Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

(Um pequeno parêntesis. Sim, nós jornalistas poderíamos ter investigado todas as consequências daquela mudança da lei [da CGD]. Era o que se teria feito num tempo em que os cidadãos em geral estavam dispostos a pagar pela informação. Este é um exemplo de como a falta de dinheiro e, por causa dele, a falta de tempo no jornalismo deixa que algumas notícias só cheguem à luz do dia pela voz de quem não é jornalista o que está longe de garantir a defesa dos cidadãos).

 

É que dantes a MTV era um canal de música. Agora é um canal de concursos e pornografia soft. Aconteceu o mesmo com os jornais. Dantes eram fontes de notícias. Agora são um misto de fait-divers , notícias políticas e empresariais encomendadas e pornografia soft. E se pudesse não pagar a taxa das TVs que deixei de ver pelas mesmas razões, não pagava.

Há uns dias fui ao site de um jornal, como faço todas as madrugadas em que dou uma volta pelas notícias e dei de caras com o Sócrates, em frente a um cartaz a dizer 'PS O Futuro' ou algo do género, logo ali na 1ª página em destaque. Passei logo para outro jornal porque se eu quisesse ver propaganda política esfregada na minha cara camuflada em notícia, já me tinha matriculado num partido político há muito tempo.

Hoje em dia confio mais em sites de pessoas particulares que têm acesso a fontes e partilham o que sabem na internet e em alguns jornais e canais de TV (estrangeiros) que informam mesmo. Dá-me trabalho encontrar essas pessoas mas uma vez encontradas, perfiro-as porque informam-me sem 'agendas partidárias' e sem ter que gramar mulheres nuas a torto e a direito mais cãezinhos a lamber bebés.

É só uma observação a propósito destas palavras no Observador.

 

publicado às 18:17


2 comentários

Sem imagem de perfil

De nuno a 26.11.2016 às 15:33

Boa tarde B, bem disposta? Concordo em tudo aquilo que foi dito no texto. Os outros jornais, não conheço de trás para a frente, mas não entendo como é que o Jn tem páginas de prostituição. Compreendo é porque tem aquilo, uma vez que o dinheiro pago por aquilo, deve de ser uma pequena fortuna. beijos e um abraço, com desejo de um bom fim de semana
Imagem de perfil

De beatriz j a a 26.11.2016 às 16:01

Não estou para pagar a prostituição alheia. Quem a usa que a pague.

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics