Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





da série, 'Os bastidores dos grandes golpes'

por beatriz j a, em 28.09.13

 

 

 

O Caso BPN - Alguém investiga a PARVALOREM? - Quatro mil e ...

 

Tínhamos evidenciado na penúltima nota um certo desconforto, por verificarmos que a PARVALOREM era uma das entidades que teria que dar o seu consentimento ao financiamento do Projecto Alqueva de José Roquete. Que faria a PARVALOREM embrulhada no assunto? O BPN teria concedido crédito a José Roquete no âmbito do Projecto Alqueva? Ou a PARVALOREM era parceiro de um projecto com uma componente estrutural do QREN?


Sabemos agora que o BIC partilha com a PARVALOREM os bens executados a Oliveira e Costa. Isto não é espantoso?


(muito antes do Alqueva estar acabado, anos antes, quando a legislação obrigava a que os terrenos à volta do Alqueva fossem exclusivamente para exploração agrícola, já se faziam apresentações -em outro país- com maquetas e plantas pormenorizadas de 'resorts' e condomínios com venda de propriedades. Isto, sei eu de fonte segura, de alguém que, então, assistiu a algumas dessas apresentações)


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:47


4 comentários

Imagem de perfil

De Alice Alfazema a 28.09.2013 às 14:50

É realmente nojento.
Imagem de perfil

De MCN a 28.09.2013 às 15:35

É de notar que a barragem do Alqueva, que começou por ser apresentada como um empreendimento de reordenação territorial de Portugal, com uma componente estrutural concebida para a reordenação agrária, absorvendo muitos financiamentos FEDER e mesmo LEADER, como estrutura de repovoamento e de superação do ciclo da monocultura e latifúndio e investimento no horto e no apoio a pequenos e médios agricultores, passou, a partir de dada altura, a ser apresentada como ''o maior lago artificial da Europa''. O projectos, na sua original concepção, tinha falhado. A partir de então o Alqueva tornar-se-ia num equipamento mais à disposição da elite do mercado imobiliário especulativo.
Imagem de perfil

De beatriz j a a 28.09.2013 às 15:37

É verdade. Nunca tinha pensado nisso.

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog