Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

 

 

Recurso do Ministério Público põe assaltante em liberdade

O tempo jogou mais uma vez a favor de Carlos Ramos, um dos cabecilhas do gangue do Multibanco que facturou dois milhões de euros entre 2007 e 2009. Um ano e meio depois de ter sido preso pela última vez, por causa de um assalto a ATM no Pinhal Novo, concelho de Palmela, o arguido foi libertado no passado dia 21 porque o prazo da prisão preventiva esgotou-se, sem que o tribunal de Setúbal tivesse concluído o julgamento.

«Se houve alguém que mais contribuiu para o atraso deste processo foi o Ministério Público (MP) e não a defesa» – disse ao SOL Melo Alves, advogado do arguido, explicando: «Desde logo pela ‘guerra’ entre o DCIAP, liderado na altura por Cândida Almeida, e a procuradora do DIAP Cândida Vilar, que prolongou a fase de inquérito». Mas não foi só isso.

Carlos das Lagameças, como é conhecido no meio policial, foi acusado em Maio do ano passado de furto qualificado, explosão e falsificação de documento. A defesa requereu a abertura de instrução, por considerar que o não devia ser julgado por todos os factos constantes da acusação. O juiz de instrução aceitou, excluindo alguns parágrafos do documento. Inconformada, a procuradora do MP de Setúbal recorreu para a Relação de Évora – que lhe deu razão, três meses depois, em acórdão de 6 de Novembro.

Apesar de ter sido notificado desta decisão um mês depois, no dia 17 de Dezembro o juiz titular do inquérito no Tribunal de Setúbal marcou a 1.ª audiência do julgamento só para 22 de Maio deste ano – um dia depois de terminar o prazo-limite da prisão preventiva do arguido, que teve, assim, de ser libertado.

... como é que se pode acreditar que não foi de propósito? Um dia depois!? E ninguém vai ser responsabilizado? A próxima vítima deste bandido é também vítima de aljuns juízes...?


publicado às 13:10



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics