Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Layers

por beatriz j a, em 30.04.15

 

 

 

By Jakub Sławiński

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:40

 

 

 

Esta música tão lânguida e bela cantada numa voz doce arrastada, num filme tão crú e belo e triste, triste, triste... está toda nos versos que são cantados.

 

 

 

 

Lyrics:

 

 

THIS IS MY LAND

This is Timbuktu, my home land,

Where the children are mourning from gloom,

This is my land,

Timbuktu «the Maliba»,

The land of love,

The land of warmth,

The land of dignity,

Here is my Nation...

Why are we crying?

Why are the children crying?

Why are the young crying?

Cause of unfairness,

Cause of violence,

Fearing the future...

Here is my home

Stop crying

Cause no matter what,

Timbuktu will remain

 

.....

 

C'EST MA TERRE

Il s'agit de Tombouctou, ma terre d'accueil,

Où les enfants pleurent de morosité,

Il s'agit de ma terre,

Timbuktu « le Maliba »,

La terre de l'amour,

La terre de la chaleur,

La terre de dignité,

Voici ma Nation...

Pourquoi sommes-nous crier ?

Pourquoi les enfants pleurent ?

Pourquoi les jeunes pleurent ?

Cause de l'iniquité,

Cause de la violence,

Craignant l'avenir...

Voici ma maison

Arrête de pleurer

Causer n'importe quoi,

Timbuktu restera

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05


Não percebo estas [não]notícias

por beatriz j a, em 29.04.15

 

 

 

Qual é o problema disto? Complexos colonialistas? Não entendo... se o investimento vier da China ou da Alemanha é mais digno...? Menos indigno...?

Portugal "está a tornar-se uma colónia financeira de Angola"

Artigo publicado no Politico  refere que a classe média angolana "fez de Lisboa o seu recreio durante a última década, desfrutando de gastos excessivos nas boutiques de gama alta da Avenida da Liberdade".



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19

 

 

 

PSD, CDS e PS enterraram o documento polémico que previa a apresentação prévia pelos meios de comunicação social de um plano de cobertura da campanha eleitoral e sua aprovação por uma comissão mista, a mudança da lei actual, que data de 1975, pode mesmo estar em causa. 

 

Não há uma única pessoa inspiradora neste simulacro em que se tornou a política. Ninguém que ultrapasse o nível da mediocridade do ganho partidário, ninguém com quem nos possamos identificar. Só gente com instintos de pequeno tirano, de abusos, de negociatas com os opositores em tréguas utilitaristas para se manterem no poder... e infestaram toda a sociedade com estes hábitos como um cancro que espalha metasteses. E não só em Portugal. Quem olha para a Europa vê pequenos líderes, medíocres e de vistas curtas, fechados em esquemas de ganhos e perdas pessoais, de crenças religiosas em ideologias mumificadas, políticas e económicas. Um deserto de valores e de pessoas de valor. E se de vez em surge alguém acima da mediocridade tratam de o matar e comer, ou atirá-lo aos lobos, muito rapidamente, para poderem voltar à rotina da distribuição de dinheiros e cadeiras. Não querem saber de ninguém a não ser de si mesmos. Os outros são um instrumento do seu pequeno sucesso e só nessa medida, na medida em que contribuem para o seu pequeno sucesso, lhes dão alguma atenção, sempre instrumental.

 

 é isto... o pequeno bisonte atirado aos lobos pelo grande bisonte é um dos gregos, não o político, esse é o grande bisonte que escapa desta maneira, mas o outro...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:27


O estado a que as coisas chegaram

por beatriz j a, em 29.04.15

 

 

Mãe de aluna acusada de sequestrar e agredir professora

 

Há um excesso de violência na sociedade que é visível no número e qualidade dos crimes que diariamente se noticiam. O Estado é agressivo contra as pessoas, os empregos [quando os há] são agressivos, injustos, com excesso de horas e pagamentos indignos, os serviços de suporte social estão em falência devido a sucessivos governos tudo cortarem para se sustentarem a si, aos amigos e aos defensores da austeridade, as escolas estão a abarrotar com turmas, a abarrotar com professores sobrecarregados de turmas e de trabalho, a televisão é violenta, quase todos os programas são de agressão e de violência sexual... quem paga são os professores que são quem está à mão... dantes também havia pais e alunos mal formados, pois pessoas de má índole não são de invenção recente. No entanto, a sociedade não tinha o nível de agressividade permissiva que tem hoje e as escolas, como se sabe, são pequenas amostras do tecido social. A agressividade dos pais é uma agressividade deslocada: não podendo bater no Estado, no patrão, no fisco, batem nos filhos e depois nos professores. O facto da escola ter sido desfigurada nos seus propósitos e na sua autoridade pela senhora Rodrigues, por este Crato e por todos os cúmplices que os sustentam, em palavras e actos, não ajuda, antes pelo contrário. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:50


Não consigo perceber a 'bondade' desta greve

por beatriz j a, em 29.04.15

 

 

150 pilotos da TAP tentam solução para evitar greve de dez dias

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:33


Alguém me disse hoje...

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 

 

...[porque, confesso, não o li] que o famoso documento dos economistas do PS é mais ou menos como as contas do futebol quando as hipótese de ganharmos um campeonato ou, pelo menos, não o perdermos, são já só matemáticas pois tudo depende de 'ses' - também no documento tudo depende de 'ses'... 'se' o petróleo... 'se' o crescimento internacional... 'se' as exportações... 'se'... 'se... 'se'...

Como é sabido, quando chegamos à situação de grandes cálculos matemáticos para provar que temos uma hipótese muito remota de ganhar, perdemos sempre. Isso a mim preocupa-me.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:44


Que tristeza...

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 
 

Progressos começaram após o Eurogrupo de Riga, na passada sexta-feira, a que se seguiu um "afastamento" de Varoufakis das negociações. 

 

Bruxelas não comenta "afastamento" de Varoufakis, mas fala finalmente em progressos

 

Mercados financeiros animam-se com "despromoção" de Varoufakis

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:51


É bom ver o regulador a regular

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 

Banco de Portugal detecta irregularidades em 75 instituições bancárias

 

Acho que já está mais que mostrado que a ideia das instituições e dos mercados se regularem a si mesmos é uma ideologia e nada mais... como o comunismo ou outra coisa qualquer... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:39


Pequenas jóias

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 

 

Teatro opera di Villa Aldrovandi Mazzacorati BOLOGNA, ITALY, 2014

tirado daqui

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:37


Exacto!!!

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 

Silva Peneda: "A machada na classe média foi ao nível da indignidade"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16

 

 

Nesta sisterhood universal, nesta solidariedade entre mulheres que, por conta da ignorância e perversidade dos governos tirânicos e sexistas dos seus países, se vêem mais como cidadãs do planeta que como cidadãs de seus países e não se conformam à submissão escravizante, procurando a força das outras/os pelo mundo fora. [E brotherhood, porque não, se há milhões de homens a lutar pela liberdade, também?]

Quem sabe se isto não inspira um movimento global, planetário, de mulheres ajudarem-se umas às outras a libertarem-se da tirania dos homens ignorantes e perversos que insistem em querer submetê-las à escravidão? 

 

A significant portion of women in society, faced with the incompetence of the political system in Iran in attending their demands, have broken away with internal geographic boundaries, and moved towards global trends, regarding themselves as global citizens instead. These efforts enunciate a loud and clear “NO” to Iran’s current dominant system, and My Stealthy Freedom’s page is representative of this major trend of demand for freedom and equality.

 

Photos du livre “Trente Ans” (Une chronologie illustrée de la révolution Islamique)
Contenu et photos fournies par Behnam Gholitabar, journaliste.

‪#‎MyStealthyFreedom‬

‫#‏آزادی‌یواشکی‬
#mystealthyfreedom

 
'‎With English translationدر میان تغییراتی که از سال‌ها پیش در ایران آغاز شده هیچ تغییری به اندازه تغییر باور‌های دینی٬ زندگی شخصی٬ خانوادگی و روابط جنسی مردم این کشور مهم نیست.در این حوزه‌ها «انقلابی آرام» در جریان است که مناطق و فرهنگ‌های مختلـف شهری و روستایی را در برگرفته و استقلال و آزادی همه‌جانبه زنان یکی از مهمترین خواسته‌ها و رویکرد‌های آن است.بخش قابل توجهی جامعه زنان پس از ناکارآمدی نظام سیاسی ایران در پاسخگویی به مطالبات خود٬ مرز‌های داخلی را شکسته به سوی الگو‌های جهانی متمایل شده و خود را شهروند جهان تلقی می‌کنند. این اقدام یک «نه بزرگ» به الگوی مسلط جامعه است که صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان در ایران» بخشی از این جریان کلان آزادی‌خواه و برابری‌طلب را نمایندگی می‌کند.تشبیه اشکال روزمره کنش و مقاومت صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان» در جنبش «سبک زندگی» ایران به صخره‌های «مرجانی» نشان می‌دهد چگونه جاندارانی نرم و انعطاف‌پذیر در کنار هم قرار گرفته و پیکره‌هایشان، صخره‌های عظیم و غیرقابل نفوذی مقابل ارزش‌های مسلط حاکمیت ساخته‌اند.صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان در ایران» صدای ناشنیده آن دسته از مادرانی نیز هست که در راهپیمایی بی‌نظیر و فراموش شده ۱۷ اسفند ماه سال ۱۳۵۸ به خیابان‌های تهران آمده و علیه حجاب اجباری دست به راهپیمایی زدند.عکس ها از کتاب «سال سی» (وقایع‌نگاری مصور انقلاب اسلامی)بهنام قلی تبار روزنامه نگار این مطلب و عکس ها را برای صفحه ارسال کرده است.Here's an English translation:Amongst the changes that have been set in motion in Iran over the past years, none have been as significant as those in people’s religious beliefs, personal and family lives, and gender relations.In these matters, a “silent revolution” is at play, which encompasses a variety of urban and rural areas and cultures, and the independence and unconditional freedom of women has been one of its most critical aspects and demands.A significant portion of women in society, faced with the incompetence of the political system in Iran in attending their demands, have broken away with internal geographic boundaries, and moved towards global trends, regarding themselves as global citizens instead. These efforts enunciate a loud and clear “NO” to Iran’s current dominant system, and My Stealthy Freedom’s page is representative of this major trend of demand for freedom and equality.The daily struggles and resistance portrayed in My Stealthy Freedom’s page is metaphorically akin to coral reefs, where a legion of soft and flexible organisms organize side by side to form gigantic impregnable reefs against the dominant values imposed by those in power.My stealthy freedom’s page is the unheard voice of the mothers who took to the streets of Tehran on March 7, 1980, to march in protest of the mandatory veil.Photos from the book: “Thirty Years” (An Illustrated Chronology of the Islamic Revolution)Content and photos provided by Behnam Gholitabar, journalist.#آزادی‌یواشکی#mystealthyfreedom‎'
'‎With English translationدر میان تغییراتی که از سال‌ها پیش در ایران آغاز شده هیچ تغییری به اندازه تغییر باور‌های دینی٬ زندگی شخصی٬ خانوادگی و روابط جنسی مردم این کشور مهم نیست.در این حوزه‌ها «انقلابی آرام» در جریان است که مناطق و فرهنگ‌های مختلـف شهری و روستایی را در برگرفته و استقلال و آزادی همه‌جانبه زنان یکی از مهمترین خواسته‌ها و رویکرد‌های آن است.بخش قابل توجهی جامعه زنان پس از ناکارآمدی نظام سیاسی ایران در پاسخگویی به مطالبات خود٬ مرز‌های داخلی را شکسته به سوی الگو‌های جهانی متمایل شده و خود را شهروند جهان تلقی می‌کنند. این اقدام یک «نه بزرگ» به الگوی مسلط جامعه است که صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان در ایران» بخشی از این جریان کلان آزادی‌خواه و برابری‌طلب را نمایندگی می‌کند.تشبیه اشکال روزمره کنش و مقاومت صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان» در جنبش «سبک زندگی» ایران به صخره‌های «مرجانی» نشان می‌دهد چگونه جاندارانی نرم و انعطاف‌پذیر در کنار هم قرار گرفته و پیکره‌هایشان، صخره‌های عظیم و غیرقابل نفوذی مقابل ارزش‌های مسلط حاکمیت ساخته‌اند.صفحه «آزادی‌های یواشکی زنان در ایران» صدای ناشنیده آن دسته از مادرانی نیز هست که در راهپیمایی بی‌نظیر و فراموش شده ۱۷ اسفند ماه سال ۱۳۵۸ به خیابان‌های تهران آمده و علیه حجاب اجباری دست به راهپیمایی زدند.عکس ها از کتاب «سال سی» (وقایع‌نگاری مصور انقلاب اسلامی)بهنام قلی تبار روزنامه نگار این مطلب و عکس ها را برای صفحه ارسال کرده است.Here's an English translation:Amongst the changes that have been set in motion in Iran over the past years, none have been as significant as those in people’s religious beliefs, personal and family lives, and gender relations.In these matters, a “silent revolution” is at play, which encompasses a variety of urban and rural areas and cultures, and the independence and unconditional freedom of women has been one of its most critical aspects and demands.A significant portion of women in society, faced with the incompetence of the political system in Iran in attending their demands, have broken away with internal geographic boundaries, and moved towards global trends, regarding themselves as global citizens instead. These efforts enunciate a loud and clear “NO” to Iran’s current dominant system, and My Stealthy Freedom’s page is representative of this major trend of demand for freedom and equality.The daily struggles and resistance portrayed in My Stealthy Freedom’s page is metaphorically akin to coral reefs, where a legion of soft and flexible organisms organize side by side to form gigantic impregnable reefs against the dominant values imposed by those in power.My stealthy freedom’s page is the unheard voice of the mothers who took to the streets of Tehran on March 7, 1980, to march in protest of the mandatory veil.Photos from the book: “Thirty Years” (An Illustrated Chronology of the Islamic Revolution)Content and photos provided by Behnam Gholitabar, journalist.#آزادی‌یواشکی#mystealthyfreedom‎'

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:34

 

 

 

Natural redhead banned from school for having hair that's too bright

Auburn-haired pupil Emily Reay, 17, is told her hair colour is inappropriate and she is barred from lessons until she changes her appearance

 

Teachers at Trinity School, Carlisle, Cumbria, decided the colour was inappropriate. 

Now, during her last year of A-levels, Emily - who is naturally auburn - has been told she is banned from lessons until she changes her appearance.

They claim they were told that Emily's hair colour needed to be changed by this Monday or she would not be allowed to continue her education.

The school said:“We have a high achieving Sixth form; last year’s results were in the top 12% nationally. We achieve this because of our policy of maintaining high standards in all that we do. 

“We expect our Sixth form students to be excellent role models for the rest of our students and the vast majority of our school community supports us in that.”

 

Uma rapariga para ser aceite em escolas religiosas tem que cumprir certos padrões de qualidade essenciais para o sucesso académico, como por exemplo, não ter o cabelo ruivo, que é uma ofensa... mas onde é que Deus tinha a cabeça quando criou pessoas com cabelos vermelhos??!! Sobretudo mulheres, que devem ser modestas, recatadas, virgens, devotas, submissas... não se percebe...

É evidente que uma rapariga não pode ter o cabelo de uma cor que dê nas vistas pois isso desafia os objectivos do colégio e da sociedade: ser uma idiota standardizada, educada para se conformar ao 'papel' que a religião e a sociedade têm para ela.

Haja paciência...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:49


Bom dia

por beatriz j a, em 28.04.15

 

 

 

 Johann Jakob Walther - da: Horti Itzsteinensis, XVII sec., Victoria and Albert Museum

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:34

 

 

Parlamento Europeu procura assistentes/contínuos. Salário mensal ronda os 2300 euros

 

Os profissionais a serem recrutados terão que assistir os membros e outros dignitários do Parlamento Europeu durante as sessões do plenário, reuniões e eventos.

Ao nível da formação, os interessados terão que uma educação pós-secundário ou ter concluído o ensino secundário e possuir, pelo menos, três anos de experiência profissional relevante.

...salário mensal de 2345 euros, assim como a um seguro de saúde e pensão.

 

... quando vejo que um tipo com o secundário, para fazer de moço de recados ganha mais, no início da sua carreira, do que eu ao fim de quase 30 anos de trabalho. 2345 euros, fora o resto que o pessoal em Bruxelas recebe por fora... ajudas, viagens, férias à toa, casa, carro, etc...

É assim que vemos que os nossos salários são miseráveis quando comparados com o resto da UE.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00


Porque é que os violadores não param?

por beatriz j a, em 27.04.15

 

 

 

Porque o crime compensa... se violar uma menor leva três anos [quer dizer que se for uma adulta leva... o quê?... três horas...??] Calculo que os dez anos só levam os que já deram cado de umas dezenas de miúdas... e os que violaram poucas, vão com pena suspensa, vêm cá para fora e vá de estragar a vida a outra pessoa, para se divertirem. 

 

Menina de 12 anos que engravidou após ser violada pelo padrasto está impedida de abortar

 

O alegado violador já foi detido pela PJ de Lisboa e terá confessado o crime, sendo hoje presente a um juiz. A lei prevê pena de três a dez anos de prisão por abuso sexual de menor de 14 anos e, se houver gravidez, o crime é agravado de seis a 20 anos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55


Citando RAA citando Nietzsche

por beatriz j a, em 27.04.15

 

 

... e pensando na garota com cancro que foi despachada da escola (4 posts mais abaixo).

 

É o meu nojo, e não o meu ódio, que me devora a grandes dentadas a vida!
Nietzsche
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08


Post para fanáticos de livros

por beatriz j a, em 27.04.15

 

 

 

No outro dia, no início de uma aula, dei com um aluno com um livro aberto enfiado na cara, as mãos a pressioná-lo de encontro à cara. Ficou assim algum tempo. Estava a cheirar o livro :)) Não lhe disse nada, mas dei comigo a sorrir e a lembrar-me da frase do Anatole France, esse mesmo que nasceu numa livraria e viveu toda a vida entre livros, Il n’y a pas de véritable amour sans quelque sensualité. On n’est heureux par les livres que si l’on aime à les caresser. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:05


Do significado das palavras

por beatriz j a, em 27.04.15

 

 

Intelectual - pessoa de cultura e de gosto pelas coisas do espírito; relativo ao domínio do entendimento, do intelecto, pessoa que cultiva as coisas do espírito; pessoa que tem gosto, quase exclusivo pelo saber literário ou científico ou que a este se dedica. (Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Ed. e Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, ed. Verbo)

Pensador - filósofo; pessoa que medita, que estuda, que faz considerações pessoais e profundas sobre assuntos de natureza filosófica, política, religiosa... (Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Ed. e Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, ed. Verbo)

 

Todos os filósofos são pensadores, mas nem todos os pensadores são filósofos;  todos os pensadores e todos os filósofos são intelectuais; nem todos os intelectuais são pensadores ou são filósofos; todos os pensadores e todos os filósofos tem um ponto de vista pessoal sobre os assuntos que estudam mas, nem todos fazem doutrina; os intelectuais podem, ou não, ter um ponto de vista pessoal sobre os assuntos que estudam: alguns são eruditos e falam com legitimidade sobre os assuntos mas sempre referindo autoridades externas, outros têm pontos de vista próprios sobre os assuntos mas não têm um pensamento original sobre um assunto, pois se o têm já são mais que intelectuais, são pensadores ou filósofos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

g.a


3-8-12


Pág. 1/11



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank