Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





a ler os clássicos...eterno retorno do mesmo

por beatriz j a, em 06.01.10

 

 

"Enquanto se iam aproximando o inimigo (os mosinos) não se moveu, mas quando se aproximaram eles carregaram e forçaram-nos a retirarem-se, matando nativos (também mosinos) e alguns dos gregos que se lhes tinham juntado, como aliados, no assalto. Continuaram a matança até verem os outros gregos chegar em seu auxílio; aí voltaram para trás. Cortaram as cabeças dos que tinham morto, e mostraram-nas aos gregos e aos seus inimigos, enquanto dançavam e cantavam.

Os gregos ficaram furiosos com isto. A sua acção tinha aumentado a confiança do inimigo e os gregos que tinham ido como aliados dos nativos fugiram, embora fossem em grande número. Isto era uma coisa que nunca tinha acontecido em toda a campanha.

Xenofonte reuniu os gregos e falou-lhes deste modo: 'Soldados, não devem perder o coração por causa dos eventos recentes. Asseguro-vos que têm tanto de vantajoso como de desvantajoso. Em primeiro lugar, temos agora a certeza que os homens que vão como nossos guias são genuínos inimigos daqueles que vamos combater. Depois, os gregos que não asseguraram a sua posição e que foram com os nativos por acharem que eram tão bem comandados por eles como por nós,  levaram uma lição e não voltarão a fazer o mesmo.

O que têm a fazer agora é conduzirem-se de tal modo que apareçam sempre aos nativos, mesmo aos que estão do nosso lado,  como melhores homens do que eles são, e deixar claro ao inimigo que não estarão a lutar com o mesmo tipo de homens que os outros, que não estavam devidamente organizados."

( Os Bárbaros Mosinos in Xenofonte, A Expedição Persa, ed. Folio Society)

 

Aprende-se muito a ler os gregos clássicos!!

 

 

publicado às 14:09


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics