Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Acho bem

por beatriz j a, em 05.12.13

 

 

Fenprof confirma greve contra a prova

por Pedro Sousa Tavares


Sobre o acordo que dispensa da prova de 18 de dezembro os docentes com cinco ou mais anos de carreira, Mário Nogueira defendeu: "não dispensaram 20 mil: entregaram a cabeça de outros 20 mil".


Talvez já seja tarde demais, mas agiram bem porque seria uma grande traição e indignidade abandonarem os colegas só porque são mais novos e não têm maneira de defender-se sozinhos. Um autêntica facada pelas costas que foi o que fez a FNE.


publicado às 20:03


É triste. Mesmo...

por beatriz j a, em 05.12.13

 

 

 

O dirigente da Federação Nacional de Educação (FNE), João Dias da Silva, disse ao PÚBLICO esta quinta-feira que o acordo dos sindicatos da UGT com o Ministério da Educação e Ciência (MEC) “só prejudica verdadeiramente menos de 400 professores”, que na sua perspectiva é “o número de pessoas que estará em causa quando, esta tarde, a Assembleia da República apreciar a legislação relativa à prova de avaliação de conhecimentos e de competências”. “De entre todos os que continuam obrigados a fazer a prova, 98 por cento não têm qualquer expectativa de dar aulas no próximo ano lectivo, pelo que serem aprovados ou não resulta no mesmo”, justificou.


Ética é uma senhora de quem nunca ouviram falar... vergonha é uma palavra do dicionário imaginado...


Tags:

publicado às 19:45


Estive a ouvir a Lucinda Dâmaso

por beatriz j a, em 03.01.13

 

 

 

 

Esteve bem. Falou bem. Disse o que é preciso dizer. Pena é que as acções da FNE não correspondam às palavras desta senhora.

 

Tags:

publicado às 14:42


a proposta da ministra na TVi 24

por beatriz j a, em 29.12.09

 

 

Estou a ver o TVi 24 - discussão sobre a proposta da ministra da educação.

O Nogueira da Fenprof disse claramente não à proposta e invocou as manifestações dos professores para dizer que os representa. Deixou claro que não basta à ministra ser sorridente. Esteve bem. Falou no sentido de voltar a haver uma frente sindical unida.Acho que esteve bem.

 

Já o da FNE me pareceu muitooooo mais disposto a assinar tudo quanto é acordo. Claramente mostrou que não tem intenção, nem agora, nem nunca, de pôr as coisas nas mãos da Assembleia da República ou de voltar 'para os colchões'. Pessoalmente não me inspira confiança o discurso dele. Pelo contrário. Fico com a impressão que, por eles, já se tinham ajeitado a este ministério...

 

O Paulo Guinote disse que a ministra tem estado ausente, que o secretário de estado é um testa de ferro do ministério das finanças, que os 30 dias, ou mais, de negociações, produziram nada, que nada ainda caiu das antigas propostas; falou das situações nas escolas de pessoas às mãos de directores ditadores, etc. Disse, e muito bem, que o ministério transferiu a crispação das ruas para as escolas e que o clima lá dentro é péssimo, só que não se vê por fora. Falou também da passagem para a nova carreira que está caótica.

Lançou o repto aos sindicatos para se unirem.

Falou muito bem porque deixou tudo claro que este processo está a ser abortivo.

 

 

publicado às 22:22


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics