Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




VIVALDI e Yehudi Menhuin ❤️

por beatriz j a, em 17.08.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:26

 

 

Ao pescador de carangueijos, mayor de Tangiers, uma ilha na Virgínia que perdeu dois terços de massa terrestre, tem os quintais já submersos e está a ser engolida pelo mar mas, mesmo assim, não acredita que as alterações climáticas tenham mão humana e acredita que Deus vai tomar conta deles...

Serão, talvez, os primeiros refugiados das alterações climáticas. Um novo tipo de refugiados...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

 

PJ deteve presumível incendiária em Cinfães

 

Vão à sua vida? É que sabemos serem, muitos deles, reincidentes. E que tipo de pena a lei prevê para estes crimes? Cá para mim tinham que passar muitos anos a limpar matas e plantar árvores. Just saying...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:20

 

Trump acusa Amazon de destruir pequenos comerciantes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16

 

 

Este país é para quem? (Maria de Lurdes Rodrigues)

 

Incompetentes e entachados. A super-ministra do Sócrates que infectou as escolas com um vírus maligno de podridão que não sai e ainda acha que fez bom serviço. Como o seu amigo e fã, Sócrates, esse pilar de ética política que acha que seria um grande Presidente da República.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07


PT - os mete-nojo em acção

por beatriz j a, em 16.08.17

 

Suspeitas de gestão danosa na antiga PT

Os bastidores, as reuniões secretas e os atalhos até à venda da PT Portugal à Altice, meses depois de ter sido absorvida pela Oi. Esta é a crónica da maior destruição de valor de que há memória na história empresarial portuguesa. Os gestores da “velha” PT estão sob suspeita por gestão danosa.

 

O Público traz hoje uma crónica muito boa sobre o assassinato da PT, uma empresa que valia dez mil milhões e chegou a ter três mil milhões de lucro. Uma história de abutres como a própria jornalista a qualifica. Ora, sendo os abutres aves necrófagas, antes de limparem a PT até o osso tiveram que matá-la, o que não foi difícil porque encontraram no governo um primeiro-ministro congénere. Como todas as histórias de tirania e cupidez, só floresceu porque teve muitos colaboradores: os que saquearam directamente, os que saquearam indirectamente, os reguladores, e todos os que viam o saque e calaram.

 

O maior problema deste país é a corrupção, a promoção de abutres e suas cortes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:43

 

 

 

Doze mortos e 50 feridos em queda de árvore na Madeira

 

Segundo um morador e testemunha, a árvore em questão estava sinalizada como estando em perigo, já lhe tinha caído um galho de 12 metros que por pouco não matou turistas; já tinham enviado cartas e até uma ordem judicial para que fizessem alguma intervenção urgente na árvore. Pelos vistos, nem os antigos nem os actuais responsáveis mexeram uma palhinha, mesmo sabendo que existia perigo iminente. Agora mesmo ouvi o Presidente Regional da Madeira dizer que eventualmente(!) abriria um inquérito acerca do acidente mas que isso não o preocupava agora pois o que ia fazer era apoiar os familiares dos mortos e feridos. Além disso, disse, as forças de segurança foram muito eficazes já fizeram o que tinha que ser feito.

As minhas perguntas são:

1. O PRM não sabe fazer duas coisas ao mesmo tempo? Mandar abrir um inquérito e apoiar as famílias das vítimas?

2. O PRM vai ficar à espera que os mesmos que não mexeram uma palha acerca deste assunto com estes resultados trágicos 'pelourem' outros assuntos?

3. O PRM não se apercebe do que diz? As forças de segurança podem ter sido rápidas a transportar os feridos mas são irrelevantes no problema que se põe que é o de saber porque tiveram que morrer todas estas pessoas, se podia ter sido evitado.

 

Isto não é o retrato dos que nos governam, salvo as devidas excepções? Vão para os cargos para... ir para os cargos. É a vidinha. A sua e da do seu 'gang', por assim dizer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33


250 funcionários. Ridículo...

por beatriz j a, em 15.08.17

 

Mais 250 funcionários para escolas

 

 

... sabendo nós que as mais de 2500 escolas estão com falta de funcionários. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:46


Uma galambada de primeira

por beatriz j a, em 15.08.17

 

 

Passos abre a porta ao discurso securitário. Esquerda não gosta e PSD não percebe

 

Volta a haver um silêncio ensurdecedor dos partidos que suportam o governo relativamente à situação catastrófica da prevenção e combate aos incêndios que todos sabemos chegarem cada vez mais intensos na época do Verão, sobretudo depois da experiência de Pedrogão. A total inoperância das chefias revela falta de pessoas competentes nos lugares-chave das instituições que tutelam, directa ou indirectamente, esta área. Face a este descalabro, surge uma 'galambada', ou seja, uma manobra de diversão política atabalhoada para distrair os incautos.

 

Sabe Deus que acho o PPC uma catástrofe, tanto como primeiro ministro, como líder da oposição - infelizmente, porque os governos melhoram com oposições fortes. No entanto, querer compará-lo a Trump é uma galambada completamente extravagante. Ele tem razão quando adverte que é necessário discutir e ponderar a questão da imigração. 

 

Toda a gente sabe que temos um grande problema na UE: por um lado, precisamos de imigrantes para colmatar a queda extremamente preocupante de população, por outro lado, não queremos imigrantes que formem bolsas crescentes de subversão dos valores laicos e democráticos ocidentais e se em Portugal ainda não sentimos esse problema, isso deve-se ao facto de os emigrantes e refugiados não quererem ficar cá e rumarem para norte, para a Alemanha e arredores.

 

Aqui no rectângulo, onde a emigração [e, em grande parte, a austeridade cega imposta por PPC] atirou para fora do país mais de 350 mil jovens em idade de procriar e pagar impostos, essa discussão deve ser feita com urgência mas, com cabeça e sem precipitações. De facto, não queremos ser um refúgio para terroristas em fuga e isso não anula, em nada, o dever de dar abrigo a refugiados e a necessidade de aceitar imigrantes que queiram vir para cá.

Onde estão as medidas para acolher emigrantes de modo a que queiram por cá ficar? Leio nos jornais que até deixam desaparecer crianças que por aqui passam enquanto refugiadas... é que dizer, 'venham para cá todos de qualquer maneira', embora não me pareça constituir radicalismo de esquerda, parece-me ser uma má solução, uma aspirina para tratar um tumor cerebral: inútil e perigoso.

 

Acho mal menorizar um assunto urgente e grave para a nossa existência futura apenas para distrair do que se passa com os incêndios. Ademais, a moda que vejo de não se responder às perguntas legítimas dos governados pelos governantes com o pretexto de ser mero aproveitamento político ou traição à Pátria ou falta de férias ou falta de desportivismo, também é preocupante. Queremos saber como somos governados, quem decide o quê, o que está a ser feito, e como, e quem governa tem o dever de esclarecer.

 

Era bom que os políticos se lembrassem que o seu poder não é intrínseco, é extrínseco e tem origem numa transferência temporária de representação fiduciária.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:27


Coisas boas e coisas más

por beatriz j a, em 15.08.17

 

 

coisas boas: Taxa de crescimento do Produto Interno Bruto anula preço pago pela dívida.

 

coisas más: As pessoas estão a gastar mais, ajudadas pelo crédito barato, um padrão de crescimento que nos levou ao resgate financeiro.

 

Subida da riqueza já dá para os juros

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16

 

Fogo "completamente descontrolado" no Fundão

 

.... e depois dele a ministra não se demitiu porque não havia razão para demitir-se, dizia, tinha era que pôr tudo em andamento para nunca mais haver outra tragédia igual. Pois, aqui estamos nós outra vez com tudo a arder descontroladamente. Agora é que não se demite, pois se já não há mais nada para arder... a noção de haver outras pessoas que façam melhor o trabalho é-lhes inconcebível, o que diz muito das pessoas que nos governam.

 

Uma pessoa gostava de ter respeito pelos políticos do país mas é difícil... o ministro da Agricultura diz nos jornais que fez uma reforma das florestas impecável. O primeiro ministro diz que todos fizeram o melhor. Não percebo isto. Porque continua tudo a arder? O que fizeram nestes meses, desde Pedrogão?

Passámos a ter pessoas coladas aos cargos, independentemento do trabalho que fazem ser bom ou catastrófico e ninguém assume a responsabilidade do mau trabalho. Isto é o país que temos porque o que os poderes centrais fazem, os outros imitam pelo país fora...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59


O urso afiou as garras

por beatriz j a, em 14.08.17

 

 

“Belarus can build many bridges to the West, but it cannot cross any of them,” Artyom Shraibman

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40


Jornais portugueses

por beatriz j a, em 14.08.17

 

 

Esta semana tenho lido os jornais portugueses. Aproveito a manhã para isso porque vou à praia bem à tarde - só aguento a temperatura da água do mar a partir do meio-dia e às dez e meia da manhã já não aguento o sol na pele. Enfim, como a juntar a isso, aqui neste fim de mundo raramento tenho net (isto hoje está a ser um festim) tenho comprado todos os jornais à venda no quiosque e tenho-os lido de lés a lés.

Não tinha ideia que os jornais estavam tão mal. No que respeita aos artigos sobre política internacional, são uma cópia de artigos que já tinha lido em jornais e sites internacionais. No que respeita a artigos sobre política nacional identificamos logo os articulista da 'direita' e da 'esquerda' porque dizem todos mais ou menos o mesmo com as mesmas expressões e tudo. Há pouquíssimas excepções. Quanto ao resto, não informam, quer dizer, não trazem factos relevantes para podermos perceber melhor o que se passa no país e exercer melhor a cidadania, nem nos dizem algo que não saibamos. Nos cinco jornais que li entre ontem e hoje só uma pequena notícia me informou de um facto muito relevante que não conhecia, o de que Gerhard Schröder se passou para o lado da Rússia de Putin.

A parte cultural dos jornais tem artigos de interesse tendo em conta que somos um pequeno país com ambições modestas.

Talvez os jornais estejam demasiado partidarizados, como a política nacional, para permitirem a entrada de gente interessante e de qualidade... ou talvez esses estejam entre os 350 mil que emigraram nos últimos anos, os tais que, se estivessem cá, não permitiriam taxas de desemprego tão simpáticas...

Enfim, a questão é: os jornais queixam-se de vender pouco e ninguém os comprar mas a verdade é que não têm grande qualidade e precisam de ser melhores do que são.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:51


Citação deste dia

por beatriz j a, em 14.08.17

 

 

Tyranny does not begin with violence; it begins with the first gesture of collaboration. Its most enduring crime is drawing decent men and women into its siege of the truth. 

What is the precise moment, in the life of a country, when tyranny takes hold? It rarely happens in an instant; it arrives like twilight, and, at first, the eyes adjust.

 

Evan Osnos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:41


Leituras pela manhã

por beatriz j a, em 14.08.17

 

 

“Insure that the handle of the knife is firmly in the hand of the Party and the people.” Xi Jinping echoing Mao

 

Born Red

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:25


Os indignados da indignação

por beatriz j a, em 13.08.17

 

 

Os burocratas da indignação

 

A quantidade de opinadores de jornais indignados com a indignação dos leitores e com o direito à opinião dos outros é acima do que se esperaria, tendo em conta que ocupam uma porção do espaço, bastante caro, dos jornais e, podiam usá-lo para dizer algo interessante, um qualquer desafio ao pensamento. Mas não. Gostam de indignar-se, divagando sobre o valor negativo que conferem às opiniões e indignações alheias, como se as suas próprias opiniões tivessem alguma certificação de categoria superior à dos outros em geral.

Ou temos um espaço público sem acesso reservado onde todos podem exercer cidadania ou é um espaço reservado para meia dúzia de excelências podem espalhar opiniões sem ser incomodados com críticas. No primeiro caso falamos de uma democracia, no segundo de uma Trumpice ou Putinice.

Às vezes, os que mais se indignam com a ordinarice dos comentários dos leitores nos jornais são os mesmos que reclamam o direito de poder falar dos outros de modo ordinário sem suscitar indignações.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:22

 

 

Trump lit the torches of white supremacy in Charlottesville. We must extinguish them.

 

Trump babbles in the face of tragedy

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:43

 

 

Saudade 'é a 7ª palavra mais difícil de traduzir' e a 1ª mais difícil de sentir...

 

(saudade de uma internet que funcione...)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:14


(40º) À sombra

por beatriz j a, em 11.08.17

 

 

IMG_9742.jpg

 catedral de Sevilha, túmulo de Cristovão colombo

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:41

g.a


3-8-12



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank