Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Baixo, vil

por beatriz j a, em 31.12.09

 

 

Ontem comprei num alfarrabista, que tem uma banca no Jumbo de Setúbal, um dicionário em dois volumes, de Fonseca e Roquete, de 1848. É de uma editora francesa referida como 'Livreiros de suas Majestades, o Imperador do Brazil e El-Rei de Portugal'.

O dicionário está todo manchado da humidade e a encadernação, muito bonita, em pele, está um bocadinho comida nas pontas. Os dois livros estão um bocadinho maltratados mas ainda em bom estado. E são uma jóia. Negociei o preço e chegámos a acordo no preço, o que foi bom para os dois, pois eu dificilmente encontraria noutro sítio este dicionário, e o vendedor dificilmente encontraria outra fanática por dicionários antigos como eu disposta a comprar um neste estado.

Gosto imenso de dicionários já vestutos. Não é apenas pela descoberta de palavras que, apesar de terem caído em desuso, são perfeitas, como mísseis guiados, vão direitos ao coração das ideias; é também pelo modo como os dicionários eram concebidos. Explicava-se o sentido etimológico, histórico ou filosófico dos concietos, e fazia-se a diferenciação subtil dos seus significados sinonímicos e do seu uso nos diversos contextos, muitas vezes recorrendo aos grandes escritores da Língua Portuguesa como testemunhos duma determinada interpretação. Aprende-se imenso a ler estes dicionários. E têm expressões muito engraçadas.

Este vem em dois volumes: o primeiro é um 'Diccionario da Lingua Portugueza' e o segundo é um 'Diccionario de Synonymos seguido de Diccionario Poetico e de Epithetos'. Ficamos a saber que este é o primeiro Dicionário de Sinónimos da nossa Língua. Antes deste havia um Vocabulário de Sinónimos, em dez caros volumes, então esgotado.

 

Pág. 104, entrada 150 - Baixo, Vil - "(...) Quanto mais elevada é a dignidade d'uma pessoa, tanto mais baixa e desprezivel se faz, se não sabe sustentál-a; pois o homem só é grande por suas acções. - Vis são os homens quando se vendem ou prostituem. - Baixo é o homem que abate a sua dignidade, e vil, o que perde a estima dos outros e ainda a sua propria. - Baixo é o que por cobardia soffre injúrias de outrem; e mui vil o que as soffre contente, por seu interesse e com o fim de fazer fortuna por meios indecorosos. - O descarado adulador, que nem animo tem para saber callar, é baixo; e o mais vil dos homens é o que vende sua honra e sua consciência para adquirir dignidades e riquezas. (...)"

Precioso! E esta descrição dos vis e dos baixos faz mesmo lembrar certas alminhas do nosso panorama político...

 

 

publicado às 13:07


1 comentário

De Anónimo a 06.03.2013 às 18:04

Comentar post



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics