Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Isto é triste

por beatriz j a, em 17.03.14

 

 

Londres ficou inacessível para o talentoso filho de um desempregado

Fábio Fernandes, com 18 anos feitos em Janeiro, conseguiu o mais difícil para quem sonha com um futuro na música clássica: em Dezembro foi admitido na Guildhall School of Music & Drama, em Londres, uma das melhores escolas de artes do mundo, onde só entram grandes talentos. Mas a situação de desemprego do pai, depois do encerramento dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), pode deitar por terra o sonho que persegue desde os 10 anos.

O pai, Américo Fernandes, não tem condições para suportar os cerca de 10 mil euros de propinas por ano, nem os custos mensais da estadia do jovem na capital inglesa.

 

Nestas coisas vê-se claramente o embuste de todas as declarações oficiais de vivermos numa meritocracia onde a avaliação das pessoas garante que só os melhores acedam aos lugares, aos cargos... vivemos é numa sociedade onde as pessoas são, cada vez mais, marcadas pelo dinheiro dos pais e das famílias.

O custo do ensino superior é um escândalo: 10 mil libras só de propinas e a ajuda do Estado é uma miragem. Como se o Estado não tivesse obrigações para com os seus cidadãos.

Quantas pessoas, umas extraordinárias, outras, em muito maior número, muitíssimo boas, falham o seu destino por vivermos numa sociedade tão limitada e pobre de espírito? E o que se perde para todos nós enquanto sociedade, descartarmos tanta gente com talento? É triste.

Algumas pessoas com dinheiro e, até, com Fundações em seu nome, que passam o tempo a falar dos direitos dos pobres e dos cidadãos podiam agora pôr o dinheiro no lugar da boca, como se costuma dizer...

 

 

publicado às 13:40


4 comentários

Sem imagem de perfil

De nuno a 17.03.2014 às 14:13

Olá. Ouvi falar disto, na rádio hoje de manhá. Portugal, o Governo deveria de ajudar pessoas extraordinárias, como este jovem, cuja família não tem dinheiro para suportar os estudos do rapaz ou então alguma fundação, ou alguma figura pública com muito dinheiro, ou um empresário que se emocionasse com tal situação. É triste vivermos num País medíocre, em muitos aspectos. Espero que a menina B se encontre bem. beijos e um bom trabalho. abraço. beijos
Imagem de perfil

De beatriz j a a 17.03.2014 às 14:32

Pois é...
Sem imagem de perfil

De Zedomalho a 17.03.2014 às 15:31


Quer dizer o ordenado do pai chegava para pagar 10 mil libras de propinas e mais do dobro para pagar a estadia em Londres!??

que pena que eu tenho dele!

O Pai que invista as os mais de 80 mil euros que recebeu de indemnização na educação do filho! em vez de o estourar a comprar carro novo!
Imagem de perfil

De beatriz j a a 17.03.2014 às 17:23

Se calhar o ordenado do pai não chegava... há bolsas de estudo para casos de alunos que não têm dinheiro para estas coisas mas não cobrem todas as despesas, nem pouco mais ou menos. Os pais ou alguém tem que cobrir o resto. Muitas vezes são os próprios alunos que trabalham para cobrir o resto, nomeadamente quando vão para outros países. Tenho alguns ex-alunos nessa situação. Mas o Estado cortou as bolsas e os países estrangeiros, que ajudavam, deixaram de ajudar e subiram propinas.
A notícia não diz tudo...

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics