Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Poesia ao anoitecer

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

All'amore non si resiste
perché le mani vogliono possedere la bellezza
e non lasciare tramortite anni di silenzio.
Perché l'amore è vivere duemila sogni
fino al bacio sublime.

 

(Alda Merini)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:11


Nocturna

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16


Mentes brilhantes e outras divagações

por beatriz j a, em 31.10.16

  

 

Uma mente brilhante, é uma mente que tem algo de particular que a faz brilhar entre as outras. Apreciamos uma mente bonita como quem aprecia um edifício com uma arquitectura com estilo um próprio, original e, ao mesmo tempo bela, funcional e significante. Alguns são edifícios brutalistas, outros fortalezas, outros poéticos, elegantes, outros ainda minimalistas. Outros raros têm a majestade dos himalaias e o brilho das estrelas na hora que anuncia a madrugada. Sendo a mente, não uma estrutura inanimada mas orgânica, viva e dinâmica, o seu brilho aumenta à medida que aumenta o seu escopo, seja em profundidade, seja em abrangência, sendo que as mais brilhantes e raras conseguem evoluir em espiral - uma espiral sugere uma ascese ao infinito no seu círculo mais largo e uma profundidade radical no ponto oposto. 

Isto vem a propósito de andar a reler Platão e ficar sempre mesmerizada com a beleza e o alcance do intelecto do indivíduo. A arquitectura conceptual dele, a maneira como progride numa espécie de cerco aos problemas: considera as hipóteses possíveis, testa-as com argumentos com outros, descarta as inconsistentes até chegar à que reune mais consenso por resistir às críticas a que as outras não resistiram. É honesto nesta dialéctica das hipóteses, como lhe chama. Platão, como se sabe, acolhia e incentivava a crítica na Academia, tanto que o seu mais brilhante discípulo -Aristóteles- foi também o seu maior crítico. 

Quando leio Platão e vejo o trabalho colaborativo do pensamento e comparo com o que hoje em dia se chama filosofar, uma espécie de batalha de argumentos para ver quem ganha parece-me que a Filosofia atravessa uma grande crise sofista e que o que se faz, grosso modo, nas Universidades, é pouco interessante, uma hiperespecialização em pormenores de interpretação de texto e não um trabalho de cerco a problemas. E há tantos problemas para resolver...

A inteligência é um grande turn-on. No doubt about it.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:12


Dos livros da estante - Da bravura

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

Li, há bocado, este livrinho que tinha aqui já há um par de anos para ler. É impossível não ficarmos impressionados com a bravura e o ânimo desta gente que sem equipamentos nem proteção contra os elementos se punha a caminho dos sítios mais inóspitos e aguentava tudo e mais alguma coisa sem esmorecer.

 

IMG_0051.jpg

 

daqui:

IMG_0050.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:17


Kama-Sutra da leitura

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

imagem da net 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:41


Morri a rir :)))

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:43


Promessas, promessas...

por beatriz j a, em 31.10.16

 

 

Orçamento da educação com menos 170 milhões 

Também a despesa com pessoal vai cair 280 milhões.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27

 

 

Os apresentador@s da TV pública vão deixar de ganhar salário de banqueiro e vão passar a ganhar salário indexado aos escalões da função pública enquanto os programas forem uma porcaria, a TV der prejuízo e tivermos que pagar taxa de TV.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40

 

Autarcas deixam de ser punidos por dinheiro mal gasto

 

Vão ser criados vários escalões consoante o montante mal gasto - a promoção pode ir de um lugar no parlamento até um cargo de chefe de gabinete de secretário de Estado (dependendo do número de falsas licenciaturas que conseguir pôr no Diário da República) ou mesmo um cargo de ministro ou primeiro ministro, este último dependendo do carisma com que vive à pala em Paris. Enfim, uma medida para atrair autarcas honestos, conscienciosos e zeladores do bem público. Aplaudimos mais este gesto de Costa de enorme respeito pelo povo do país que lhe paga a vidinha boa há mais de 40 anos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:01


Pérolas de sabedoria dos nossos líderes

por beatriz j a, em 30.10.16

 

 

"O mundo está caótico" (Guterres) - precisamos imenso que o secretário geral da ONU faça estas declarações originais e bombásticas, autênticas pérolas de sabedoria que ajudam imenso a resolver problemas.

 

António Costa também se referiu a este assunto para lembrar que Portugal e Espanha são os dois únicos países da União Europeia onde o populismo xenófobo nunca teve êxito. Epah, Costa, não há aqui populismo xenófobo porque não temos imigrantes e não os temos porque eles não querem vir para cá e não querem vir para cá porque vocês dão cabo do país aí nos Passos Perdidos e estamos pobrezinhos, estás a ver? [desculpa lá o tuteio] São meia dúzia que entram. O pessoal até lhes acha piada. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38


Nocturna

por beatriz j a, em 30.10.16

 

 

 

 would you?

 

 

 

Intemporal

como a melancolia

e o crepúsculo

serei

a vontade de ser

tudo e nada

cotovia.

 

Escorial da verdade

que subleva

em mim a força

e o sonho,

intemporal, serei

morte e vida

 

Duarte Galvão, L. M. em 1953 (incompleto)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:20


Coisas que me fazem rir

por beatriz j a, em 30.10.16

 

 

Quando vou ao Kindle e ao iBooks e começo a passar os livros em destaque acho-os caros (20 e 30 dólares!!), até que chego à secção de livros free ou de preços que vão até 5 dólares, no máximo: são livros de filosofia (obras completas de filósofos todas de borla ou por 3 dólares), são os clássicos e outros livros interessantes de ensaístas, poetas, etc. Uma pessoa constrói uma biblioteca com livros que são praticamente impossíveis de encontrar em papel, de borla ou por uma meia dúzia de dólares!! Acho lindo!! :)) 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


Das coisas que fazem bem à alma

por beatriz j a, em 30.10.16

 

 

Caminhar na Natureza intocada.

IMG_0041.jpg

 

Beber uma Leffe Brune fresquinha ao almoço.

IMG_0049.jpg

 

 

Distanciar-se de notícias deprimentes, como por exemplo:

- o ministro da educação sacrificou o secretário de estado para manter o fraudulento das licenciaturas no cargo e primeiro ministro sacrifica o interesse do povo para manter o ministro apoiante do fraudulento das licenciaturas no cargo. A ética destas pessoas é como a ética de outras iguaizinhas que eu cá sei...

Uma pessoa gostava de poder repeitar os políticos do país mas assim não é possível.

António Costa mantém confiança no ministro da Educação

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27


Coisas da UE que dão que pensar

por beatriz j a, em 30.10.16

 

 

O UKIP tem, neste momento, apenas 11% das intenções de voto em Inglaterra. Nunca tiveram muito mais que isso mas, no entanto, conseguiram criar um ambiente de ardor xenófobo tão grande que mais de metade dos ingleses votou para sair da UE. Por aqui se mostra que não é preciso uma grande força para influenciar votos: basta uma força que explore a revolta, os medos e ambições das pessoas. (Britain: narcissist nation).

 

Quando pensamos nisso a posição inglesa parece louca: não é como se pudessem, saindo da UE, escorregar no mapa e ir parar a outro continente com outros países com quem possam negociar... vão ficar à mesma na Europa, vão precisar que os países da Europa lhes comprem os produtos, mas agora com muito menos influência e numa posição de fraqueza em vez de força.

Só que o Brexit não foi um voto útil, foi um voto emocional. O Brexit não foi só motivado pelos discursos xenófobos ingleses do UPIK, a Alemanha e a França também tiveram responsabilidades nisso porque a UE não é uma mera agregação de países por motivos económicos - há forças históricas e psicológicas em jogo.

 

A UE era uma espécie de Cerberus, esse monstro grego de três cabeças que seduz os humanos ao Hades mas depois não os deixa sair e come os que o tentam. As três cabeças desta UE eram a Inglaterra, a Alemanha e a França.

A França já teve um império e já mandou no mundo. Isso foi há muito tempo e já não vivem o luto da perda do Império mas ainda têm a pretensão de ser o farol do ideal de civilização humana dentro da UE. A Inglaterra está em pleno luto da perda do Império. O culto quase religioso à Rainha, que é do tempo desse Império e, portanto, um testemunho, ainda vivo, da sua grandeza no mundo, (quando ela morrer a monarquia vai entrar em crise porque o filho não é presença mnésica de coisa alguma) é a face visível dessa nostalgia de grandeza. A Alemanha viveu uns séculos em grande despeito por não ter um Império, ao lado de países, todos eles, com Impérios para mostrar nos seus pergaminhos. Fez duas tentativas, pela negativa, que deram muito mau resultado e viu agora, com a UE, a oportunidade de realizar essa ambição pela positiva.

Neste jogo psicológico de alimentar a vaidade que é o patriotismo (a não ser em tempos de guerra, em que é uma necessidade), onde todos querem ser grandes (os líderes ingleses passam o tempo a dizer que vão fazer a Inglaterra outra vez great [parecem o Trump], os franceses a lembrar o passado grandioso da França e os alemães a gabarem-se da UE falar alemão, por assim dizer) a Inglaterra lutava contra o domínio da Alemanha e contra uma aliança germano-franca, situações que a diminuiam, impediam as suas pretensões de importância no mundo e faziam ressurgir os contenciosos históricos com esses dois países, ainda muito presentes, sobretudo o da Alemanha, no imaginário inglês. Ora, o domínio da Alemanha e uma aliança franco-germana (os franceses vêem nessa aliança a única maneira de se manterem importantes na UE) foi exactamente o que se passou.

Que a Alemanha, sobretudo, não tenha compreendido e continue a não compreender que esta tentação de imperialismo é uma estaca ferrugenta cravada no espírito que esteve subjacente à ideia de uma união de países europeus, que foi a ideia de convivência pacífica em termos de igualdade, é uma das razões que muito influenciaram o Brexit.

Como diz o autor do artigo, a população da UE representa zero vírgula qualquer coisa por cento da população mundial e daqui a uns poucos anos a sua economia também.

A Europa devia estar a pensar em unir-se e valorizar o que tem de efectivo valor para o mundo que é uma certa ideia de democracia, de respeito pelos direitos humanos, de cooperação (e não apenas competição) e de busca de entendimentos. Se é preciso riqueza para isso? Pois é, mas essa riqueza vem de se criar uma verdadeira união e não um Cerberus de patriotismos autofágicos. 

Por consequência, pensar a união levando em conta o futuro que se quer, o passado histórico e o presente psicológico dos países que a compõem devia ser a tarefa mais urgente da UE e não jogar ao jogo da cadeira que atira sempre alguém para fora.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:16


Diz o roto ao nu...

por beatriz j a, em 29.10.16

 

 

O susto passou, mas como foi possível Trump chegar tão longe? (Maria de Lurdes Rodrigues)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29

 

 

Sócrates nega suspeitas de não ser o autor de novo livro

Antigo primeiro-ministro lançou nova obra e acusa MP de campanha para o denegrir.

No lançamento do livro - cuja apresentação foi da responsabilidade do deputado socialista Sérgio Sousa Pinto - estiveram o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, a ex-candidata presidencial Maria de Belém, o secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, o secretário-geral da UGT, Carlos Silva, e o seu antecessor João Proença.

Os ex-membros de governos de José Sócrates como Pedro Silva Pereira, Mário Lino, Paulo Campos e José Junqueiro também marcaram presença, assim como o antigo comissário europeu socialista António Vitorino e as deputadas Joana Lima e Isabel Santos.

 

Quem está presente é conivente e o acto tem grande significado político. Uma pessoa bem queria ter respeito pelos políticos do país mas assim é difícil.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 07:25


Uma outra maneira de conhecer a arte

por beatriz j a, em 28.10.16

 

 

...uma experiência full immersion

A partir de 25 de Outubro no Palazzo degli Esami em Roma. Uma boa ocasião para ir a Roma...

A mostra utiliza la tecnologia SENSORY4™, um sistema único com projectores de alta definição e um som surround num ambiente multi-screen. Ao som de Vivaldi, Ledbury, Tobin, Lalo, Barber, Schubert, Satie, Godard, Bach, Chabrier, Satie, Saint-Saëns, Godard, Handel.

 
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38

 

 

Novo caso de falsa licenciatura. Demite-se chefe de gabinete de secretário de Estado

Nuno Félix  mencionou, para o despacho de nomeação publicado em Diário da República, que possuía duas licenciaturas: uma em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa e outra em Direito na Universidade Autónoma de Lisboa. De acordo com o jornal ambas as instituições negaram esta situação.

 

Observador refere que o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, tinha conhecimento do caso mas decidiu manter o chefe de gabinete em funções. João Wengorovius afirmou que quis afastar Nuno Félix mas que foi o próprio ministro da Educação que o impediu. No passado més de Abril, Wengorovius acabou por se demitir, por "estar em desacordo" com o ministro da Educação. Félix manteve-se no cargo.

O ministro preferiu deixar cair o governante (em meados de abril) e manter o seu amigo Nuno Félix. 

 

UAU!! Duas falsas licenciaturas? Então foi por isto que o Wengorovius se demitiu... isto diz muito deste ministro da educação...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28


Os mete-nojo em acção

por beatriz j a, em 28.10.16

 

 

Domingues não entrega declaração de rendimentos

Novo presidente da Caixa pediu um parecer jurídico, que pretende entregar no TC, justificando a não necessidade da entrega de uma declaração de rendimentos, confirmou o PÚBLICO.

 

Caixa paga três milhões de euros a consultora contratada por Domingues antes de tomar posse

 

 

Como se pode confiar num indivíduo que antes de tomar posse já está a usar dinheiro alheio sem pedir autorização, cujas prioridades são exigir salários altíssimos para não ter a tentação de meter a mão no cofre e que exige que a lei se altere para poder esconder os rendimentos como se não estivesse a trabalhar numa instituição de dinheiros públicos? Claramente é alguém sem noção de serviço público.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07

 

 

Porque o Medina que se gaba de estar cheio de dinheiro usa-o para abater árvores e fazer obras de fachada.

 

Image may contain: crowd, one or more people and indoor
Mariana Jardim De Vasconcelos at Metro De Lisboa. 
 

Bem-vindos ao metro de Lisboa.
Aqui um sujeito paga 1,40€ por uma viagem.
Paga 6€ por um dia de "livre trânsito".
35€ por um mês de passe.
Ou até 44€ por mês se pretender usar as linhas de comboio dentro da área urbana de Lisboa. (Ressalve-se que, quem precisar de se movimentar dentro do distrito de Lisboa: linhas de Sintra, Azambuja, Praias do Sado ou Cascais, poderá pagar até 97€/mês.)
Até aqui, tudo bem. Usufruímos, pagamos. Tudo correto.
Correto permaneceria se, as linhas de metro não estivessem SEMPRE atafulhadas de gente. Ora, é este cenário dantesco que acontece todos os dias. Vide a imagem anexada, fala por si só. (Autoria de Tomás De Aragão Mota na estação do Cais do Sodré)
A juntar a esta imagem, podem imaginar o caos que são os encontrões, os empurrões, o típico passar à frente "porque estou atrasada!". "Oh minha senhora, também eu estou atrasada." Todos estamos, perante este caos.
E não vale tão pouco a pena, dizerem que se vá mais cedo. Eu já fui mais cedo. O metro está caótico a manhã inteira e a tarde/noite inteira.
Em horas de ponta há metros a circular de 8 em 8 minutos! OITO, como é que é possível?! Pior, a linha verde, circula em hora de ponta com umas míseras TRÊS carruagens!!!
Já para não falar nas estações que "sofrem" de correspondência com linhas de comboio e/ou de outras linhas de metro. O caos a quadruplicar.
O serviço de transportes públicos é de magna importância para um bom funcionamento dos serviços públicos e privados do nosso país. Funcionários atrasados geram menor/inferior produtividade. Responsável por este efeito bola de neve de caos não acontecer? O bom desempenho dos transportes públicos. Pois é, dependemos do vosso bom trabalho e funcionamento.
Posto isto, meus caros senhores responsáveis pelos transportes, eu pago, é um dever pelo usufruto que possuo MAS, POR FAVOR, dignem-se a prestar um serviço digno. Pois esse, é um direito meu. Bom. Ou muito bom. Não razoável, muito menos mísero.
Grata.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

g.a


3-8-12


Pág. 1/8



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank