Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Temos 4 anos para começar a abater a dívida

por beatriz j a, em 25.09.17

 

Merkel vence e extrema-direita é a terceira força política

 

O que parece quase impossível porque cada vez a aumentamos mais. A grande dúvida não é saber o que se vai passar na UE nos próximos 4 anos já que a Merkele foi novamente eleita e sabemos o que ela diz e faz, sendo que não é credível que de repente se torne diferente do que sempre foi e, a não ser que uma catástrofe atinja o planeta com os malucos megalómanos que governam os EUA e outros países, vai ser mais do mesmo. Esperar que ela mude seria como esperar que a macieira do quintal, de repente, começasse a dar pêras. A grande dúvida é saber se os outros países da UE vão continuar 'amarasmados', por assim dizer, no que respeita à vontade de fazer alguma coisa para reformar o funcionamento da UE.

Era preciso lidar com a questão de uma UE federada e construí-la muito inteligentemente preservando certos princípios de soberania e equilíbrio sem os quais os europeus vão acabar, mais tarde ou mais cedo, em guerra uns com os outros como têm feito nos últimos milénios.

A Merkele tem as características que têm todos os políticos no poder que é, não o quererem partilhar. É por isso que a Alemanha nunca dará, por sua iniciativa, um passo no sentido do equilíbrio económico entre os países da UE. Como, provavelmente, estes serão os últimos 4 anos em que está no cargo, é bom que nos preparemos para lidar com quem vem a seguir, que poderá ser uma força com elementos da extrema-direita, sendo que, nesse caso, a nossa dívida há-de tornar-nos muito vulneráveis e não teremos apoio de ninguém na UE, porque na UE, estão todos em modo de 'salve-se quem puder'. Navegam todos à vista com esse fim e ninguém parece ter ou querer ter uma estratégia comum que obrigue a Alemanha a dar certos passos integrativos.

Se deixarmos fugir a oportunidade do contexto actual em que o país virou moda e está com um ânimo positivo, sem dar passos no sentido de estruturar um futuro viável, depois não nos podemos queixar do que virá. Os políticos têm que fazer melhor do que fazem. Há ministros muito maus como o da Defesa e o da Educação e outros de muito baixo nível que andam de cargo em cargo a trabalhar para a vidinha. Se fossemos um país rico, podíamos dar-nos ao luxo de manter parasitas mas como não somos, temos que exigir que o critério para os cargos seja a competência e não o amiguismo político. Viu-se o que isso deu nos incêndios deste ano em Pedrogão. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50


Quando uma imagem vale por mil palavras

por beatriz j a, em 22.03.17

 

Gráfico da OCDE

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:49

 

Alemanha detém o maior excedente externo do mundo

A maior economia do euro terá ficado à frente da China em 2016, com um superavit de 297 mil milhões de dólares.

 

E a própria Alemanha não percebe que esta ambição de ser o líder de um continente à custa da pobreza de metade dos países desse continente é o princípio do fim de tudo? Porque até uma ignorante em economia como eu sabe que o dinheiro não não se multiplica por milagre como nas histórias de encantar e que a riqueza que uns têm a mais é a que os outros têm a menos. E todos sabemos como acabam as organizações sociais onde uns têm tudo e os outros quase nada... daí que os bilionários andem a comprar terras na Nova Zelândia e em ilhas fortificadas...

 

Aqui em Portugal sabemos como aqui chegámos. Quem não se lembra dos anos a seguir à entrada na, então, CEE? Os políticos portugueses a 'atirar dinheiro' para se arrancar vinhas e olivais porque era melhor receber dinheiro da Europa e comprar barato à Alemanha que gastar dinheiro a produzir? Quantos barcos de pesca mandaram abater? A agricultura desapareceu num ápice. Todos a gente queria meter a mão nos dois milhões de fundos comunitários que, então, diariamente caíam nos cofres da CGD. A quantidade de dinheiro que se sumiu nas ajudas a projectos inexistentes, em formações em que não havia formandos...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:58


Não é só cá que as contas derrapam

por beatriz j a, em 11.01.17

 

 

A nova casa de ópera de Hamburgo era para custar 186 milhões de euros e acabou por custar 798 milhões de euros! Só uns trocos a mais lol. Disse-me um sobrinho que esteve lá em Abril passado que a acústica é fenomenal. Foi pensada, por um japonês, não por áreas, como é costume, mas para cada cadeira individual... hence... 798 M€! O edifício é espectacular e, tendo em conta que foi construído, em parte, com o dinheiro da crise dos países do Sul que enriquece a Alemanha, fico satisfeita por terem aproveitado bem a parte que nos coube :)

O concerto inaugural é hoje. I wish...

 

 The Great Hall at the Elbphilharmonie in Hamburg, where the inaugural concert is scheduled for Wednesday.CreditIwan Baan

 

Construída sobre um armazém de cacau faz lembrar um navio com as velas ao vento.

 CreditFabian Bimmer/Reuters

 

Tem um deck com uma vista deslumbrante

 Surveying Hamburg from the observation deck of the Elbphilharmonie. CreditIwan Baan 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57


Putin, o grande prestidigitador

por beatriz j a, em 30.12.16

 

US expels 35 Russian diplomats, closes 2 compounds

 

Os EUA deram mais um passo nas sanções à Rússia mas, a pouco tempo de passar a pasta para o pragmático comerciante que não tem paciência nem capacidade de compreender diplomacia e cenários de grande alcance, a medida vem demasiado tarde. Parece-me evidente que a próxima administração americana, a não ser que o Putin faça o Trump sentir que perde face, o que não acredito, vai deixar cair o assunto da Crimeia e das sanções como se fosse inexistente. Até já avançam com o nome de Kissinger, esse bandido sem escrúpulos, agora amigo da Rússia, para ajudar a passar uma esponja sobre todo o assunto [Kissinger could help Trump reconcile with Kremlin]. 

 

Entretanto, Putin já está a preparar a interferência nas eleições alemãs e francesas que se aproximam [German Populists Forge Ties with Russia] Aqueles canais de desinformação como o RT e o Sputnik já existem em todas as línguas que lhe interessa para ajudar os populistas europeus a minar a UE e a NATO.

 

A Rússia tentou ser amiga dos EUA no tempo de Yeltsin mas foi humilhada em vez de ajudada (o Ocidente não o percebeu e não teve visão) e isso é que permitiu a subida de Putin ao poder; Putin tentou ser um amigo da UE, ser um parceiro respeitado, mas foi desconsiderado pela NATO e por isso invadiu a Crimeia e foi humilhado pela Merkele e isso é que deu origem a esta reacção agressiva dele. O que ele disse a Sarkozy [vou-te esmagar] quando este o tratou sem a deferência que ele esperava e, exige, é o que ele está a fazer à UE, embora não o tenha dito em voz alta, depois da Merkele o ter destratado publicamente dizendo que ele não funciona bem da cabeça [darius-rochebin-interviewe-vladimir-poutine], o que foi um passo em falso muito grande.

 

A terceira lei de Newton, segundo a qual não existe acção sem reacção, aplica-se também à força, ao poder, entre pessoas. O que Putin quis ser e o que ele é resulta das acções que o Ocidente cometeu, imprudentemente, e às quais ele reagiu segundo o seu quadro mental que é o de um ex-KGB que viveu na Alemanha de Leste, conhece todos os truques do ofício, não defende o comunismo mas defende a grandeza da Rússia, não aceita perder face diante de ninguém e não tem escrúpulos em destruir o que se lhe atravessa no caminho. 

 

Putin, há pouco tempo, substituiu os seus ministros e conselheiros, que eram os seus amigos de longa data, muitos dos seus tempos de KGB, por pessoas novas, qua nada sabem do seu passado quando não era ainda grande e que têm dele uma visão engrandecida. Ele quer projectar uma certa imagem e consolidar um certo tipo de poder mas estava a perder apoio do povo devido às grandes dificuldades sentidas por causa das sanções ao petróleo e ao gás e às exportações para a UE. Mas ele sabe como jogar este jogo de ilusões, espionagens, mentiras e desinformações. 

 

Os países da UE e, em particular, a Alemanha e a França, não só porque vão ter eleições para as quais o Putin já se está a preparar há tempo, mas porque construiram a UE de tal modo que tudo depende deles, sobretudo da Alemanha, deviam estar preocupados com a preservação e o fortalecimento da UE porque se se desintegra, estão todos mais ou menos condenados à irrelevância.

 

A questão é, como resolver problemas com as mesmas pessoas cujo quadro mental esteve, e está, na origem desses mesmos problemas?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:36

 

 

Les Allemands devront stocker des vivres et de l’eau « en cas d’attentat ou de catastrophe »

 

E os EUA? O que se passa?

 

... excerpt from Obama’s speech comes directly from the official White House website

One of the things that we have learned over the course of the last seven and a half years is that government plays a vital role, but it is every citizen’s responsibility to be prepared for a disaster.  And that means taking proactive steps, like having an evacuation plan, having a fully stocked disaster supply kit.  If your local authorities ask you to evacuate, you have to do it. Don’t wait.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32

 

 

Schäuble: jovens desempregados do Sul deviam vir para a Alemanha  

Em entrevista televisiva este domingo, o ministro das Finanças defende que os jovens desempregados do Sul da Europa deviam aceitar os contratos de formação em empresas alemãs, que oferecem os salários mais baixos.

 

 Ainda para mais com a saída da Inglaterra da União é agora a oportunidade de captar os milhares de enfermeiros, médicos e engenheiros que para lá iam e agora pensarão duas vezes e, podendo, captam logo os jovens enquanto formandos para nunca mais voltarem.

 

Toda a gente sabe que os países da Europa precisam desesperadamente de jovens e toda a gente sabe que preferem os jovens do Sul, da Europa cristã, que os muçulmanos ou os africanos. Sobretudo porque vão para lá a ganhar miseravelmente: mão de obra barata.

 

Agora já o dizem em voz alta e à descarada! Há muito que sabemos que há interesse, no Norte, em manter-nos sempre em crise para captarem os jovens desempregados e para nos venderem os produtos. O interesse da Alemanha não é uma Europa forte, é uma Europa fraca com uma Alemanha forte. 

 

Se nós não formos capazes de captar outros países para estarem do nosso lado, do lado da construção de uma Europa solidária agora, neste momento, isto depois não tem volta atrás a bem.

 

O ministro alemão já fez saber que se a Comissão se puser a querer democratizar a Europa em vez de pôr mão de ferro e mostrar quem manda ele passa por cima da Comissão e toma as decisões sózinho mais o Holandês que cometeu fraude no currículo e outros parecidos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00


Porque não quero uma Europa Federada

por beatriz j a, em 03.07.16

 

 

CEO da VW rejeita indemnizar clientes europeus

Depois de ter fechado um acordo no valor de 15 mil milhões de dólares nos EUA, devido ao escândalo das emissões de gases, o CEO da Volkswagen (VW) diz que uma solução semelhante para a Europa seria inapropriado e financeiramente incomportável. 

Matthias Mueller, citado pelo ‘Welt am Sonntag’, nota que a “situação na Europa é diferente”...

 

Inapropriado? A “situação na Europa é diferente” porque na Europa quem manda é a Alemanha e eles sabem que por esse lado estão safos. Se a empresa fosse espanhola ou italiana ou isso, estavam a pagar também aos europeus mas é alemã... ninguém os vai sancionar por não pagarem como nos EUA.

 

É por isso que não quero uma Europa Federada: eu gosto da Alemanha, gosto dos filósofos alemães, adoro os compositores alemães, gosto tremendamente de um alemão que conheço mas não quero o meu país germanizado, não quero uma Europa que replica o sistema de classes onde os países ricos têm uma lei que os previligia e os pobres outra, que os sanciona.

 

A VW tem tanto dinheiro, mas tanto, que a certa altura abriu um banco porque já não sabia o que fazer a tanto dinheiro. Mas não vai pagar aos clientes que enganou propositada e conscientemente, porque... pode. É uma pouca-vergonha e acho que as pessoas deviam não voltar a comprar VWs dado o desprezo que eles têm pelos clientes, pela lei e pela decência em geral.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

 

 

 

Deutsche Bank e Santander falham testes de stress norte-americanos

As subsidiárias norte-americanas do banco alemão Deutsche Bank e do espanhol Santander chumbaram no teste anual de stress da Reserva Federal (Fed), devido a falhas nos planos de capital e gestão de risco.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:41


Não há razões para optimismo

por beatriz j a, em 29.06.16

 

 

 

Schäuble prepara plano para “nova UE”, incluindo poder de veto sobre orçamentos 

 

A verdade, porém, é que o primeiro-ministro parece agora menos confiante de que da reunião de dia 5 do colégio de comissários não venham a sair penalizações ao nosso país e a Espanha.

"Infelizmente, a Comissão Europeia já me desiludiu suficientes vezes para eu poder ter a certeza de que não me desilude novamente", respondeu.

 

 

Estas duas frases em conjunto explicam muito do que se passa na UE e porque a Inglaterra quis sair. O ministro alemão planeia sozinho e, a partir dos interesses alemães, o futuro ou, melhor, o destino, dos outros países. Sem soberania. Por outro lado o nosso primeiro ministro revela a submissão cúmplice a esse mesmo excessivo poder alemão. 

Na realidade os países da UE são coniventes com a falta de democracia e o desencanto das pessoas com esta UE.

É claro que, se os governos do nosso país, nas últimas décadas, não tivessem sido tão incompetentes e cheios de corruptos, traficantes de influências e negociatas, amigalhaços de banqueiros incompetentes e ladrões sem escrúpulos, não estávamos na posição de pedintes submissos e podíamos ter outra voz... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:53

 

 

I don't think so... então, primeiro paguem a vossa dívida atrasada e depois venham cobrar a nossa. É que é mesmo imbecil vir fazer cobranças depois de nos terem atirado para uma austeridade estúpida, tão estúpida que até o FMI diz que foi muito estúpida e nos tornou incapazes de pagar a dívida. Numa altura destas e no meio desta crise... 

 

Porque não democratizam a UE? Talvez tivéssemos mais hipóteses de sair da crise em que estamos. Porque não podemos votar no Presidente da Comissão? Este Presidente é o símbolo de tudo quanto está mal na UE: fez dinheiro para o país à custa de negociatas de fuga ao fisco de multinacionais, arma-se em patrão dos países que são parceiros -não servos-, aparece com os copos nas conferências de imprensa, é de uma arrogância imensa, é conivente com o politburo... a vida corre-lhe bem, a ele e aos burocratas que ganham fortunas em Bruxelas, rodeados de gente dos lobbies, completamente esquecidos das pessoas que empobrecem. Degoulas, como dizem os franceses.

 

Sanções a Portugal. O que diz o Le Monde

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59


Aqui está parte do motivo deste Brexit

por beatriz j a, em 24.06.16

 

 

Brexit: Presidente do Parlamento Europeu vai falar com Merkel para evitar “reação em cadeia”

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, disse hoje que quer falar com a chanceler alemã, Angela Merkel, para evitar uma “reação em cadeia” depois do voto dos britânicos favorável ao 'brexit'.

 

... ou, o outro lado do erro: Schulz acha que a UE se resolve entre ele, a Merkele, o Schlaube e o presidente do Banco Central Alemão. São o Politburo da UE.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31

 

 

Alemanha teme que saída do Reino Unido desintegre a União Europeia

 

Erro da Alemanha que quis forçar uma Europa governada por um politburo alemão. Erro do Reino Unido: seja qual for o resultado do referendo perdem sempre. Se votarem para ficar, ficam numa posição de fraqueza porque ameaçaram e deram o flanco com medo; se votarem para sair ficam numa posição de fraqueza porque já não podem influenciar as políticas em seu benefício. A Inglaterra tinha uma posição privilegiada dentro da UE porque estavam lá, sem estar, verdadeiramente. Com este referendo são obrigados a escolher e a escolha impede-os de manter a situação de indefinição em que estavam: vincula-os. É uma situação não-não para a Inglaterra.

A Alemanha vai aproveitar-se deste referendo para consolidar a sua proeminência porque não sabe pensar-se numa Europa partilhada e a ambição de poder é muito grande. Será mais uma oportunidade perdida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:17


A islamização da Europa. Parte I

por beatriz j a, em 01.04.16

 

 

 

German train operator begins women only carriages over fears of migrant attacks


A islamização da Europa já começou. Na Alemanha os comboios vão começar a ser separados, mulheres para um lado e homens para outro, como se os seres do sexo masculino fossem todos violentos criminosos e as mulheres pobres vítimas que têm que manter-se à parte e andar sempre com cautela em público. Isto é óptimo para a educação da civilidade... é evidente que, quando uma empresa de comboios avisa que tem uma carruagem só para mulheres que não querem ser incomodadas por homens, se depois disso houver mulheres que entendam ir nas carruagem mistas, isso será entendido, pelos homens, que elas não se importam de ser incomodadas; ou seja, uma medida anunciada como de defesa das mulheres é, na verdade, discriminatória para elas, ofensiva para os homens e um passo atrás para ambos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:39

 

 

Abusos sexuais em grande escala. Colónia não foi fenómeno isolado

 

Na noite de Ano Novo, em Colónia, Alemanha, mais de 200 mulheres fizeram queixa por assédio sexual e duas por violação. O que aconteceu não é caso isolado: está a surgir um padrão.

 

A Alemanha tem tanto medo de ser vista como xenófoba que esconde os problemas em vez de os enfrentar. E o resto dos países seguem-lhes as pisadas... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:34

 

 

Alemanha espiou Portugal e outros países aliados

 

Os países espiarem os parceiros é totalmente inaceitável, disse a Merkele quando se descobriu que os EUA espiavam a Alemanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:10


Sobre muçulmanos na Alemanha

por beatriz j a, em 12.10.15

 

 

... a 'Oeste nada de novo'.

 

Membros muçulmanos das Waffen-SS, 13th divisião, em oração durante o treino na Alemanha,1943.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:18


Isto é só rir...

por beatriz j a, em 10.10.15

 

 

 

Alemanha e Bruxelas querem sobretaxa para financiar crise dos migrantes 

 
A Itália e a Grécia há anos que lutam com o problema dos migrantes e refugiados, sozinhos, sem ajudas ou sobretaxas. Aliás, sem a Alemanha ou outros países se interessarem, sequer, com o assunto.
Durante esse tempo, a Alemanha com outros países do Norte, como a Finlândia e a Holanda, fomentaram a dissenção na Europa - chamaram aos do Sul estúpidos, PIGS, preguiçosos, mandriões que vivem de subsídios e não querem fazer nada; a Alemanha virou as costas à Grécia, fez-lhes bullying com a ajuda de outros países e deixou-os de rastos com mais um programa de miserável austeridade a venderem tudo o que têm para pagar os juros usuários dos credores, depois de técnicas de interrogatório policial ao primeiro-ministro eleito. Mas agora que os refugiados e migrantes descobriram a auto-estrada para a Alemanha, de repente apelam à união dos países europeus, há clamores de solidariedade, exortações à ajuda, 'ai Jesus que a Europa pode desaparecer'... que hipócritas!
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07


O primeiro título desmente o segundo

por beatriz j a, em 21.09.15

 

 

 

Alexis Tsipras. Da anti-austeridade ao ‘queridinho’ da UE

 

Varoufakis é o derrotado da noite

 

O grande derrotado da noite grega eleitoral somos nós todos, europeus, com excepção da Alemanha, claro. O [agora] queridinho da UE só o é por ter curvado a cabeça ao sistema e ter desistido de lutar pela mudança dos princípios que gerem esta Europa desorientada, corrupta, elitista e em ruptura.

 

O grande vencedor é a Alemanha. Imagino os conselhos de ministros do governo alemão mais ou menos assim: alguém sugere que talvez fosse melhor não sugar os países do Sul com 'ajudas' usuárias, estranguladoras das economias. Nessa altura diz o ministro das finanças: 'Ensandeceste, pá? Brincamos, não? Então, os gregos já tiveram um império, os italianos tiveram um império, os franceses tiveram um império, os autríacos e os húngaros tiveram um império, os ingleses tiveram um império, os espanhóis tiveram um império, os turcos tiveram um império, até aqueles estúpidos dos portugueses tiveram um império... epá... chegou a nossa vez!'

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:00


Estes alemães estão doidos...

por beatriz j a, em 15.09.15

 

 

Ministro germânicos querem sanções financeiras a quem não aceite a proposta alemã

 

Antes de discutirem os detalhes da proposta apresentada pela Comissão Europeia para a definição das quotas de redistribuição de 160 mil refugiados por 22 países do espaço Schengen, os Estados membros da União que se opõe à medida poderão ter de decidir sobre uma questão mais essencial: estão dispostos a perder as transferências de Bruxelas por se recusarem a acolher as populações desesperadas que desembarcam na Europa?

Essa foi a proposta – que alguns chamaram de ameaça – avançada pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel, esta terça-feira...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:53

g.a


3-8-12



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank