Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

"Portugueses são invejosos, acham que os professores são privilegiados"

“Os portugueses querem um ensino público de qualidade, mas não querem pagar para os seus filhos terem uma educação decente”, começa por afirmar Joaquim Jorge acabando mesmo por acusar os pais de não apoiarem os protestos dos docentes.

“Os portugueses são muito invejosos e ciumentos, acham que os professores são uns privilegiados. O professor para atingir o topo da carreira precisa de 34 anos!”, refere o biólogo adiantando que esta luta pela contagem do tempo de serviço dos docentes só começou a ter importância para os portugueses devido à ameaça de greve às avaliações: “’aque-d’el-rei’ que os nossos filhos não vão ter notas e não podem passar de ano”.

Por isso mesmo, para Joaquim Jorge, “os professores são a classe mais mal-tratada de que há memória em Portugal. Não há respeito pela sua função, pelo seu trabalho individual”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39


7 comentários

Perfil Facebook

De Albertino Ferreira a 11.06.2018 às 16:01

Há pais e pais, os professores também são país
Imagem de perfil

De júlio farinha a 11.06.2018 às 18:29

Mas era mais reconfortante se os pais que não são professores gostassem um bocadinho da classe dos professores. Quer estes sejam professores dos filhos ou não. Mas isso é pedir demais à sociedade quando é o próprio ME a dar o exemplo de desprezo pelos docentes. O ME não merece a classe. No fundo ele não tem classe nenhuma.
Imagem de perfil

De beatriz j a a 11.06.2018 às 19:00

mas eu acho que os pais têm apreço pelos professores, no geral, apesar de o ME dos últimos governos, desde a Rodrigues fazerem o que podem para que a sociedade odeie os professores. Pelo menos é isso que mostram as sondagens. Quem faz este serviço de mentiras e calúnias são os opinadores dos jornais, ovelhinhas sedentas por um lugarzinho ao sol político.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.06.2018 às 02:48

Também tinha a ideia que os professores era uma das classes profissionais que recolhia mais simpatia dos portugueses. Então Joaquim Jorge não tem completa razão. Nem eu que no meu anterior comentário o segui.
Imagem de perfil

De beatriz j a a 12.06.2018 às 05:31

Pois, acho que ele refere-se ao egoísmo natural das pessoas que só se mexem se o assunto lhes doer.

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog