Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Teoria de género de há 100 anos 🔧🧰

por beatriz j a, em 31.08.19

 

Para que serve um homem...? 😆

 

France Drawing - 1920s France La Vie Parisienne Magazine by The Advertising Archives

1920 - La vie Parisienne magazine

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:08


Leitura de fim-de-semana

por beatriz j a, em 31.08.19

 

Na altura em que estudei Filosofia, Espinosa não fazia parte do programa. Não sei se agora faz. Não me lembro sequer de ser mencionado em cadeiras de opção, como a Filosofia Política, por exemplo. Tal como o autor deste livro, descobri Espinosa tardiamente e, no meu caso, mal, porque é sempre diferente termos um estudo orientado por quem conhece do que fazermo-lo em leituras dispersas. O programa de Filosofia no secundário tem uma parte grande dedicada à Ética mas cinge-se às propostas individuais de Kant e Stuart Mill como se não houvesse outras propostas filosóficas ou como se as outras não fossem válidas.

 

IMG_3244.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:08


Je réalise

por beatriz j a, em 31.08.19

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:28

 

Se vem aí outra crise, o que vai acontecer a estes jovens, vítimas inocentes da última crise, precários, desprezados pelos governos, cheios de dívidas, a viver em casa dos pais sem poder construir uma vida e uma família independentes por causa do egoísmo e irresponsabilidade de governos, banqueiros e empresas canibais?

 

IMG_3243.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:27


CTT - um retrato do país

por beatriz j a, em 31.08.19

 

Como é que uma empresa passa de óptima a péssima? Despedimentos massivos, desperdício de dinheiros, conivência do Estado, desprezo pelos serviços que devem prestar e pelas pessoas que deviam servir.

 

Os problemas não são por causa  das férias como diz o sub-título, pois sempre houve férias... os problemas estão em terem despedido tanta gente para aumentarem lucros, único objectivo das empresas acuais, que não têm pessoal para trabalhar. Agora devem andar a contratar gente que mal sabe ler e escrever e não tem nenhum amor à camisola. Deve ser por isso que se extraviam e desaparecem tantas encomendas... os CTT são o retrato do País: nas mãos de gente que só pensa em si, nos seus lucros e no dos amigos, que se pensa com direito a tudo e que despreza os trabalhadores...

 

IMG_3242.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:20


As próximas eleições legislativas

por beatriz j a, em 31.08.19

 

Tenho dificuldade em acreditar nestas sondagens, mesmo sabendo que a maioria das pessoas vota em quem está no poder, como se viu nas últimas eleições, ganhas pelo PPC, depois de ter arruinado a vida das pessoas e o próprio partido, embora isto só agora se consiga ver.

Não estou a ver os funcionários públicos, sem os quais não há maioria absolutas, a votar massivamente no PS, depois de tão mal tratados. E mesmo trabalhadores do privado, cada vez mais castigados. E quem é que não vê a República de primos em que Costa tornou o governo?

 

Seria assustador. Uma reedição do governo de Sócrates. Já agora, sem maioria, mostram despudoradamente tiques autoritários de perseguição de pessoas, de sindicatos, de classes profissionais, de tentativa de controlo total dos meios de comunicação, de alienação da realidade, de imposição de políticas anti-ambientais, de promoção de primos e amigos... muito assustador.

 

Nas próximas eleições vou votar para no sentido de impedir que Costa tenha uma maioria absoluta e imponha a sua cegueira dogmática por decreto, com a anuência do Presidente.

 

É certo que a oposição não ajuda... a Cristas e o Rui Rio são desastres em modo desorientado.

Tiveram uma oportunidade de desmascarar Costa na sua demagogia, autoritarismo, e política de ódios, na questão dos professores. A esquerda e direita unidas no Parlamento numa causa de justiça, expunha-o como teimoso, caprichoso, autoritário e injusto nas suas políticas de perseguição e ódio a classes profissionais. Mas como são pessoas sem visão e sem norte, encolheram-se e apareceram eles como fracos e cobardes e a teimosia dogmática do outro como força... 

Costa tem beneficiado de PPC ter destruído o PSD ao ponto de ninguém querer liderá-lo e estar entregue a ineptos.

A melhor coisa que a oposição pode fazer é apelar ao voto porque os que não vão votar são todos aqueles que não querem o Costa mas também não têm alternativa... 

 

IMG_3241.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:14


Citação deste dia

por beatriz j a, em 31.08.19

 

... the superficial things that give life texture.

~Spencer Kornhaber

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:55


Uma espécie de paz

por beatriz j a, em 30.08.19

 

Tommy Lysakermoen‎

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20


Perspectivas

por beatriz j a, em 30.08.19

 

View of the second Pyramid from the top of the Great Pyramid. Photo courtesy of the Library of Congress via Aeon

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:16

 

Do you have a self-actualised personality? Maslow revisited

Abraham Maslow foi um psicólogo do século passado famoso por explicar a motivação através de uma pirâmide hierárquica de necessidades que vamos subindo à medida que satisfazemos as necessidades. Na base estão as necessidades fisiológicas. A seguir vêm as de segurança, amor, auto-estima e, finalmente, as de realização pessoal. O factor motivacional para atingir o último patamar da pirâmide envolve o esforço em realizar todo o seu potencial existencial e criativo. Tornar-se autêntico, auto-actualizar as suas potencialidades é o caminho para a auto-transcendência.

 

Barry Kaufman, um psicólogo da Columbia University, entendeu revisitar a teoria de Maslow à luz dos conceitos contemporâneos. Usou métodos estatísticos para criar um teste de 30 perguntas para avaliar as características de auto-actualização [de potencialidades] do ser, isto é, as 10 características que as pessoas auto-realizadas (as que atingem o topo da pirâmide) exibem, segundo Maslow: curiosidade permanente, aceitação dos erros, autenticidade, rectidão, foco, percepção eficiente da realidade, humanismo, peak experiences (não estou a ver uma maneira exacta de traduzir esta expressão), boa intuição moral, espírito criativo.

 

Os resultados do trabalho de Kaufman validaram as características de Maslow tal como ele as pensou. Apesar de Maslow ter sido criticado por estas características implicarem, diziam, uma dose de individualismo, Maslow sempre defendeu que só atingindo a autenticidade podemos auto-transcender-nos e virarmo-nos para os outros.

O teste mostrou que os que exibem mais características de auto-actualização são mais motivados pelo crescimento interior, pela exploração e amor à humanidade que pela satisfação de necessidades básicas. Estas características estão associadas com um maior bem-estar que incluem a satisfação com a vida, a aceitação dos erros, crescimento pessoal, autonomia, relações positivas, objectivos na vida e experiências de auto-transcendência.

Os que mais alto pontuam no teste tendem também a ter pontuação mais alta no sentimento de unidade com o mundo sem que isso faça diminuir o sentido da sua independência e individualidade.

Kaufman acredita que é possível, deliberadamente, atingir este patamar da pirâmide (Maslow pensava que só raras pessoas o atingiam) desde que estejamos conscientes dele e que esse esforço melhora o mundo na medida em que melhora as pessoas. Para lá chegar é necessário avaliar o nosso lugar na pirâmide, avaliar os nossos pontos fracos, perceber os nossos padrões de comportamento e depois fazer um esforço para mudar o que importa mudar.

 

[para ver o questionário de Kaufman vá ao artigo pelo link no título e vá aqui para fazer o teste

 

pirâmide de Maslow

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30


Leituras pela manhã II- pensar probabilidades

por beatriz j a, em 30.08.19

 

 

the-concept-of-probability-is-not-as-simple-as-you-think?

Nevin Climenhaga

The gambler, the quantum physicist and the juror all reason about probabilities: the probability of winning, of a radioactive atom decaying, of a defendant’s guilt. But despite their ubiquity, experts dispute just what probabilities are. This leads to disagreements on how to reason about, and with, probabilities – disagreements that our cognitive biases can exacerbate, such as our tendency to ignore evidence that runs counter to a hypothesis we favour. Clarifying the nature of probability, then, can help to improve our reasoning.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:59

 

The Misogyny of Climate Deniers

As Thunberg approached America, she was followed by a tsunami of male rage. On her first day of sailing, a multi-millionaire Brexit activist tweeted that he wished a freak accident would destroy her boat. A conservative Australian columnist called her a “deeply disturbed messiah of the global warming movement,” while the British far-right activist David Vance attacked the “sheer petulance of this arrogant child.”

(...)

While these examples might feel like mere coincidence to some, the idea that white men would lead the attacks on Greta Thunberg is consistent with a growing body of research linking gender reactionaries to climate-denialism—some of the research coming from Thunberg’s own country. Researchers at Sweden’s Chalmers University of Technology, which recently launched the world’s first academic research center to study climate denialism, have for years been examining a link between climate deniers and the anti-feminist far-right.

(...)

These findings align with similar ones in the United States, where there is a massive gender gap in views on climate change, and many men perceive climate activism as inherently feminine, according to research published in 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14


Uma espécie de paz

por beatriz j a, em 29.08.19

 

© Aini Tolonen 2019

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

 

Baixa médica por doença oncológica remunerada a 100%

Para: Exmo. Sr. Presidente da Republica; Exmo. Sr. Primeiro-Ministro; Exma. Sra. Ministra da Saúde; Exmo Sr. Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

À dignidade humana!


A baixa médica, ou subsídio de doença, é atribuído ao trabalhador por motivo de doença e que corresponde a uma percentagem do seu salário.

O valor a receber, varia entre 55% e 75% mediante o número de dias que a mesma durar.

Uma doença oncológica acarreta muitas despesas médicas, de deslocação, de necessidade de apoio familiar.
Além dos custos, o desgaste emocional é elevado, por todo o impacto e transformação física.

Existem alguns apoios, mediante determinados requisitos, mas que não chegam a todos, ou não são suficientes.

Não é incomum ver nos corredores dos hospitais oncológicos pessoas que não têm dinheiro para comer, pessoas que o almoço dos dias de tratamento e consultas, são "o chá e bolachas" das Ligas dos Amigos.

Sabe-se lá em casa as dificuldades.

A palavra de ordem de um estado democrático, terá que ser DIGNIDADE!

Apelo à sensibilização do Governo para que a percentagem seja a 100%, tal como no caso da baixa por gravidez de risco.



01 de junho de 2019


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54


Hoje comprei charros... foi a 1ª vez...

por beatriz j a, em 29.08.19

 

Não, não são esses charros 😉 são chicharros. Chamam-lhe chichas ou charros. Parecem ervilhas tortas com feijões lá dentro. Vou fazê-los salteados com umas ervas. Não sei porquê mas acho que vai resultar.  

 

IMG_3238.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43


130 mil milhões??!!

por beatriz j a, em 29.08.19

 

 

Não posso dizer que me tenham surpreendido muito as recentes notícias sobre alterações na política económica alemã.

No artigo anterior procurei expor o que penso dever ser uma nova exigência de Portugal em Bruxelas. Na verdade, são mais de 30 anos de integração europeia com mais de 130 mil milhões de euros de fundos europeus e Portugal vai ficando para trás na comparação com os outros Estados-membros. Com os poderes de Bruxelas quanto a supervisão e homologação dos mais variados instrumentos de política económica, financeira e orçamental, a responsabilidade pelos resultados não pode ser atribuída só a Portugal. Tem de ser assumida, também, pelas autoridades europeias.

(Santana Lopes)

 

130 mil milhões de fundos entraram no país??? 130 mil milhões??? Isso dá quase 4 mil milhões e meio por ano... é muito dinheiro. Tem de haver muio desvio, muita incompetência e incúria (mais ou menos sempre das mesmas pessoas que andam pelos governos e autarquias há décadas) para se terem escoado 130 mil milhões e ao fim de 30 anos estarmos a descair em todos os indicadores.

Isto é uma facada na esperança de mudar alguma coisa no país, dado que não acredito que as macieiras do quintal de repente comecem a dar pêras e dado que são os mesmos que vão continuar nos lugares de poder. Eles, os seus filhos e os filhos dos filhos. Tempos sombrios se avizinham.

 

Dantes pensava que uma das grandes vantagens de estarmos na UE era fazermos parte de uma equipa onde os problemas seriam discutidos por todos de modo que haveria grandes probabilidades de, pelo menos alguns dos países, intervirem num sentido de nos ajudarem a evitar erros. Mais ou menos como se passa no hospital onde sou tratada. Em vez de um só médico tratar de nós, somos analisados por uma equipa multi-disciplinar, o que dá alguma segurança no caso de o nosso médico, por alguma razão, cometer um erro, pois há sempre alguém na equipa com experiência que vê o erro. Só que esta estratégia (que também tem algumas desvantagens) só funciona se os países da UE forem liderados por gente competente e que leva a União a sério, nos seus princípos e finalidades. Ora, não tem sido o caso. Nem os países da UE tem líderes à altura, nem parecem interessar-se por outra coisa que não seja a vantagem pessoal. Tempos sombrios se avizinham.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59

 

Para o amnésico selectivo, Constâncio, o problema da economia são as pessoas, neste caso os alemães, não estourarem o dinheiro. Deus nos livre dos bancos ou do BCE ter alguma responsabilidade (eles não são tidos nem achados nas políticas financeiras com as suas decisões...) ou de os governos serem liderados por gente incapaz. Não. Esses políticos todos não têm responsabilidade nenhuma nas crises. Eles estão lá sentados nas cadeiras do poder só para enfeitar e para aquilo não ganhar pó. As pessoas serem poupadas com o dinheiro que lhes custa a ganhar é que é o diabo. Eu não percebo muito de finanças mas quero crer que em nenhum livro da especialidade se defende que os problemas da economia se resolvem com ausência de poupanças dos particulares ou, se estou enganada e os livros dizem que para as economias funcionarem as pessoas devem ser consumistas imprudentes, alguma coisa muito errada se passa com essas disciplinas económicas.

But then again... talvez o problema seja apenas a incompetência do amnésico selectivo...

 

Constâncio acusa alemães de estarem a poupar demasiado

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:45


A chatice dos factos

por beatriz j a, em 29.08.19

 

Professores a viver em Parques de Campismo no Algarve

 

É que são postos na rua no início da época alta para os senhorios alugarem as casas a turistas e só voltam às casas depois do último turista ir embora. Perguntar-se-à, 'mas porque têm que sair?' Simples: não ganham para poder alugar uma casa a preços de mercado nem têm as ajudas de custo que o governo dá a si mesmo e aos amigos. Às vezes a dobrar, como sabemos que faz no caso das viajens.

O problema está a crescer porque o turismo, como as estações do ano, já não tem épocas com princípio e fim bem definidos.

É a chatice dos factos a contrariar as mentiras de recuperação de salário e condições de vida do Costacenteno.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16

Pág. 1/7



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



edicoespqp.blogs.sapo.pt-Google pagerank,alexa rank,Competitor