Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





A educação....para onde agora?

por beatriz j a, em 21.03.09

 

 

 

Começa a ser extremamente difícil falar da educação, pelo menos neste País, porque os considerandos estão todos feitos e já todos os compreenderam. Quero dizer, já ninguém, das pessoas que estão minimamente por dentro dos problemas, tem dúvidas que as reformas dos últimos dez anos, ou mais, foram erradas, assentaram em pressupostos errados, e deram péssimos resultados. Em relação aos resultados, até quem é estranho a estes problemas percebe que as coisas foram muito mal pensadas.

 

Já toda a gente percebeu, também, que a pasta da Educação tem estado entregue a pessoas completamente que é mais o que ignoram que o que sabem do assunto, desde os tempos da Ana Benavente (quem iniciou a moda de chamar 'as crianças' a tudo quanto é aluno, mesmo que tenham 18 ou 20 anos), passando pelo SS com a ajudante Margarida Moreira e outros até chegar às pérolas de sabedoria que são esta equipa que lá está.

 

Que resta agora fazer? A quem podemos falar, se os do poder são surdos e cegos? Não falo apenas dos professores, mas do País! O que podemos fazer quando sabemos, todos sabemos, que as coisas estão a ser muito mal feitas por gente muito incompetente e ninguém quer saber?

O que se pode fazer quando as autoridades, desde o Presidente aos responsáveis da tutela não estão incomodados pelo aumento da violência nas escolas? Não estão incomodados com o facto de os assuntos da Educação estarem nas mãos de gente do...?

 

Ou o poder volta atrás com o ECD, o mais depressa possível, ou isto já tem remédio, nem emenda, pelo menos nos próximos vinte e cinco ou trinta anos.

É mais ou menos como o efeito de radiação das bombas nucleares: depois que a contaminação se infiltra no solo impregna-se a tudo o que nasce durante décadas. As coisas continuam a nascer a cescer, mas tudo contaminado e infértil. É o que está a acontecer na educação - estamos na fase de contaminar o solo, e a mim o que me confunde, é que ninguém queira saber. Que se estejam nas tintas para a falta de horizontes no futuro do País.

 

publicado às 16:05



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics