Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Ministra da Educação em entrevista ao Jornal de Letras / Educação

9 de Out de 2008

As escolas estão confrontadas com uma exigência que nunca se colocou: o Secundário para todos.

As modificações no Estatuto da Carreira Docente e a avaliação de professores são processos normalizados? Não espera mais contestação?  

 

Espero que a avaliação decorra com normalidade e que os professores compreendam que ela é um processo de gestão que procura valorizar o seu desempenho profissional, reconhecendo o mérito dos que mais trabalham e mais se empenham na vida da escola.

Os professores não devem ser uma excepção ao que se passa na administração pública.

Aliás, penso que este novo estatuto da carreira docente é francamente mais vantajoso do que o estatuto dos funcionários públicos em geral, seja qual for a carreira.

Não estão dependentes de cabimentação orçamental para progredir, não dependem do parecer das chefias para receber uma determinada remuneração, têm a possibilidade de ser avaliados pelo órgão de direcção da escola, mas também pela coordenação disciplinar, pelos pares mais seniores, o que garante que, dada a complexidade da função docente, sejam consideradas todas as suas dimensões. 

 

 

Uma entrevista da ainda ministra que nem vou qualificar para não baixar o nível do discurso.

Como se vê o problema da avaliação estava em os professores serem estúpidos e não terem compreendido que era tudo para o seu bem e que são os privilegiados do sistema.

 

Os seniores de que ela fala estão na reforma. Os avaliadores de serviço são, grosso modo os besuntos do ensino...a mulher é demais, mesmo!

 

 

 

publicado às 18:10


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Edicoespqp.blogs.sapo.pt statistics