Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





SOS Sado

por beatriz j a, em 02.12.18

 

As últimas 24 horas foram uma trapalhada descomunal.
Depois da RTP avançar com o chumbo do pedido de TUPEM da APSS, assistimos ao desmentido da DGRM e consequente confirmação do chumbo por parte da Bivalmar.

Este episódio põe a descoberto o desnorte total das entidades públicas responsáveis.

Relativamente a esta peça da RTP, relevamos que é urgente o esclarecimento da DGRM relativamente a:
- posição sobre o pedido de TUPEM da APSS;
- quais os novos locais de deposição dos dragados avançados pela DGRM em conversa com a Bivalmar.

Há ainda outros esclarecimentos que consideramos essenciais relativamente a este processo.
Urge a clarificação imediata da aparente relação privilegiada entre a DGRM e a APSS, plasmada numa acta de reunião de janeiro de 2017(!) onde a questão dos TUPEMs é debatida e onde são deixadas garantias de agilização que julgamos não irem de encontro ao distanciamento que uma entidade reguladora deve manter na apreciação destes processos. https://media.sossado.pt/ata-dgrm/ata-dgrm-apss-jan17.pdf

Neste documento é ainda referida - uma vez mais - a presença de sedimentos contaminados de classe 3 nas zonas de dragagem, no nosso entender desmentindo novamente as afirmações públicas de inexistência de dragados contaminados por parte da Presidente da APSS, Lídia Sequeira.

Consideramos fundamental que as instituições estatais envolvidas esclareçam estas questões e restabeleçam a confiança dos cidadãos no trabalho de defesa do interesse público a que estão vinculadas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:26



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics