Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





E filosofia, claro :)

por beatriz j a, em 07.03.19

 

Hoje enquanto andava a fazer tempo à espera da hora das consultas médicas entrei numa livraria que tem um cafezinho, comprei este livro e li-o. Deixo aqui três páginas.

Os pensamentos dos filósofos são terrenos tão fertéis que a impressão que temos ao lê-los, mesmo em leituras leves como a desde livro que é um discurso apresentado na comemoração do aniversário de um compositor, é a de um mergulho que nos afasta logo da superfície das coisas e penetra na densidade dos seus significados; como se entrássemos com uma lanterna acesa num quarto escuro e de repente aquela parte da realidade, iluminada se revelasse e nos permitisse distinguir com clareza as coisas umas das outras e ver a sua posição relativa, enquadramento, sentido e projecção no futuro.

 

 

IMG_2704.jpeg

IMG_2705.jpeg

IMG_2707.jpeg

 

IMG_2703.jpeg

 

publicado às 22:45


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.03.2019 às 10:15

Pena que “... a densidade dos seus significados... distinção com clareza as coisas umas das outras e ver a sua posição relativa, enquadramento, sentido e projeção no futuro.” não evidencie a sua verdade. No âmbito da filosofia do conhecimento, a lanterna como metodologia apenas nos mostra a superfície das coisas, não a sua real verdade no todo. Mas... enfim, o gato preto dentro da cx escura, mesmo que mie quando iluminado não deixa de ser um gato. Desculpe, estava a provoca la. Adoro o que escreve. 😉
Imagem de perfil

De beatriz j a a 08.03.2019 às 10:19

talvez a metáfora não tenha sido bem escolhida :)) porque a ideia era a de iluminar em profundidade e não na superfície :))

o Bachelard é que falava na necessidade de escolher bem as metáforas para não dizerem o oposto do que querermos dizer e induzir em erro, não era? Bem... na perspectiva dele acabei de falhar :))

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics