Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Diário de bordo

por beatriz j a, em 04.02.12

 

 

 

 

Com três semanas de baixa médica o trabalho atrasado acumulado parece não ter fim...

 

publicado às 16:48


Great minds think alike!

por beatriz j a, em 04.02.12

 

 

 

 

(do Duarte)

 

 

 

publicado às 11:22


Citações

por beatriz j a, em 04.02.12

 

 

 

 

“Throughout the centuries there were men who took first steps, down new roads, armed with nothing but their own vision.”


Ayn Rand

 

publicado às 11:00


bom dia

por beatriz j a, em 04.02.12

 

 

 

 

 

Tags:

publicado às 09:01


Adam Lambert

por beatriz j a, em 03.02.12

 

 

 

 

publicado às 20:40


Pure morning

por beatriz j a, em 03.02.12

 

 

 

 

 

 

publicado às 09:19


contra a Lei da Cópia Privada (SAPO)

por beatriz j a, em 02.02.12

 

 

 

 

Contra a Lei da Cópia Privada (SAPO)

 

Assina a petição neste endereço.

 

 

Quem fotocopia livros são estudantes que não têm dinheiro para os comprar. Se não os pudessem fotocopiar não os comprariam na mesma. Copiando-os acabam por fazer publicidade às obras. O mesmo se passa com a música e os filmes. Quem os saca fá-lo por não ter dinheiro para os comprar de modo que nunca os compraria. Ao mostrá-lo a amigos acaba por fazer publicidade aos artistas. No caso de músicos, foi assim que muitos acabaram por encher concertos.

Um autor quer ser visto/ouvido/lido. Se uns têm dinheiro e compram as obras, outros não têm dinheiro e copiam-nas, mas o intuito é o mesmo e nao acredito que os autores percam aí dnheiro.

Eu veja nas salas de concertos, desde o S. Carlos à Gulbenkian e outros deixarem entrarem, a seguir ao intervalo, pessoas, geralmente estudantes, do conservatório ou outros, que não têm 40 ou 70 euros para dar por um bilhete. Deixam-nos entrar e ocupar os lugares vagos. Acho bem. Porque haveriam de barrar-lhes a entrada se há lugares vagos, só porque não pagaram para ouvir o concerto? Não pagaram porque não podem. Assim, enche-se a casa, o que agrada aos artistas e partilha-se o acesso à cultura, o que é sempre bom.

Se as editoras vendessem o download das músicas a preços muito baratos, como fazem algumas dos EUA, as pessoas compravam-nos.

Não é por acaso que a net está cheia de milhares de sites com imagens que devem ter direitos de autor e, no entanto, estes raramente se queixam, pois o que aconteceria era retirarmos as imagens e eles perderem espectadores que doutro modo nunca os conheceriam.

 

 

publicado às 22:18


Julianna Raye

por beatriz j a, em 02.02.12

 

 

 

publicado às 21:34


Testemunhos de civilizações

por beatriz j a, em 02.02.12

 

 

 

 

jean-pierre ugarte

 

publicado às 06:45


Hoje, na sala de professores

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

... durante um pequeno intervalo, falava-se da ditadura da moda. Comentava-se sobre a moda das plásticas, nas mulheres e nos homens. Dizia-se que ficam todos iguais. Devem ter um catálogo com a boca nº 1, nº2 e nº3 e, se calha todos gostarem da nº3 depois andam todos com aquela boca estranha. Ou os homens agora andarem sempre de camisa côr de rosa, ou as mulheres irem para o emprego com botas de montar a cavalo ou, pior ainda, terem mais dez anos que eu e andarem por aí com botas à D'Artagnan... nisto diz um colega, 'É como a moda dos cabelos. As mulheres agora andam com uns cabelos enormes que vão quase até meio das pernas e são assim... uma coisa esquisita que têm na cabeça... assim...olhem, não sei. Só sei que não dá vontade nenhuma de ir lá mexer'. LOL

 

Tags:

publicado às 22:38


Beethoven - Hélène Grimaud

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

publicado às 22:16


Silence, please!

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 



 

 

“Music is nothing but the silence between notes”

 

 Claude Debussy

 

publicado às 21:39


All right!!

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

Benevolent bus boss splashes cash with bumper bonuses

 

A Melbourne bus boss has stunned his employees by handing over some 12 million euros in bonuses after he sold his company.

Ken Grenda, dubbed Australia’s most generous boss, splashed the cash to reward his staff for their loyalty.

The bonuses averaged out at 7,000 euros per person with some picking up 80,000 euros, depending on length of service.

“Bus drivers, as these guys will testify, aren’t the highest paid people in town, but they are totally dedicated, they’ve worked really hard. We’ve had people here for 40 and even 50 years working for us, that’s all their working life. We just felt they deserved a decent reward at the end of it,” said the benevolent boss.

The size of the cheques came as a shock for Grenda’s workers who were expecting a more nominal sum.

“I thought he meant like a 50 dollar bonus or something, you know I was shocked,” said one happy driver.

As well as the money, the company’s new owners said no jobs will be lost as a result of the buyout.

 

publicado às 18:50


Anoitece por aqui...

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

 

setúbal

 

publicado às 18:22


Verdades do FB

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

 

 

publicado às 17:18


What's Wrong With the Teenage Mind?

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

What's Wrong With the Teenage Mind?

 

But the new view of the adolescent brain isn't that the prefrontal lobes just fail to show up; it's that they aren't properly instructed and exercised.

Simply increasing the driving age by a year or two doesn't have much influence on the accident rate, for example. What does make a difference is having a graduated system in which teenagers slowly acquire both more skill and more freedom—a driving apprenticeship.

Instead of simply giving adolescents more and more school experiences—those extra hours of after-school classes and homework—we could try to arrange more opportunities for apprenticeship. AmeriCorps, the federal community-service program for youth, is an excellent example, since it provides both challenging real-life experiences and a degree of protection and supervision.

"Take your child to work" could become a routine practice rather than a single-day annual event, and college students could spend more time watching and helping scientists and scholars at work rather than just listening to their lectures. Summer enrichment activities like camp and travel, now so common for children whose parents have means, might be usefully alternated with summer jobs, with real responsibilities.

The good news, in short, is that we don't have to just accept the developmental patterns of adolescent brains. We can actually shape and change them.

 

 

Muito interessante, este artigo, sobretudo na conclusão... nada que não soubéssemos, mas saber é uma coisa e investigadores dizerem-no é outra...

 

publicado às 16:54


Um ano na vida desta professora - 47

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

Hoje tive uma conversa 'de homem para homem' com a turma híbrida que nem é de Humanidades nem de Desporto mas uma misturada que não é saudável para ninguém. É que na aula passada, pela primeira vez em vinte anos mandei sair alunos da sala de aula. Não um, mas dois. Há comportamentos que são aceitáveis, até certo ponto, no 10º ano, no início do ano. Agora, no 11º ano? Chegarem com atitudes e comportamentos de 7º ano ao 11º ano e eu estar a atrasar o trabalho da turma toda para lidar com impertinências infantis de dois ou três? Nem pensar! Se não sabem comportar-se e manter uma atitude de concentração e trabalho não participam do trabalho...

Este tipo de atitudes corrigem-se logo no início do 10º ano... tenho pena que tenham vindo parar-me às mãos neste estado, neste ano de escolaridade...mas o que tem que ser tem muita força. Agora estão em tolerância zero. Até para espirrar têm que pedir licença...

 

publicado às 15:04


just beautiful

por beatriz j a, em 01.02.12

 

 

 

 

Asiago Plateau, Italy, Photograph by Vittorio Poli NG

 

publicado às 06:58

Pág. 10/10



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics