Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sinais positivos

por beatriz j a, em 27.11.16

 

Durão Barroso fora da Universidade de Genebra

O seu vínculo ao Goldman Sachs é a causa do fim do contrato, diz a imprensa suíça. Antigo professor cortou relações com Barroso, o aluno-prodígio

 

Talvez comece uma era em que seja muito mais difícil os políticos irem para os cargos para se dedicarem a resolver a sua vidinha à custa dos outros todos... ... era bom.

 

 

publicado às 14:59

 

 

Blair held responsible for Iraq war, while Barroso remains untouchable

 

... que conclui, claramente, não ter havido razão para se invadir o Iraque à pressa, sem o acordo da ONU. Blair foi responsabilizado, tem a carreira acabada e quem o viu ontem viu um homem muito abatido e, espera-se, arrependido, como o afirmou. No entanto, o Durão Barroso (e o Aznar, mas esse não é assunto dos portugueses) continua impávido como se não fosse um dos elementos do trio que congeminou, todo ufano da sua importância internacional, a estratégia de apoios ao Bush, à revelia da ONU, com o resultado terrível que se sabe.

Deve ser bom uma pessoa fazer o mal e achar que não é responsável por nada e até andar por aí a ganhar dinheiro a dar aulas e conselhos aos outros pensando-se grande figura estadista... são os líderes que temos... alguém se pode espantar dos défices, do desemprego e do estado a que este país chegou? Calculo que por esta altura a memória dele já deve ser lacunar...

 

 

publicado às 19:19


Que atraso de vida...

por beatriz j a, em 24.02.16

 

 

 

O candidato à liderança da ONU (Guterres) não tem dúvidas: “As elites portuguesas não estão à altura dos portugueses que temos.”

Num ponto, António Guterres e Durão Barroso estão em sintonia: os estrangeiros olham ainda para Portugal como um “país pobre e relativamente atrasado”, que oscila entre o “complexo de inferioridade” e a “exaltação nacionalista”.

 

Será que ele não entende que faz parte dessas 'elites que não estão à altura'? E já agora, se os estrangeiros olham para Portugal como um país pobre e atrasado isso deve-se ao trabalho dos incompetentes que nos têm governado onde se incluem estes dois que assim falam ambos ex-primeiros ministros. Mais valia que estivessem calados.

 

 

Numa entrevista publicada hoje na revista XXI, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, a que o Diário de Notícias teve acesso, Durão Barroso disse acreditar que "está ainda por construir a ordem política da globalização", e alertou "para o risco de guerras generalizadas".

 

Alertou para o risco de guerras generalizadas? Jura? Uau!! Ainda bem que temos este sábios para nos dizerem estas pérolas de grande estratégia geopolítica... se não fossem eles não davamos pelas guerras generalizadas que todos os dias nos entram casa adentro...

 

 

publicado às 14:50


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics