Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




So far so good

por beatriz j a, em 07.01.16

 

 

Governo desfaz em 40 dias política de educação de Crato

 

Na semana passada, David Justino, ex-ministro do PSD e atual presidente do Conselho Nacional de Educação, também admitiu, em entrevista ao DN, existir "uma febre muito grande de revogar e de suspender". 

 

Não me lembro é de ouvir o David Justino a criticar o Crato quando ele fazia vomitar leis e revogações umas atrás das outras sem olhar a mortos e feridos...

Esta equipa da educação está a começar bem. Não estão a revogar tudo, como se diz. Até agora têm revogado o que estava mesmo mal porque o Crato estava a levar o ensino para a lógica americana que pôs as escolas no estado miserável em que estão à custa da obsessão com as medições: medir, medir, medir, medir alunos, medir professores e, ainda com a degolação das Humanidades, como se o ser humano fosse um robot e pudesse viver num mundo reduzido à técnica.

Para mim ainda falta fazer duas ou três alterações fundamentais, sem as quais nada muda, de facto, como seja, o número de alunos por turma e o fim do poder absoluto, arbitrário e anti-democrático das direcções das escolas. 

 

 

publicado às 04:24


O típico deste governo

por beatriz j a, em 24.03.15

 

 

Estudo revela que ADSE pode estar "em risco a prazo"

A sustentabilidade do subsistema de saúde da função pública ADSE pode "estar em risco a prazo", caso se mantenha "o ritmo de renúncia dos titulares com vencimentos mais elevados", refere um estudo da Porto Business School.

 

... é avançar com medidas em cima do joelho, à balda (como a outra de expulsar jovens...), apesar de gastarem milhões e milhões em estudos e consultores e achar que isso não tem consequências e tudo é reversível. É que nós descontamos para dois sistemas: o da segurança social e o da ADSE e passámos de pagar vinte e tal euros por mês para pagar noventa euros por mês, no espaço de um ano... quem é que aguenta o salário a diminuir e as prestações a aumentarem na ordem dos 400%...? E o desconto é feito, não apenas no salário mas também no subsídio que recebemos em duodécimos... o que acho que é ilegal. Mas pensavam que estas coisas se podiam fazer sem consequências... Subam mais 400% para o ano...

 

 

publicado às 21:32


Medidas que devíamos adoptar

por beatriz j a, em 05.02.15

 

 

 

... se a nossa classe política em geral não fosse um conjunto de deslumbrados e habituados a ver o poder como um lugar para se servir em vez de servir. E não me venham dizer que são medidas demagógicas porque não são, são medidas pedagógicas. E cortar despesa inútil é isto, não é despedir pessoas. Em Portugal os carros deviam estar aos serviço dos ministérios, governo, presidência, administrações e não de ministros, governadores, presidentes, administradores e outros particulares. Deviam ser todos carros produzidos em Portugal e não precisam de ser de grande cilindrada para ir de S. Bento a Belém. Também em Portugal onde a classe política é associada à corrupção e ao nepotismo (dos quais a defesa histérica de Sócrates pelos seus pares são um claro sintoma) estas medidas seriam um sinal de comprometimento com a mudança. Mas por cá é o oposto e os ministros chegam aos ministérios de lambreta e saem de lá em BMWs de 300 mil euros.

Poupanças do Syriza começam nos carros de luxo do Governo 

 
O governo grego continua a marcar a diferença em relação aos anteriores: para além das viagens aéreas em classe económica, os ministros vão continuar a deslocar-se em transportes públicos ou nos seus próprios veículos.

 

 

publicado às 05:25


medidas de carácter extraordinário

por beatriz j a, em 29.06.11

 

 

 

Já estávamos à espera. Tudo mais caro e menos dinheiro ainda. Talvez até o subsídio de Natal... Não é surpresa. Surpresa, surpresa é o Nuno Crato dar o dito por não dito, o defendido por não defendido e passar a apoiante da outra de má memória. Isso é que era a maior de todas as surpresas. De resto, fazer mais sacrifícios, fazemos, porque temos que pagar as dívidas que o sócrates levianamente fez em nosso nome, mas fazemo-los se os que nos governam derem o exemplo em tudo. Na situação em que estamos, se vierem pedir sacrifícios e se excusarem a eles... ou, se vierem pedir sacríficios em cima de outros sacríficios sem nenhum objectivo senão sacrificar e destruir, como é o caso desta ADD...  vão ver-se gregos, gregíssimos...

 

publicado às 22:28


Gostei

por beatriz j a, em 22.06.11

 

 

 

 

Passos Coelho ordenou a mudança da classe executiva para económica do seu bilhete para o voo de amanhã, para Bruxelas, onde vai participar na reunião com os restantes chefes de governo da União Europeia . ... A TOP Atlântico, que trabalha com o Governo, apelidou a medida de inédita. ... (blog farpas)

 

Isto não tem grande significado em termos económicos mas em termos simbólicos tem. Mostra uma intenção e uma preocupação em dar o exemplo na poupança. Eu, pessoalmente, gostei.

 

publicado às 17:56


Isto parece-me um bom começo...

por beatriz j a, em 07.06.11

 

 

 

Passos quer criar "autoridade orçamental independente"

O líder do PSD, vencedor das eleições legislativas de domingo, pretende avançar com a criação de uma "autoridade orçamental independente" do Governo, que integrará personalidades independentes, nacionais e estrangeiras, para dar total transparência à consolidação orçamental.

 



publicado às 14:24


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics