Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Dance of the Blessed Spirits

por beatriz j a, em 31.01.18

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55


Gostava tanto de ir ver isto...

por beatriz j a, em 31.01.18

 

Twelve Johannes Vermeer masterpieces on show at Louvre

Paintings by the 17th century Dutch painter Johannes Vermeer are scattered around the world. But after five years of work, the Louvre museum in Paris has managed to bring together 12 of his masterpieces at a rare exhibition.

 

 

Como é que nunca fui a Haia ver a 'rapariga com brinco de pérola', uma pintura de que gosto tanto, morando ali tão perto, durante um bom bocado de tempo? Não se percebe a parvoíve...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59

 

 

Com piada é uma mãe estar preocupada com a filha e vir dizer-nos que a filha está uma rebelde, que ninguém a controla em casa, que amua e responde mal e, quando lhe dizemos que a filha, na escola, é a representante de turma, tem um comportamento responsável exemplar, é louvada por todos os professores por ser incansável a ajudar os colegas, alguns com necessidades especiais, fica espantada e diz que não acredita e que devemos estar todos a ser enganados por ela. E nós dizemos que não, que ela é mesmo assim na escola e a mãe fica de boca aberta e diz que não pode ser. Lol, isto costuma ser ao contrário, os pais a dizerem que eles são anjinhos inocentes e nós a dizer que não... lol

 

Coisas sem piada nenhuma é haver alunos que vivem diariamente em ambientes relacionais familiares de extrema degradação. O que espanta é que ainda tenham um mínimo de civilidade e sanidade mental. Situações impressionantes, mesmo quando já ouvimos muita coisa horrível. E os pais, às vezes, estão tão sozinhos a lidar com tudo que vêm à escola só para desabafar e ter alguém que os ouça.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49


Para quando o crepúsculo dos deuses?

por beatriz j a, em 31.01.18

 

 

A política enche-se de Olimpos e de deuses. Os pequenos países têm o seu pequeno Olimpo com os seus pequenos deuses, os grandes países têm grandes Olimpos com grandes deuses. São iguais, excepto na escala. Os grandes países têm grandes corruptores e grandes corrompidos, os pequenos países têm pequenos corruptores e pequenos corrompidos. Nós, sendo um pequeno país, temos pequenos deuses com pequenos corruptores e pequenos corrompidos: não mandam prender opositores mas usam o seu tempo no pequeno Olimpo para se sentirem divinos - pedem vassalagem, exigem tratamento diferenciado de reverência, tudo lhes é, naturalmente devido, eles merecem ter mais, eles são excepcionais, eles são os ungidos, todo o país é seu feudo, onde antes eram democratas e queriam do povo, o bem. Vistos de fora, quanto mais se 'endeusam' mais se lhes notam as falhas.

 

 

Vladimir Putin compared to god by Kremlin ahead of Russia presidential election

Moscow accuses US of attempting to influence its election, as the government says it doesn't deem arrested opposition leader Alexei Navalny a 'threat'

Vladimir Putin is “a leader of the political Olympus” and does not regard the head of the opposition as a political threat, according to the Kremlin.

It is unlikely anyone could compete with the Russian President in the upcoming election, Kremlin spokesman Dmitry Peskov declared. 

“Putin is an absolute leader in the public’s opinion, a leader of the political Olympus, with whom at this stage it is unlikely anyone could compete,” Mr Peskov said. Olympus was the mountain home of the gods in Ancient Greek mythology.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:26


Pensamentos de dois melréis - pensar

por beatriz j a, em 31.01.18

 

 

Morre-se intrinsecamente ou morre-se instrumentalmente?

Se a natureza do ser humano é pensar (entendendo-se por pensar o discorrer, o sentir, o imaginar, o calcular, etc.) então, a vida humana cessa quando cessa o pensamento, mesmo que certos mecanismos autónomos funcionem; mas se a natureza do ser humano, como a de qualquer organismo vivo, é interagir com o meio, então o pensamento tem apenas valor instrumental e não intrínseco e a vida cessa quando o pensamento, embora possa continuar a existir minimamente, já não consegue interagir com o meio.

[problema: é por isso que as pessoas muito introvertidas, as que passam muito mais tempo a interagir com o meio interno que com o externo, são vistas como estranhas, pouco humanas, insensíveis?]

Li algures que nos EUA, há Estados onde se morre instrinsecamente e há Estados onde se morre instrumentalmente. Podemos levar um doente de um hospital onde estava morto, para outro hospital onde ainda está vivo. A morte não é um conceito médico, científico mas, uma escolha axiológica de fundamento filosófico.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:45


Que seria a vida sem poesia

por beatriz j a, em 31.01.18

 

 

Que seria a vida sem poesia

 

sem o momento indeciso

o limbo entre a noite e o dia

onde o sono se despe

e o sonho se cria

 

não quero a poesia 

como um fato de cortesia

quero usá-la como pele

amarrotada

amassada

amadurecida pela vida

 

que seria a vida sem poesia

 

sem os ângulos de ensombrar o dia

sem as frestas onde a luz penetra

como faróis na noite densa

sem as agonias da dor

sem os círculos perfeitos do amor

 

ahh... quem nos escreveu nos morreu

mas foi pelo sonho que nos (con)venceu

 

bja

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:24


Quatro da madrugada

por beatriz j a, em 31.01.18

 

 

Quatro da madrugada 

e dou comigo acordada 

 

com esta febre 

me ardes 

sinto-a [acho que disse]

cresceu

não mais me larga

 

fosse a febre uma ideia

não me faltavam palavras

mas a vida não é argumento

é tímido

o sentimento

 

ai o alento, o alento

a noite é longa

se não está por perto

 

quatro da madrugada 

e dou comigo acordada 

sem água 

rasga-me a sede o peito.

 

bja

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:02


Se fosse poeta

por beatriz j a, em 30.01.18

 

 

Se fosse poeta
passava os dias
a escrever poesia
de cada vez
dez
poemas
e só depois, então, dormia.

Que luz tem a vida
sem poesia?

Hoje mesmo vi um homem
seriam umas dez da manhã
ir à sua mercearia
debruçava-se sem afã
sobre o primeiro lixo do dia
mesmo em frente ao talho do Zé
onde eu e outros se aviam.

Digam-me agora, se podem
como aguentar a miséria,
a pobreza e a indiferença
dos políticos a letargia
sem amor à poesia?

Se fosse poeta escrevia,
escrevia, escrevia, escrevia,
uns dez poemas por dia
e depois
só depois,
então, dormia.

 

bja

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58


Uma 'humungus', 'grossen' batota

por beatriz j a, em 30.01.18

 

 

O que tem que ser tem muita força. É este fim de semana que vamos comemorar um ano sem açúcar: nem bolos, nem doces, nem gelados, bombons, chocolates, bolachas... até a fruta está em restrição. Tem que haver uma comemoração épica para me motivar a mais um deserto de açúcar de sei lá quantos meses... 

Já estamos a preparar. Isto vai meter bombons (plural) godiva (pelo menos um com kirsch), bolo(s) de chocolate, um gelado novo da haagen daz, mais um ali da baixa (tipo Santini), mais um restinho de torta de laranja com chocolate que está no congelador há meses - já deve estar estragada... falando nisso, vou andar com um cartão ao pescoço para o pessoal do INEM que, tenho a certeza, vai fazer parte desta história doce...

 

IMG_1686.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03


Coisas boas

por beatriz j a, em 30.01.18

 

 

Apesar de ser ridículo, dado estarmos no século XXI, o facto de ter sido escolhida por esta orquestra de machistas presunçosos encartados é um sinal muito positivo.

Marin Alsop é a primeira maestrina a dirigir uma grande orquestra de Viena

...em Viena, o mundo da clássica e suas formações musicais é reconhecidamente hermético no que toca à igualdade, não só em termos de paridade e género mas também na resistência à contratação de músicos não caucasianos, por exemplo. A importante Filarmónica de Viena só contratou e incluiu na sua formação permanente uma mulher pela primeira vez em 1997 – a harpista Anna Lelkes. Até então, e mesmo depois desse feito, eram evocados motivos como “a união emocional” da formação ou as dificuldades em lidar com as licenças de maternidade. Em 2005, Simone Young dirigiu-a pela primeira vez na história, mas numa actuação de ocasião.

Alsop vai trabalhar com os músicos em todas as frentes: temporadas de concertos, sessões para registos em CD ou DVD, produções de ópera, digressões e actuações ao vivo para a rádio.

“A paisagem das orquestras mudou quase de um dia para o outro quando as audições começaram a ser feitas atrás de telas”, dizia ao Guardian em 2013 – as famosas “audições cegas”, em que os avaliadores não sabem quem presta provas, do seu género à sua etnia ou idade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:51


Por falar em abutres

por beatriz j a, em 30.01.18

 

 

O Governo alterou esta terça-feira a garantia estatal de 301 milhões de euros a conceder ao fundo de recuperação de créditos dos clientes do antigo BES com papel comercial do Grupo Espírito Santo, segundo uma portaria publicada. ...fracionando os 301.013.500 milhões de euros em duas tranches.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44


Porque aqui já está tudo descarnado...?

por beatriz j a, em 30.01.18

 

Por que é que os abutres de Espanha não vêm para Portugal?

 

Porque os de cá já fizeram todo o serviço...?

Porque aqui já não há lugar para mais...?

Porque aqui têm de pagar 500 mil euros à concorrência...?

Porque a carne emigrou para Espanha...?

Porque o que está vivo é só osso...?

etc. ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:37


You hit me like a ray of sun

por beatriz j a, em 30.01.18

 

 

 

You hit me like a ray of sun
Burning through my darkest night
You're the only one that I want
Think I'm addicted to your light

 

It's like I've been awakened
Every rule I had you break it
It's the risk that I'm taking
I ain't never gonna shut you out
 
Everywhere I'm looking now
I'm surrounded by your embrace
Baby, I can see your halo

You know you're my saving grace
You're everything I need and more
It's written all over your face
Baby, I can see your halo
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50


Cidadania é isto

por beatriz j a, em 30.01.18

 

É não deixar de fazer o que é correcto, mesmo quando as autoridades incentivam, com o seu exemplo, à violência e ao bullying.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:29


Isto é desinteligente e desnecessário

por beatriz j a, em 29.01.18

 

Angela Merkel humiliates Theresa May over Brexit talks

Angela Merkel left journalists in fits of laughter after she joked about Theresa May and the state of the Brexit talks.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


Adolescentes

por beatriz j a, em 29.01.18

 

 

Hoje, para atravessar o corredor dos laboratórios, o que fazemos para passar de um bloco de salas de aula para outro, abotoei-me toda e pus o cachecol que toda aquela zona toda é o Polo Norte. Pois os miúdos estão sentados naquele chão de laje gélida ao longo do corredor como se fosse verão; só que depois vão de mantinhas para as aulas que põem nas perninhas como os velhotes quando se sentam ao ar livre...  ??

Há bocado, na rua, vinham a caminhar em direcção a mim três miúdas com cerca de doze anos e uma outra mais velha (ou apenas mais alta). De repente, duas delas caíram no chão e ficaram deitadas. Pensei que tinham ficado mal e ia desviar-me para ajudar quando vejo a terceira atirar-se para o chão a rir enquanto a mais velha filmava...  as garotas iam naquilo... de dez em dez metros atiravam-se para o chão sempre a tirar selfies e a mais velha filmava, tudo no meio de grandes risadas...

De facto a adolescência é uma terra muito estranha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24

 

RTP - uma produção fictícia?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31


...

por beatriz j a, em 28.01.18

 

 

 Woman with fever Jürg Klingler

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 06:24


Florence and the Machine - ship to wrek

por beatriz j a, em 27.01.18

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:32


Yuja Wang

por beatriz j a, em 26.01.18

 

 

Ontem à noite fui ouvir esta pianista tocar Prokofiev. Muito bom. Ela toca com virtuosismo e uma sensibilidade muito dinâmica. Agora, confesso que o que me encantou totalmente e vai ficar na mente durante muito tempo foi a sua interpretação desta peça de Mozart no primeiro encore. O sentido de humor, o brilhantismo e a originalidade de a tocar em tom Reggae. Se não conhecesse a peça pensava estar no tempo da lei seca. Pelos vistos ela toca esta variação com alguma frequência mas eu não sabia de modo que foi uma surpresa absolutamente espectacular. Muito melhor ao vivo que nesta interpretação. Depois, a rapariga tem imensa presença, imensa vivacidade atlética. Uma pessoa pensa que já ouviu tudo e depois sai-lhe uma surpresa destas. Foi lindo. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

g.a


3-8-12


Pág. 1/8



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank