Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

 

 

... pela ordem certa para perceber o que se passa.

 

Corte de 4 mil milhões não chega para esforço do lado da despesa ...

 

500 maiores clientes do BPN deixaram de pagar dívidas

 

 (PLURIPAR, SOLRAC Finance, Labicer, CNE (Cimentos Nacionais e Estrangeiros), Domurbanis, MarinaPart, Homeland, Jared Finance, PAPREFU e Zevin Holding, entre outros)

 

Saídas na educação permitiram ir muito além do acordado com a troika

Governo cria megabolsa de excedentários na Função Pública

Função Pública: Governo vai cortar valor pago aos excedentários

Governo prepara redução salarial da função pública

 

publicado às 13:09


lê-se mas não se acredita

por beatriz j a, em 21.05.11

 

 

 

Louçã: 20 pessoas têm mil lugares de administração

Francisco Louçã denunciou dados de um relatório da CMVM que revelam que existem em Portugal 20 pessoas com cargos de administradores em mil empresas diferentes. Cada uma destas pessoas tem em média 50 empregos desde cargos de administração até conselhos fiscais.

O líder do BE diz que o ordenado mais relevante pago ,ainda segundo a CMVM, é de dois milhões e meio de euros e que os outros só recebem um pouco menos.

Depois da denuncia destes 'turbo administradores' Francisco Louçã diz que é aqui que se deve procurar a explicação para a grande dívida que o Estado tem actualmente.

 

Estamos na bancarrota para que os amigos do Sócrates possam ter cinquenta cargos de administrador e ganhar milhões por ano, não é verdade?

 


publicado às 08:36


isto era o que devíamos cá fazer

por beatriz j a, em 17.05.11

 

 

 

Mulher de Mubarak libertada depois de entregar parte dos bens pessoais ao Estado

A todos que fizeram gestão danosa dos bens públicos e a todos os que desviaram dinheiro. Era fazer-lhes o que se fez ao do BPN: tal como a mulher do Mubarak já está a devolver dinheiro roubado para diminuir a pena.



publicado às 21:36

 

 

 

Parcerias Público-Privadas vão custar €59,6 mil milhões

 Portugueses vão andar mais 40 anos a pagar os custos das parcerias público-privadas. Uma pesada herança para os filhos e os netos

 

publicado às 00:03


o problema do nosso país é isto...

por beatriz j a, em 02.12.10

 

 

 

Valentim Loureiro ameaça juíza que o acusa

Ficou furioso ontem de manhã, ao ler, no JN, que uma juíza do Tribunal de Gondomar, ao absolver da acusação de falsificação de documento uma funcionária da Câmara de Gondomar, o apontara como envolvido no caso, devido à verificação de "ordens superiores" para falsificar a data de pagamento de uma taxa de 53 mil euros, pelo empreiteiro Gaspar Ferreira, num processo de obras em que a licença de construção foi emitida no próprio dia de entrada do projecto.

 

O que vai acontecer aos funcionários que prestaram depoimento no julgamento?
Quando tiver acesso à sentença, por estar em causa o bom nome e o funcionamento da Câmara e porque alguns funcionários terão dito que cometeram irregularidades, vou pedir parecer a um jurista e mandar instaurar inquérito. E, se para tal houver matéria, poderão ser instaurados os processos disciplinares respectivos.

 


publicado às 07:29


3 tipos, 5 milhões

por beatriz j a, em 31.10.10

 

 

 

Investigação

Pensionistas milionários na Face Oculta

Arguidos recebem pensões da Caixa Geral de Aposentações. REN pagou, em seis anos, 3 milhões a Penedos. Paiva Nunes, da EDP, recebeu um milhão.Vara ganhou 2 milhões.

 

Isto são as pensões de apenas 3 tipos que continuam a receber como gestores e administradores. Imagine-se se fizéssemos as contas a todos. Havíamos de concluir que duas ou três dezenas de tipos comeram todo o dinheiro do país. E é para sustentar estes tipos que vamos ter um orçamento que ainda nos pede mais! Quer dizer, uma pessoa trabalha uma vida inteira para ter uma reforma de tanga e estes inúteis trabalham dois anos e recebem uma pensão vitalícia, ao mesmo tempo que vão para outra empresa sacar um ordenado milionário.

Isto mete nojo...

 

publicado às 12:53


deviam estar presos estes bandidos

por beatriz j a, em 18.10.10

 

 

MAPA II
DESPESAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA, ESPECIFICADAS POR CAPÍTULOS

 

 

 

Neste mapa lê-se que neste ano económico de 2010 o Ministério das Finanças gastou 14 048 146 508 de euros em 'Despesas Excepcionais'!!!;

 

O gabinete do Conselho de Ministros gasta, em  SERVIÇOS DE APOIO E COORDENAÇAO, ORGAOS CONSULTIVOS E OUTRAS ENTIDADES DA PCM, 166 825 642!

 

É tudo assim! Ministério atrás de Ministério gastam em serviços jurídicos e mordomias, algumas sem nome, milhões e biliões de euros! E nós a pagar e a ter de ouvir que a culpa é dos funcionários públicos e da paz com os professores!

 

O Ministério da Educação rouba do bolo 934 782 495 euros! E para quê? 'Estudos e outras actividades de apoio'.

 

Uma pessoa consulta o site Actividade Parlamentar e Processo Legislativo e fica estupefacta com os biliões gastos em gabinetes e estudos que nada produzem, só consomem. Gabinetes de amigos, claro!

 

Presos, deviam estar todos presos, estes ladrões.

 

É para pagar estas coisas que me vão reduzir o salário?

 

Pouca vergonha!

 


publicado às 20:41


ali bábá e o bando dos 40

por beatriz j a, em 29.09.10

 

 

 

 

 

 

Tirar 5% ou 10% de ordenado, subir o IVA, reduzir a ADSE, aumentar os impostos e congelar as progressões, ou seja, empobrecer o povo, que as reformas e outros dinheiros de figurões já estão ao largo, não é verdade? Agora está o da finanças, esse incompetente que não sabe navegar e só dá machadadas no casco do barco a dizer que não vai fazer investimentos, ou seja, vai ficar de braços cruzados a fazer de cobrador.

 

 

 

publicado às 20:05


exportar dinheiro

por beatriz j a, em 31.12.09

 

 

Angola reclama o dinheiro mobilizado para comprar o Banif. Luanda está disposta a retirar a queixa-crime se receber os 104,6 milhões.

 

Alguns países esforçam-se por recuperar o dinheiro que ladrões põem ou tentam pôr em offshores.

 

 

publicado às 11:21


como os pequenos imitam os grandes

por beatriz j a, em 06.12.09

 

 

Ontem quando fui à baixa entrei numa sapataria porque ao passar olhei e vi lá dentro uma senhora que conheço há muitos anos como vendedora de outra loja ali perto, que costumava ser uma loja com roupas de marcas caras e está em pré-falência.

Disse-me que esteve 6 meses no desemprego depois de sair da loja com 3 ordenados em atraso. Que foi a última das empregadas a sair porque estava lá há 15 anos e foi resistindo.

Contou-me que os 2 filhos da dona eram rapazes com a mania das grandezas que levavam uma vida de luxo, embora não trabalhassem; que andavam sempre em discotecas e jantaradas entre Lisboa e o Algarve com carros a condizer; que a certa altura começaram a ir ao dinheiro da loja para pagar dívidas; já com dívidas construiram uma vivenda com materiais importados muito caros; iam para a loja gabar-se das viagens a Nova Iorque e de todas estas despesas; a dona meteu-se em grandes despesas também; é claro, a certa altura não havia dinheiro para pagar aos fornecedores, nem aos empregados; a dona da loja, que tinha boa reputação, perdeu-a e, com isso, o crédito da banca também se foi; as marcas tiraram de lá as mercadorias: os empregados ficaram sem salário.

Disse-me que recebeu o último ordenado há pouco tempo porque soube que a dona da loja ia fazer um cruzeiro com amigos e arranjou maneira dela saber que ia aparecer no dia da partida, mais a filha, para se despedir dela e lhe dizer que ia em cruzeiro com o seu dinheiro.

 

Este caso é o espelho do país. Portugal é a loja dos nossos governantes. Também eles e os seus amigos levam uma vida de luxo, embora sejam uns incompetentes e muitos vivam de aldrabices e artimanhas. Parasitas deslumbrados, fogem ao fisco e vivem para ostentar. Mesmo já cheios de dívidas continuam a gastar consigo e com os amigos, para dar uma de ricos, como se a realidade fosse uma telenovela. Entretanto, os empregados, que são o povo, que se lixe no desemprego.

E como podem, porque mandam, de vez em quando sobem os impostos, como fazia o xerife na história do Robin dos Bosques. E quandos lhes apetece ainda vêm a público dizer que a culpa é dos trabalhadores que não prestam, ou dos professores que são verbo de encher neste país.

Se as pessoas são sempre as mesmas como há-de o país mudar?

 

 

 

publicado às 08:33


portugal no buraco

por beatriz j a, em 31.10.09

 

 

Ernâni Lopes disse ontem no CCB que a corrupção e as burlas condenam Portugal. Que a última década ficará marcada como uma época materialista e de gente ordinária que só pensa no lucro fácil.

Ernâni Lopes não disse nada de novo. De há uns anos para cá, praticamente todos os dias há, pelo menos, um caso de burla, desvio de dinheiros e/ou corrupção nas páginas dos jornais.

E não são figuras de segundo plano a roubar meia dúzia de tostões. São os políticos que nos governam e os seus amigos satélites que ocupam os cargos nos bancos e companhias públicas a roubar milhões.

Veja-se a notícia de hoje no SOL


Ontem   A corrupção e o tráfico de influências junto do Governo e das empresas públicas.


Leia tudo o que o MP diz sobre a ‘Operação Face Oculta’

 

 

Se somássemos estes milhões que todos os dias sabemos serem desviados, mais os que nunca chegamos a saber, quantas crises estavam já pagas? 

O Ernâni Lopes não disse nada de novo. Sabemos que somos governados, há muito tempo, por pessoas vulgares em termos de capacidades e conhecimentos e invulgares em termos de voracidade materialista. Sabemos que mexeram na educação para perpetuar esse estado de coisas.

O problema é: como tirá-los de lá? E o problema não é só português: veja-se a voracidade dos franceses, desde a mediocridade prepotente do Sarkozy à do Chirac que também vai sentar-se no banco dos réus por corrupção.

Pedofilia e corrupção marcaram o poder destes últimos anos, um pouco por toda a Europa.

O problema é que os outros têm riqueza. Podem dar-se ao luxo de serem governados, de vez em quando, pelos piores. Mas nós não podemos dar-nos a esse luxo.

A educação é a única maneira de, a médio e longo prazo, sairmos disto. Mas não esta educação falsa do Sócrates, da Lurdes Rodrigues e do Valter Lemos, onde os números dizem uma coisa e a realidade é outra. Estes três incapazes enterraram o futuro do país num buraco.

 

 

 

publicado às 09:26


pirataria e corso

por beatriz j a, em 26.06.09

 

 

 

CORREIO DA MANHÃ

Cinco administradores do BCP acusados

Gestores ganham 291 milhões em prémios

Os administradores do BCP, entre os quais os cinco ex-gestores constituídos arguidos pelo Ministério Público, receberam em prémios, entre 1999 e 2006, um total de 291,9 milhões de euros. Deste valor, 24,3 milhões de euros “foram indevidamente processados nos anos de 2001 a 2004”, diz a Acusação. Pela gravidade dos crimes, propõe-se a aplicação de cauções de 7,5 milhões de euros. A Jardim Gonçalves cabe uma caução de três milhões de euros.

 

 

 

SOL

Mário Lino esconde Fundação para gerir milhões sem controlo

O Governo escondeu do Tribunal Administrativo de Lisboa a existência da Fundação para as Comunicações Móveis, criada pelo MOPTC para substituir o Fundo para a Sociedade de Informação, contestado pela Comissão Europeia por não respeitar as regras da concorrência.

 

 

Com tanto ladrão a roubar milhões, não há-de o país estar pobre!?

 

 

 

publicado às 10:41


Isto não é possível

por beatriz j a, em 07.05.09

 

 

DN hoje
Teixeira dos Santos desbloqueia 4 mil milhões de euros

O ministro das Finanças assinou a portaria que permite o acesso dos bancos a quatro mil milhões de euros para recapitalização, sujeitando as instituições financeiras a regras apertadas designadamente na remuneração da administração, informou hoje o Ministério das Finanças.

"A portaria que regulamenta os procedimentos necessários à execução da Lei 63-A/2008, de 24 de Novembro, que estabelece as medidas de reforço da solidez financeira das instituições de crédito, foi ontem assinada pelo ministro de Estado e das Finanças", diz o gabinete de Teixeira dos Santos, em comunicado.

 

Esta portaria é assinada numa altura em que o Banco Privado Português já entregou ao Banco de Portugal o plano de recuperação da instituição, que, segundo a imprensa, prevê a injecção de 150 milhões de euros no capital do banco.

 

Isto não é possível! Não há esperança para este país enquanto os indivíduos que decidem não mudarem. 4 biliões?! Para dar de presente aos banqueiros para que eles possam continuar a obesar enquanto fazem de usuários emprestando dinheiro ao povo a juros proibitivos?

E chamam-lhe recapitalização! 150 milhões para aquele banco que era tão selecto que só aceitava ricos. Quem é que recapitaliza os milhares de desempregados e todos os que ficaram em aflição pela incompetência e corrupção dos que andam pelos corredores do poder?

Os deputados juntaram-se todos para se aumentarem no financiamento em milhões enquanto perseguem professores e falam em despedir, em contenção de despesas para os trabalhadores...chular, é o que estes indíviduos fazem! Não é isso um chulo? Alguém que explora outros(as) para viver à pala?

Até já falam em bloco central - um arranjinho para dividir o saque que os do PSD estão a ficar impacientes de nunca mais chegar a vez deles.

 

 

 

   

publicado às 23:17

 

 

 

Correio da Manhã

Batalha: Polícia Judiciária já começou a receber queixas dos lesados

Ex-autarca desvia milhões a clientes

A verdadeira dimensão desta burla está ainda por contabilizar, mas as vítimas de Rui Trovão apontam para verbas a rondar 1,7 milhões de euros. Contabilista e ex-vereador da Câmara Municipal da Batalha, é acusado de ter desviado durante anos o dinheiro que os seus clientes lhe entregavam para pagar às Finanças e à Segurança Social. O crime pode levar dezenas de pequenas empresas à falência.

 

"Foi como se tivesse rebentado uma bomba. Tenho uma dívida de 70 mil euros e agora não sei como a vou pagar. Estou com a corda ao pescoço", contou ontem ao CM Manuel Jordão, um dos empresários lesados pelo ex-autarca.

Rui Trovão sempre foi muito dinâmico ao nível empresarial e social. É director da rádio local e criou a Contibatalha – empresa de contabilidade e consultadoria –, conquistando com o passar do tempo a confiança de clientes. "Toda a gente acreditava muito nele. Se fosse preciso até lhe deixavam cheques em branco", diz Manuel Jordão.

 A maioria dos lesados pretende apresentar queixa-crime contra Rui Trovão, com quem o CM não conseguiu falar.

TEM VÁRIAS EMPRESAS E CARGOS SOCIAIS

Rui Trovão exerceu funções de vereador na Câmara Municipal da Batalha, é director -geral da Rádio Batalha e presidente da direcção da Associação de Propaganda e Defesa da Região da Batalha. Foi presidente da concelhia do PSD, na Batalha, e o seu nome chegou a ser falado para uma eventual candidatura à presidência da autarquia nas próximas eleições autárquicas. Em conjunto com a mulher explorava várias lojas de calçado e vestuário.

 

"ELE SÓ CHORA E DIZ QUE QUER PAGAR A TODOS"

"Aqui mora ladrão". As palavras, escritas a vermelho junto ao portão de entrada na casa de Rui Trovão, são elucidativas da revolta que se vive na Batalha. Segundo pessoas próximas do contabilista, "ele só chora e diz que quer pagar a toda a gente que enganou".

"O deslumbramento com o luxo" terá sido uma das causas que levou o empresário a defraudar os clientes, afirmou um dos lesados.

VÍTIMAS

A carteira de clientes da Contibatalha teria mais de uma centena de empresas, muitas delas de pequena dimensão, que vão passar por dificuldades.

Francisco Pedro

 

Este caso resume as causas da situação em que o país está. Indivíduos entram para a política ou como estrelas, ou como planetas, ou como satélites e usam-se dos cargos para enriquecer. Uns a nível local, como este, outros a nível nacional como os do BPN, BPP, etc.

Tudo somado, quer dizer, se somássemos todas as burlas destes últimos anos, desde as de milhares de euros às de milhões e biliões de euros dos nossos políticos e seus satélites, isso daria para pagar 1.000.000 de crises.

Cada um destes que burlam deixam famílias inteiras, às vezes centenas ou milhares de famílias sem sustento, sem perspectivas de futuro, para si ou para os filhos, privados de uma vida melhor que a de seus pais por ladrões que tudo levam.

Agora veja-se se é pior roubar um pão ou um creme num supermercado que roubar famílias inteiras do seu sustento e futuro.

E o que motiva estes crimes? A verdadeira gripe suína à portuguesa, "o deslumbramento com o luxo" . Este vírus endémico causador da gripe suína portuguesa que é altamente contagioso e está na origem das crises que o país tem atravessado. Ao contrário do que é uso fazer-se no caso de epidemias de gripe, isto é, matar todos os infectados, aqui em terras do Nuno de Santa Maria, o que é uso é infectar com o vírus o maior número possível, de modo a que os que estão sãos não possam tomar medidas para erradicar os suínos e seus contagiados. Alguns dos contagiados e contagiadores, quando descobertos, choram - se calhar à espera de milagre do São Nuno.

Como diz o meu amigo Luís, O Nuno, o de Santa Maria, se quer fazer milagres, é agora - que tem largo campo de bandidos, traidores, infectados, para milagrar, digo eu. 

 

 

publicado às 13:24


no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics