Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Nocturna

por beatriz j a, em 27.04.17

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:29


Isto vai ser um teste à minha fortitude

por beatriz j a, em 27.04.17

 

 

Abril calha-me a mim o almoço alargado da família. E é este domingo. Montes de gente. Sábado vou estar presa na cozinha a cozinhar comidas que não posso comer... estou cheia de coisas proibidas cá em casa e ter não coisas proibidas é a 1ª regra das proibições... sobremesas com chocolate... tenho o congelador cheio de gelados... omg... se resistir a isto resisto a tudo... 

 

IMG_0793.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:16


Coisas que revoltam na educação

por beatriz j a, em 27.04.17

 

 

Ontem e hoje tive reuniões de pais. As três DTs têm uma maioria de alunos cujos pais têm em média o 9º ano. Alguns têm mais mas são poucos. As turmas são fracas, os pais não têm recursos, nem económicos, nem intelectuais para ajudar os filhos como eles precisavam. É aí que devia entrar a escola pública, não é verdade? Pois devia... mas não entra. Todas as três turmas têm aulas misturados com outras turmas nas diferentes disciplinas: numa podem estar com a turma x, na outra com a y e na outra foram divididos e metade tem aulas com a x e a outra metade com a z. Quer dizer, a turma em si só existe como entidade teórica no livro de ponto (excepto em algumas disciplinas específicas) ou nem isso e está repartida por dois livros de ponto com letras diferentes numa baralhada total... isto tudo para que as turmas estejam no máximo de alunos possível. O resultado é os professores trabalharem com turmas que na realidade são conjuntos de alunos de duas, três ou quatro turmas diferentes somados em número de 30 ou mais dentro da sala. Claro que é impossível fazer um trabalho diferenciado com estes alunos fracos e cheios de dificuldades, em turmas descaracterizadas, sem identidade, enormes, sem dinâmica própria e, muitas vezes, como acontece em duas das minhas DTs, francamente antagónicas.

 

Hoje os pais de uma das turmas perguntavam-me, 'mas os professores não chamam a atenção da Direcção, não dizem que os alunos assim não conseguem?'. É claro que chamamos a atenção e vai escrito em todas as actas das reuniões mas ninguém quer saber. O Ministério não quer saber de investir na educação, quer é reduzir custos e a inspeção aprova estas barbaridades todas e ainda outras... [como o meu e outros horários, por exemplo...]. E não me venham dizer que é uma questão de dinheiro porque há dinheiro aos milhares de milhão para todos os calotes de todos os bancos, ano após ano...

 

É difícil vermos estas pessoas, que trabalham em fábricas, em supermercados, em restaurantes terem já os filhos a trabalhar metade do dia para pagarem as contas da casa [uma das alunas do 12º ano que trabalha na caixa de um hipermercado disse-me que agora foram proibidas de sentar-se porque isso reduz a produtividade de modo que estão horas de pé a atender clientes, sem pausas... ] e irem aos poucos desistindo da ideia de os verem ter uma vida melhor que a deles porque a escola pública se demite de investir nos alunos e só trabalha para inglês ver: primeiro tratam-se assim os miúdos e a maioria vai abandonando os estudos e chumbando por falta de condições reais de igualdade de oportunidades e depois vem o ministro e manda acabar com os chumbos para fingir que todos têm sucesso, que é uma maneira de tapar as rachas da parede com pintura bilhante. É revoltante.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56


Das coisas que assustam na educação

por beatriz j a, em 27.04.17

 

 

Recentemente fiz uma formação daquelas de curta duração. Foi um seminário. Teve a participação do Secretário de Estado. Os oradores eram quase todos do ensino universitário politécnico e trabalham na/ou com a DGE. Deveria, portanto, ter um certo nível de qualidade. Não teve. Excepto dois dos oradores, todos os outros mostraram uma confrangedora falta de conhecimentos, desleixo na preparação da intervenção e falta de entendimento do público alvo. Só para dar um exemplo, um deles atribuiu, a despropósito, a Aristóteles, um método inexistente. Disse que isso de copiar e de plágios são disparates, que na era da internet tudo está à disposição e que ele próprio, de cada vez que via alguma coisa que gostava, na internet, se apropriava imediatamente dela. Ninguém na mesa pareceu chocado ou, sequer, surpreendido, com estas palavras. Outra falou da dureza de ter uma turma com trinta alunos. Uma só turma. Os outros, em geral, falaram como se estivessem numa conversa de café, sem dados nem ideias estruturadas, foram paternalistas e usaram de um tom e discurso sem o mínimo rigor científico. Apesar da formação ter como tema práticas inovadores com as novas tecnologias, excepto dois dos oradores que falaram mesmo de técnicas e deixaram uma série de links úteis onde podemos ir buscar sugestões e ideias, os outros pouco falaram disso a não ser para fazerem uma espécie de endoutrinação sobre como é bom inovar. A piada é que todos passaram PPs mal feitos, com letras minúsculas e cores desmaiadas sem contraste. Ainda estou para saber o que diziam...

 

Uma pessoa sai de lá a pensar, 'estas pessoas, com este nível, são as pessoas que estão nos lugares decisórios dos assuntos da educação'. É assustador. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10

 

Deputado do PS critica Governo por causa de tolerância de ponto

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:31


That's life

por beatriz j a, em 26.04.17

 

 

  

That's life (that's life) that's what people say
You're riding high in April
Shot down in May
But I know I'm gonna change that tune
When I'm back on top, back on top in June

 

I said, that's life (that's life) and as funny as it may seem
Some people get their kicks
Stompin' on a dream
But I don't let it, let it get me down
'Cause this fine old world it keeps spinnin' around

 

I've been a puppet, a pauper, a pirate
A poet, a pawn and a king
I've been up and down and over and out
And I know one thing
Each time I find myself flat on my face
I pick myself up and get back in the race

 

That's life (that's life) I tell ya, I can't deny it
I thought of quitting, baby
But my heart just ain't gonna buy it
And if I didn't think it was worth one single try
I'd jump right on a big bird and then I'd fly

 

I've been a puppet, a pauper, a pirate
A poet, a pawn and a king
I've been up and down and over and out
And I know one thing
Each time I find myself layin' flat on my face
I just pick myself up and get back in the race

 

That's life (that's life) that's life
And I can't deny it
Many times I thought of cuttin' out but my heart won't buy it
But if there's nothing shakin' come here this July
I'm gonna roll myself up in a big ball and die
My, my

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


Livros - The Examined Life

por beatriz j a, em 26.04.17

 

 

 

O título do livro é inspirado na frase que Platão atribui a Sócrates na 'Apologia', segundo a qual uma vida não examinada não vale a pena ser vivida. Aqui aplica-se ao contexto das conversas entre este analista e os seus pacientes.

Como as 'histórias' são muito pequenas -três ou quatro páginas- fica aqui uma para quem lhe apetecer ler.

Para aumentar o tamanho do texto é só clicar na imagem.

 

IMG_0779.jpg

 

IMG_0782.jpg

IMG_0783.jpg

IMG_0784.jpg

IMG_0785.jpg

IMG_0786.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:12


Coisas boas :)

por beatriz j a, em 25.04.17

 

 

Os funcionários públicos terão tolerância de ponto a 12 de Maio, dia em que o Papa chega a Portugal. Os bispos e as forças de segurança já foram informadas desta decisão, segundo o Correio da Manhã.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14


#RevoluçãodosCravos III

por beatriz j a, em 25.04.17

 

 

 

 

 

 

 

 

 Fotografias de Jorge Horta

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44


#RevoluçãodosCravos II

por beatriz j a, em 25.04.17

 

 

 - Lisbonne et son poumon vert: le parc forestier de Monsanto, ici symbole d’écologie. 

NASA 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:19

 

 

 Credits: Thomas Pesquet ESA/NASA

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:14

 

 

 

O Manneken-Pis, o famoso menino a fazer chichi que é um dos símbolos da Bélgica, está vestido de minhoto este domingo. Situada junto a uma das principais praças de Bruxelas, a estátua de bronze de 61 centímetros tem mais de 900 fatos diferentes e hoje foi a vez de vestir o fato em honra de Portugal, para comemorar antecipadamente o 25 de abril.

É o décimo ano consecutivo que a atração turística e ícone da capital belga se veste com o fato da confraria dos vinhos do Porto, que inclui uma camisa branca com o tradicional bordado minhoto e uma bandeira nacional. Todos os anos por esta altura a estátua é vestida com esta roupa para coincidir com o 25 de abril e como forma de comemoração.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:03

 

Cinco ex-administradores da CGD insistem em opor-se à divulgação de rendimentos

O actual presidente da Bolsa de Lisboa recusa entregar a declaração de património e dois outros elementos da equipa de António Domingues apresentaram pedido de sigilo, mesmo depois de se saber que este tinha sido recusado ao presidente da Caixa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:42

 

 

Rotweiller deixa criança desfigurada. Dono fugiu com o cão

Animal deixou ainda mais duas pessoas feridas em Matosinhos.

De acordo com a PSP, o cão andaria na via pública sem trela e sem açaime, acompanhado do dono que, após o ataque, fugiu com o animal.

 

Todos os anos morrem pessoas, geralmente crianças e idosos porque têm menos capacidade de defesa, por causa de donos que não sabem ter cães de raças perigosas. No entanto, nada muda...

É rara a vez que numa caminhada não encontre cães à solta que, assim que nos vêem, desatam a galope para cima de nós. Não conhecemos os cães nem os donos e os donos não têm que partir do princípio que as outras pessoas querem ser lambidas, empurradas, molhadas ou cheiradas pelos seus cães. É uma falta de respeito que a maioria não compreende porque se lhes dizemos que preferíamos que os cães não viessem para cima de nós ficam ofendidos e ainda os atiçam mais.

 

Para quando uma carte de posse de cão e a proibição de posse de certos cães a pessoas sem condições físicas, psicológicas ou de cidadania para os ter?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

 

 

 

Cientistas lançam ‘Carta aberta’ contra a exploração de petróleo

“A exploração de combustíveis fósseis em Portugal é, justamente, um dos grandes problemas que temos de enfrentar do ponto de vista da cidadania e das ciências que fazemos”, escrevem, argumentando que “a persistência de uma economia predadora do carbono inviabiliza os compromissos políticos nacionais assumidos nas Cimeiras do Clima e defrauda as expectativas das populações”.

 

Sublinhando os riscos que a exploração de hidrocarbonetos tem para “os territórios, mares e rios, a atmosfera, formas e cadeias de vida insubstituíveis”, assumem optar por “um compromisso com o planeta Terra e as vidas que humanas e não-humanas que dele dependem”.

 

No próximo sábado, 29 de abril, os signatários juntar-se-ão a muitos outros activistas em Lisboa, Porto e Aljezur na Marcha Mundial do Clima. O movimento que tem na base a contestação às políticas da administração Trump a favor dos combustíveis fósseis estende-se a centenas de outras cidades espalhadas pelo mundo.

 

Em Portugal, o combate aos combustíveis fósseis será o mote para muitas das palavras de ordem. João Camargo, do movimento Climáximo, uma das entidades organizadoras das três marchas nacionais sublinha que “é preciso reagir à autorização dos furos de prospeção de petróleo ao largo de Aljezur, de Peniche e on shore na zona de Alcobaça". O ambientalista argumenta que "Portugal não pode avançar com a exploração de combustíveis fósseis, quando é necessário cortar radicalmente as emissões de gases com efeito de estufa".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:00


SSDD

por beatriz j a, em 24.04.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 05:58


Nocturna

por beatriz j a, em 23.04.17

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


Wake up call

por beatriz j a, em 23.04.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:04


Dia da Terra IV

por beatriz j a, em 22.04.17

 

 

The 2016 SkyPixel Photo Contest

Image: Hambing Wang/ Sky Pixel 

 

 

 Image:  Krzysztof Browko

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:01

g.a


3-8-12


Pág. 1/7



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank