Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Mais regalias??

por beatriz j a, em 13.04.15

 

 

 

Testes de Cambridge arrancam hoje com mais regalias para professores

 

Para esta prova, os professores avaliadores ganharam regalias, como a dispensa de "tarefas não letivas" durante o período das provas. Ninguém sabe, no entanto, quantos estudantes poderão ser avaliados.

 

 

É que só tinham prejuízos, de modo que falar em mais regalias é um engano. Aliás, a 'regalia', como se lê em cima, é serem dispensados do trabalho não lectivo que tinham em simultâneo com as avaliações dos testes para os quais têm que fazer formações (em simultâneo com o trabalho lectivo e não lectivo regular) e deslocar-se dentro de grandes áreas para fazer orais a alunos de várias escolas! Sabendo nós que há trabalho não lectivo do qual nunca se pode estar dispensado, como preparar as aulas, corrigir trabalhos, preparar exposições ou visitas de estudo ou outras actividades que estejam previstas com datas marcadas... UAU! Grande regalia!

E isto tudo para quê? Para os alunos e professores trabalharem para testes para o MEC pagar uma fortuna ao Cambridge. E os testes servem para quê? Para nada, porque são de nível muito inferior ao que os alunos já têm de formação.

Em vez de valorizarmos a nossa formação e o trabalho dos nossos professores trabalhamos para dar dinheiro e prestígio ao que é estrangeiro... muito inteligente... não consta que os suecos, finlandeses e holandeses, que têm uma reputação de falar um óptimo inglês, tenham tido que fazer testes PETs. Mas, como toda a gente sabe, o nosso ministro é gémeo da senhora do dom de Midas ao contrário.

 

 

publicado às 08:39


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics