Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Mother Mushroom: how Vietnam locked up its most famous blogger

 

... mas, o mesmo dogmatismo, a mesma cegueira e o mesmo ódio à liberdade - dos outros, não à sua.

Nguyen Ngoc Nhu Quynh, uma blogger influente no Vietname comunista, muito conhecida por criticar o governo autoritário, foi condenada a 10 anos de cadeia por isso mesmo. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38


Bom dia :))

por beatriz j a, em 18.06.17

 

 

Voando com os grous sobre o vale do Loire, França.

L'arte di guardare l'Arte

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:20


É isto

por beatriz j a, em 10.03.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59


Liberdade é isto...

por beatriz j a, em 23.02.17

 

 

... de chegar a casa e não ter, pela primeira vez desde o dia 15 de Janeiro, testes e trabalhos para corrigir e classificar :))) É certo que hoje andei a vê-los às 4 da manhã para os entregar antes do Carnaval mas esta sensação de não ter coisas para classificar é parecida com voar :)))

Hoje é só preparar aulas, o que até é giro :)))

 

 By 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42


25 de Novembro sempre!

por beatriz j a, em 25.11.16

 

 

Não fosse o Jaime Neves em Lisboa e o Ramalho Eanes em Évora e tínhamos tido aqui um muro de Berlim ou um Paralelo 38, à portuguesa, a separar o Sul do Norte. No Sul houve sangue, não foi a brincar. Houve perseguições, vinganças e outras coisas dessas comuns nas revoluções que são tempos em que o melhor e o pior vem ao de cima.

 

Por essa altura o Otelo achava-se o Kadafi do rectângulo e passeava-se por aí à patrão com os seus COPCONs a distribuir mandatos de prisão em branco para eles porem o nome que lhes apetecesse: ora toma lá um mandato em branco e vai prender alguém de quem não gostes ou de quem queiras alguma coisa. O Cunhal não queria acreditar que o povo não o amava depois de tantos anos a lutar e fazia de tudo para ser poder, independentemente da vontade do povo que foi coisa que nunca lhe interessou. Interessavam-lhe ideias e não pessoas.

 

O PREC foi o completo oposto de Democracia.

 

Eu vivi os dois: o PREC vivi-o no Alentejo até meio de Julho de 75 quando de lá saí (eu, os pais, a avó e dois irmãos mais novos, ele com oito anos, ela com cinco, depois de meses -desde 11 de Março- de prisões, ameaças, intimidações, etc) com as metralhadoras do COPCON apontadas às costas, perto da uma da manhã, depois de um dia presos e guardados à vista e de um julgamento popular que durou desde as sete e meia da tarde à meia-noite e meia do dia seguinte (anda aí um vídeo no youtube com um julgamento popular em Tomar com o título, 'Único Julgamento Popular em Portugal' mas é mentira: houve outros só que não se passaram em tribunais), organizado pelo partido comunista com os COPCONS do Otelo. Tenho isso tudo escrito há muito tempo.

 

No 25 de Novembro estava em Lisboa a estudar no Liceu D. João de Castro. Assim que tivémos notícias do Jaime Neves com os comandos na Ajuda (a escola fechou), fomos (eu e uma irmã) à corrida até à Ajuda ver o fim desse desvario que foi o PREC, que quase nos levou a uma guerra civil, por vontade do senhor Otelo e do senhor Cunhal.

 

 

dia 12 de Março, dia a seguir ao início do PREC de 75 começaram logo a matar pessoas.

 

 

12 Novembro 75, quando o Cunhal instigava o caos para chegar à ditadura comunista, isto nos intervalos de ir a correr à Rússia pedir instruções ao grande líder enquanto lá deixava os documentos da História portuguesa: registos da PIDE, etc.

 

 

25 de Novembro pelos próprios

 

 

 Os que estiveram na Ajuda

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

 

 

Ironicamente, no dia da eleição do indivíduo que defende (e representa) a construção de muros de divisão e ódio.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:22


Flying over a cuckoo's nest

por beatriz j a, em 19.07.16

 

 

Satanic prayer opens Pensacola city council meeting; police forced to remove protesters

 

Uma reunião da Câmara Municipal na Florida virou um caos devido a terem permitido que começasse com uma oração satânica o que provocou a fúria dos cristãos... lol ... então, assim que um tal Suhor, vestido com manto negro até aos pés começou a invocação ao diabo, um terço dos membros saiu em protesto. Aliás, ele nem conseguiu acabar a invocação devido às constantes interrupções dos que protestavam e entoavam cânticos cristãos para o abafar.

Uma pessoa põe-se a visualizar a cena e cai a rir mas a questão é séria.

A questão começou por uma queixa da organização activista satânica devido à enorme cruz que está no parque da cidade e querem ver removida. Entendem que isso mais as orações cristãs que precedem as reuniões de Conselho são privilégios concedidos aos cristãos em detrimento de outros e, sobretudo, da liberdade de ninguém se sentir diminuído nos seus direitos de cidadão por não pertencer a um culto. Foi com medo de uma queixa e de um processo que o Presidente acedeu a deixá-los fazer uma oração ao diabo antes de começarem os trabalhos.

Os satânicos deste Templo defendem que devemos agir com compaixão e empatia para com todas as criaturas de acordo com critérios de razão, vontade livre, autonomia e ciência e que as orações são invocações nascidas de medos de tempos obscuros. 

 

A estátua da imagem é da mesma organização mas em Detroit. A organização quer pô-la no hall da Câmara Municipal ao lado da estátua dos dez mandamentos. Vai ser lindo :)))

 

O que noto é que tanto as religiões que adoram deuses como as que adoram demónios são todas machistas... esta estátua é mais um bode a mandar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13

 

 

 

As autoridades de Halifax (Virgínia, EUA) resolveram obrigar os administradores escolares a andar com uma câmara ao pescoço, ligada, durante todo o tempo que estão na escola, de modo a gravar tudo o que se passa, não vá acontecer qualquer coisa como brigas, agressões, etc. que necessitem de envolvimento jurídico. Tomaram essa ideia da polícia que já usa esse método.

 

A alternativa seria, é claro, ter muitos mais funcionários na escola habilitados a lidar com crianças e jovens adolescentes que servissem de ajuda, apoio e exercessem vigilância sobre os recreios. Mas não. Sai muito mais barato pôr algumas pessoas a gravar os alunos mesmo que isso seja uma violação da privacidade e da liberdade de cada um.

 

É preciso perguntar: qualquer método serve qualquer causa se for eficaz? Penso que não. Os métodos têm que estar adequados aos problemas e aos contextos a que se aplicam para não se correr o risco da sua eficácia gerar problemas mais graves, a longo prazo, que aqueles que quer resolver, a curto prazo. A escola tem que ser um lugar pedagógico, logo, de respeito pelos direitos das pessoas, pela sua dignidade, de fomento da capacidade de mudança e melhoramento pessoal, etc.

 

A escola não trabalha num contexto de criminalidade como a polícia, nem os alunos são criminosos. Mais, a escola é um lugar de educação, não de punição. É certo que há alunos que também são jovens criminosos e cometem faltas que devem ser punidas mas não se pode prejudicar todos, retirar direitos e dignidade a todos por causa de uns.

 

Condicionam a maioria que é respeitadora por causa de uns poucos que fazem o mal, ou seja, não sabendo como resolver o problema de uns poucos que prevaricam, prejudicam todos dando um enorme exemplo de incapacidade e incompetência, por um lado e, por outro, falta de respeito pelos direitos dos outros.

 

Infelizmente, sabendo nós da tendência para os nossos dirigentes a copiarem tudo o que de errado se faz nos outros sítios e a escolher o caminho mais fácil mesmo se atropelando os direitos dos outros, temo que esta ideia não leve muito tempo a cá chegar.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:18

  

 

UE tenta travar Polónia, que quer controlar os media

 

Bruxelas vai estrear um procedimento que pode levar à suspensão do direito de voto da Polónia, se o país insistir em violar os princípios do Estado de direito.

 

... o novo Governo ultraconservador está a seguir o mesmo trilho de Victor Orbán, na Hungria. A aprovação de uma nova lei que dará ao ministro das Finanças a competência de nomear e demitir os directores dos meios de comunicação públicos...

 

Isto foi o que o governo socialista do Sócrates tentou fazer e, em parte conseguiu, se bem que de modo encapotado mas, interferiu em jornais e TVs, acabou com alguns e destruiu a independência de outros. Aliás, continua a tentar calar os jornais que o incomodam.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19

 

 

Insultos de Pedro Arroja levam Bloco a exigir desculpas ao Porto Canal

 

Ela ficava a pedir desculpa até ao fim do ano... e quer dizer, ainda não é propriamente poder e já quer censurar os meios de comunicação. A chamada 'esquerda' portuguesa tem um problema com a liberdade... se se sentiu ofendida processe o indivíduo que a ofendeu, não tente calar os meios de comunicação. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:35


“Error 404 — Democracy Not Found”

por beatriz j a, em 27.09.15

 

 

 

A coragem e o heroísmo têm a ver, penso, com a consciência capaz de se projectar na colectividade. Dois acontecimentos a presidência de Obama vai deixar como grandes manchas no seu trabalho: Guantanamo, que disse ir fechar e continua no mesmo sítio e o exílio forçado de Snowden para proteger ilegalidades depois de ter prometido que a sua presidência seria a da Lei contra o abuso. Ambos são casos de abusos de poder, autoritarismo disfarçado de preocupação e desrespeito pelos direitos humanos dos outros: o direito à liberdade, à privacidade e à justiça. Heróis são estas pessoas que estando plenamente conscientes das consequências negativas que as suas acções terão para si e para os seus, não recuam mas, pelo contrário, avançam, em nome de nós todos.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14


25 de Abril

por beatriz j a, em 25.04.15

 

 

 

1017491_544012168991238_579218959_n.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

 

 

 

... e porque não fazemos o que é necessário para alterá-la? 

 

Jornalista angolano Rafael Marques sem esperança sobre qualquer apoio de Portugal

 

"Todos sabemos qual é o papel do Governo português sobre Angola. É de total harmonia com os interesses corruptos e autoritários deste regime", disse à Lusa Rafael Marques.

O jornalista angolano Rafael Marques não espera qualquer ajuda do Governo português, referindo-se ao apelo e à petição que a Amnistia Internacional lançou sobre o seu julgamento, que começa na terça-feira em Luanda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49

 

 

 

EL DÍA DE LA MUJER NO ES UNA FIESTA, FUE UN EVENTO SANGRIENTO

 

 

La conmemoración del Día de la Mujer es nacida de una historia sangrienta...en donde el abuso, la explotación y la impunidad causó la muerte de 146 mujeres, algunas quemadas y otras muertas en la banqueta porque se arrojaron ante el temor de las llamas...no fue gracias a las mujeres bonitas, amables, de bien y sobre todo de buena familia, sexis o acomodadas, lo lograron las revolucionarias, las indecentes, las no religiosas furibundas, las indignadas, las migrantes y de baja escala social...las que pedían mayor equidad en la vida conyugal y en la productividad...


Incendio en la fábrica Triangle Shirtwaist de Nueva York.

El incendio de la fábrica de camisas Triangle Shirtwaist de Nueva York el 25 de marzo de 1911 es el desastre industrial más mortífero en la historia de la ciudad de Nueva York y el cuarto en el número de muertes de un accidente industrial en la historia de los Estados Unidos.

El fuego causó la muerte de 146 trabajadoras textiles que murieron por quemaduras provocadas por el fuego, la inhalación de humo, o por derrumbes (y suicidio). 

La mayoría de las víctimas eran jóvenes mujeres inmigrantes de origen judío e italiano de entre dieciséis y veintitrés años de edad. La víctima de más edad tenía 48 años y la más joven 14 años.

La tragedia se debió a la imposibilidad de salir del edificio incendiado y en llamas ya que los responsables de la fábrica de camisas habían cerrado todas las puertas de las escaleras y salidas, una práctica común para evitar robos y altercados. 

Muchas de las trabajadoras que no pudieron escapar del edificio en llamas saltaron desde los pisos octavo, noveno y décimo a las calles.

El desastre en la fábrica textil de Triangle Shitwaist obligó a importantes cambios legislativos en las normas de seguridad y salud laborales e industriales y fue el detonante de la creación del importante Sindicato internacional de mujeres trabajadoras textiles (International Ladies' Garment Workers' Union) que lucha por mejorar las condiciones laborales de las trabajadoras textiles.

El incendio ha marcado la celebración del Día Internacional de la Mujer Trabajadora, después Día Internacional de la Mujer, que se celebra el 8 de marzo. 

El 8 de marzo de 2011 se celebró el centenario del Día Internacional de la Mujer y el 25 de marzo de 2011 se cumplía el centenario del desastre de la fábrica textil Triangle Shirwaist.

Año 1909 y 1910 - Proclamación del día internacional de la Mujer Trabajadora

El 28 de febrero de 1909 se celebró por primera vez en Estados Unidos el Día de las mujeres socialistas tras una declaración del Partido Socialista de los Estados Unidos.

En agosto de 1910 la II Conferencia Internacional de Mujeres Socialistas, reunida en Copenhague, reiteró la demanda de sufragio universal para todas las mujeres y, a propuesta de la socialista alemana Luise Zietz, se aprobó la resolución propuesta por Clara Zetkin proclamando el 8 de marzo como el Día Internacional de la Mujer Trabajadora.

La propuesta de Zetkin fue respaldada unánimemente por la conferencia a la que asistían más de 100 mujeres procedentes de 17 países, entre ellas las tres primeras mujeres elegidas para el parlamento finés (Finlandia). El objetivo era promover la igualdad de derechos, incluyendo el sufragio para las mujeres.

Año 1911 - Primera celebración del Día Internacional de la Mujer Trabajadora

Como consecuencia de la decisión adoptada en Copenhague el año anterior, el Día Internacional de la Mujer Trabajadora se celebró por primera vez el 19 de marzo en Alemania, Austria, Dinamarca y Suiza, con mítines a los que asistieron más de un millón de personas, que exigieron para las mujeres el derecho de voto y el de ocupar cargos públicos, el derecho al trabajo, a la formación profesional y a la no discriminación laboral.

Años 1913 y 1914 - Día Internacional del Mujer antes de la Primera Guerra Mundial.

En 1913, en el marco de los movimientos en pro de la paz que surgieron en vísperas de la primera guerra mundial, las mujeres de Rusia celebraron su primer Día Internacional de la Mujer el último domingo de febrero de dicho año. 

En 1914 en Alemania, Suecia y Rusia se conmemora por primera vez, de manera oficial, el Día Internacional de la Mujer el 8 de marzo. 

En el resto de Europa, las mujeres celebraron mítines en torno al 8 de marzo para protestar por la guerra y para solidarizarse con las demás mujeres.


Años 1922 a 1975 - Institucionalización del Día Internacional de la Mujer.

Después de la revolución de octubre, la feminista Alexandra Kollontai (que desde su nombramiento como Comisaria del Pueblo para la Asistencia Pública logró el voto para la mujer, que fuera legal el divorcio y el aborto) consiguió que el 8 de marzo se considerase fiesta oficial en la Unión Soviética, aunque laborable. 

El 8 de mayo de 1965 por decreto del USSR Presidium del Sóviet Supremo de la Unión Soviética de la URSS se declaró no laborable el Día Internacional de la Mujer Trabajadora.

Desde su aprobación oficial por la Unión Soviética tras la Revolución rusa de 1917 la fiesta comenzó a celebrarse en otros muchos países. En China se celebra desde 1922, en España se celebró por primera vez en 1936.

En 1975 la ONU comenzó a celebrar el 8 de marzo como el Día Internacional de la Mujer. 

En diciembre de 1977, dos años más tarde, la Asamblea General de la ONU proclamó el 8 de marzo como Día Internacional por los Derechos de la Mujer y la Paz Internacional. 

Esta adhesión de la ONU llevó a varios países a oficializar este día dentro de sus calendarios.

Año 2011 - Centenario del Día Internacional de la Mujer

En el año 2011 se celebró el Centenario del Día Internacional de la Mujer. También comenzó a operar la Entidad de la ONU para la Igualdad de Género y el Empoderamiento de la Mujer, también conocida como ONU Mujeres 

El Día Internacional de la Mujer ha adquirido a lo largo del siglo XX una dimensión mundial para las mujeres del mundo. El movimiento internacional en defensa de los derechos de la mujer es creciente y es reforzado por la Organización de Naciones Unidas que ha celebrado cuatro conferencias mundiales sobre la mujer y ha contribuido a que la conmemoración del Día Internacional de la Mujer sea un punto de convergencia de las actividades coordinadas en favor de los derechos de la mujer y su participación en la vida política y económica.

 

fonte

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:13


Coisas positivas

por beatriz j a, em 11.01.15

 

 

 

Cimeira internacional contra o terrorismo a 18 de fevereiro em Washington

 

E é isto:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42


O último prisioneiro da Guerra Fria

por beatriz j a, em 09.11.14

 

 

Deep in the Forest, Bambi Remains the Cold War's Last Prisoner

 

O último prisioneiro da Guerra Fria é o veado da espécie Ahornia que vive numa floresta até há 25 anos atravessada por uma vedação eléctrica a separar a zona leste alemã da zona da, então, Checoslováquia. No auge da Guerra Fria, essa vedação de arame farpado electrificada e vigiada por guardas da RDA armados de metralhadoras feriu e matou muitos veados. A barreira já não existe. Foi destruída juntamente com o Muro de Berlim; no entanto, os veados continuam a não atravessar a fronteira, agora imaginária, lembrando-nos que as barreiras à liberdade são tanto físicas quanto mentais.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


TV

por beatriz j a, em 18.10.14

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:46

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59


MA versus BF

por beatriz j a, em 13.09.14

 

 

 

O tenente-coronel João José Brandão Ferreira foi julgado por difamação por causa de artigos publicados em blogues, tendo o arguido reiterado em julgamento a tese que Manuel Alegre cometeu, aos microfones da rádio Voz da Liberdade, em Argel, traição à pátria, ao incitar os militares portugueses a desertar, ao conviver com os líderes dos movimentos de libertação de Angola, Moçambique e Guiné e ao ajudá-los na guerrilha contra as tropas portuguesas no Ultramar.

A juíza dos Juízos Criminais, citando jurisprudência do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem e o direito consignado na Constituição Portuguesa à liberdade de expressão, considerou que Brandão Ferreira emitiu a sua opinião sobre factos históricos e que não se verificou o crime de difamação.
[...]

 

(via Se a Justiça Falasse - FB)

 

Acho piada que o MA queira, simultaneamente, poder gabar-se dos seus actos desse tempo e proibir os outros de exercer o seu direito democrático de o avaliar por esses mesmos actos. Não quer ser incomodado com juízos sobre a sua pessoa que não lhe agradam. Isso não é sinal de espírito democrático, muito antes pelo contrário. Se quer defender a sua posição, pois defenda, mas sem tentar calar os outros que defendem outras posições porque a liberdade inclui o seu direito à palavra e o direito dos outros à discordância, também pela palavra.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:50


Liberté, égalité, fraternité

por beatriz j a, em 14.07.14

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:19

g.a


3-8-12



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank