma maioria na AR que lhe permite aprovar o que quiser esquece-se que os outros deputados representam portugueses e não são um mero enfeite do hemiciclo.

Seja como for, a equipa da educação não tugir nem mugir quando aprovam medidas do seu pelouro à sua revelia, é, na minha modesta opinião, muito mau sinal, porque, lá está, quem decide das coisas da educação nunca são pessoas que estão por dentro dos problemas, seja teoricamente, enquanto pedagogos, seja porque têm experiência no campo. São economistas a mando do chefe do governo, são políticos raivosos que só pensam em vinganças, políticos que vivem naquele circuito entre S. Bento e as sedes dos partidos.

Não digo que é uma desilusão porque não tinha ilusões...

 

 

publicado às 20:05


Tiago Brandão Rodrigues?

por beatriz j a, em 24.11.15

 

 

 

Isto é a brincar? Então um tipo sai duma universidade inglesa onde fazia pesquisa no cancro há dois anos, directamente para ministro da educação depois de uns meses de política??? O que é que ele percebe do assunto? Ou parte-se do princípio que quem estuda fora do país torna-se sábio de repente? E como é que um tipo aceita uma pasta destas sem perceber nada do assunto? Isso já diz qualquer coisa sobre a pessoa....

 

 

publicado às 15:45

 

 

 

Na primeira metade de 2013 o nome de João Calvão da Silva surgiu associado ao caso BES, ao emitir um parecer por escrito a atestar a idoneidade de Ricardo Salgado, que serviu de meio de defesa do banqueiro junto do Banco de Portugal. Calvão da Silva é indicado por Passos Coelho para ocupar a pasta de ministro da Administração Interna.

 

É que isto é demais...

 

 

publicado às 18:09


Vender a escola pública

por beatriz j a, em 18.05.15

 

 

Professores contra entrega das escolas às câmaras

A quatro semanas do final do ano letivo, as autarquias devem assinar em junho com o Governo os contratos relativos à descentralização de competências na área da Educação. Os 13 projetos-piloto vão ser executados durante a próxima legislatura. Os autarcas estão convictos das vantagens, mas o Conselho de Escolas arrasa o projeto por abrir a porta à concessão de serviços a privados.
 
De facto, este contrato abre portas a que serviços, atividades e/ou projetos, nomeadamente de administração escolar, papelaria, refeitório, biblioteca, serviços de apoio educativo ou desporto escolar possam ser subcontratados a operadores privados" - lê-se num parecer aprovado pelo órgão consultivo do Ministério da Educação. Tanto o Conselho como as duas associações de diretores acusam a tutela de "desprezar as escolas", por não as ter ouvido neste processo. Os professores contestam a perda de autonomia.
 
 
 

publicado às 10:22


O coitadinho

por beatriz j a, em 22.10.14

 

 

Crato diz que ser ministro não "é o trabalho mais confortável do mundo"

 

... sempre com boa imprensa... há jornalistas muito amáveis...

 

 

publicado às 04:48

 

 

 

O governo quer despedir ainda mais professores mas prefere que sejam as câmaras a sujar as mãos de modo que vai subornar as que conseguirem despedir mais pprofessores? Por exemplo, na escola x são necessários 100 professores mas, se as câmaras conseguirem pôr 50 a fazer o trabalho de 100 há dinheiro para os autarcas...? O «prémio” é de 12.500 euros por ano lectivo, por cabeça de professor... Isto assumindo que esse docente custaria por ano ao ministério 25 mil euros, o custo estimado para um professor em início de carreira.» O que quer dizer que se não estiver em início de carreira o suborno é ainda maior.

Este governo vê-se a si próprio e aos seus 'boys' como mais valias, apesar de estarmos mais pobres e mais endividados do que antes mas, vê todos os outros trabalhadores como custos.

Custo que não poderemos suportar vai ser aquele que teremos que pagar por não termos uma educação de qualidade por causa da promoção da mediocridade deste ministro da educação e este governo. Já vejo turmas com 40 e 50 alunos, porque não? Salários pagos com meses de atraso para pesarem menos no orçamento, cujo dinheiro é preciso para salvar os BPNs e os BESs.

Este governo e este ministro não têm, nem medo nem vergonha das malfeitorias que promovem e é por isso que as coisas estão como estão e que tantos os imitam.

Ministério da Educação propõe prémio para câmaras que trabalhem com menos docentes

Uma das novidades presentes na proposta é o chamado "factor de eficiência” que premeia as câmaras que trabalhem com um número de docentes inferior ao tido como necessário para o respectivo universo escolar.

 

 

publicado às 17:59


O 'acordo possível'?

por beatriz j a, em 02.12.13

 

 

Crato desiste de avaliar todos os professores contratados

Ao contrário do que estava previsto, apenas os professores com menos de cinco anos terão de fazer a nova prova de avaliação de conhecimentos, o que leva a FNE a desmarcar a greve marcada para o dia do teste, 18 de dezembro.

O secretário-geral da União Geral de Trabalhadores (UGT), Carlos Silva, disse à Lusa ter obtido esta garantia após uma reunião, hoje, de representantes da central sindical com o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato.

Para o secretário-geral da UGT, trata-se do "acordo possível" para dar "paz social" ao setor. Os sindicatos têm contestado a prova, que permite o acesso à carreira docente, por entenderem ser uma desconsideração para docentes que demonstraram as suas competências.

.

Eu devo ser um bocado lenta porque não percebo este 'acordo possível'. Então os professores com dois, três ou quatro anos de serviço não tiveram já um estágio e um ano probatório, em cima do curso e da profissionalização?
Se esta é uma prova para aceder à profissão, como é que pessoas que já a exercem há anos com todos os testes e formações feitas, têm que voltar a fazer mais uma prova? Quantas provas serão necessárias?

A lei não diz que ao fim de três anos de trabalho a pessoa deve passar a efectivo ou será que isso já mudou? Então o espírito da lei não é o de que, se a pessoa ocupa um lugar durante três anos é porque é necessária e deve passar a ter contrato permanente em vez de contratos a prazo? Então ao fim de quatro anos não só não a passam a efectiva como ainda tem que fazer uma nova prova eliminatória? É uma por ano tipo penalti de morte súbita?

 Qualquer dia trabalha-se na educação como na estiva: logo de manhã os professores estão à porta da escola e vem de lá o Director/a e escolhe a dedo os que quer para o dia. Os outros vão fazer uma prova de acesso ao passeio em frente ao portão para poderem estar na fila para poderem, eventualmente, ser chamados para trabalhar.



publicado às 18:12


Quando os ministros se acham acima da lei

por beatriz j a, em 10.09.12

 

 

 

 

 

Homem detido por fotografar carro mal estacionado ao serviço de Aguiar-Branco

Um homem foi detido para identificação no Porto, após fotografar um carro estacionado no passeio que estava ao serviço do ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, noticia a TVI.


O ministro, refere a TVI, pode fazer uso da segurança da PSP mesmo em situações particulares, mas não pode estacionar em cima de um passeio.

Segundo António Vilar, o advogado identificado pela polícia, é frequente o carro ao serviço do ministro estar às segundas e sextas-feiras parado naquele local.


... e a polícia incomoda os cidadãos que não se conformam com os abusos de poder ao serviço de suas excelências.



publicado às 21:27


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics