Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

 

 

Pacto de Redenção. Sul da Europa recebe ajuda se empenhar ouro e tesouros nacionais

Por Sérgio Soares, publicado em 31 Maio 2012 - 03:10 | Actualizado há 17 horas 53 minutos

Através do novo pacto, e sem ser através de eurobonds, as economias do Sul podem ser financiadas a juros baixos

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08


ISTO é preocupante

por beatriz j a, em 31.05.12

 

 

 

FMI livrou-se de António Borges porque não estava à altura do trabalho"

O FMI disse-me que se livraram dele [António Borges] porque não estava à altura do trabalho e agora chego a Lisboa e descubro que está à frente do processo de privatização. Há perguntas que têm de ser feitas”, defende o correspondente financeiro do “Le Monde” em Londres, em entrevista à Renascença.

Marc Roche é o autor de um livro, já premiado, que conta a história da Goldman Sachs e de como este banco dirige o mundo. Na obra são denunciadas as estreitas relações entre a banca e o poder. O correspondente diz que António Borges, ex-quadro da Goldman Sachs e ex-director do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a Europa, surge neste tabuleiro como um peixe pequeno, mas que levanta sérias reservas tendo em conta a tarefa que tem agora em mãos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45


Facebook

por beatriz j a, em 31.05.12

 

 

 

 

Acho piada ao facebook. Não que eu seja activa. Pelo contrário, sou muito mais passiva. Leio muito e posto pouco. Mas aquilo dá jeito. Em primeiro lugar agrega os sites que gosto. Bastou pôr uns 'like' nos sites e agora quando entro no facebook tenho destaques diários dos sites que gosto de visitar todos agregados num sítio só. É como ter um 'cliping' diário, não do Carvalho mas de sites com notícias verdadeiramente interessantes..

Em segundo lugar, uma pessoa não só pode manter contacto com quem está longe de um modo quase diário como encontra lá gente que não via há muito tempo e que de outro modo talvez nunca mais voltasse a ver. Agora mesmo um ex-aluno de há dez anos ou um pouco mais, duma turma que foi especial, veio dar comigo através de outra professora e estivémos um bocadinho a matar saudades. Já combinou um jantar com a outra professora e outros da turma que era a dele. É giro.

Eu vejo mais potencial positivo que negativo nas redes sociais e na internet em geral. É um instrumento de grandes oportunidades.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

 

 

Moody’s: Bright signs for Portugal

 

As representatives of the so-called EU-ECB-IMF troika of international lenders continue their fourth assessment of Portugal’s bailout programme, Moody’s said that perspectives are bright for the country according to the budgetary execution data released last week by the government.

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:48


Um ano na vida desta professora ... 78

por beatriz j a, em 31.05.12

 

 

 

 

Há pessoas tão pequeninas no trabalho... Mesquinhas. O que fazem é sobretudo fogo de vista sem grande substância mas promovem-se como se fossem extraordinárias e desvalorizam subrepticiamente o trabalho de outros que são o oposto para que ninguém as ofusque. E uma pessoa assiste a isto e percebe as intenções que se escondem como se elas estivessem pregadas na testa à vista de todos. E não dizemos nada porque o assunto não nos diz minimamente respeito mas incomoda muito e fica-se com um desprezo por essas pessoas difícil de retroverter. Como é que se 'des-vê' o que se viu, 'des-percebe' o que se percebeu...?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53


Citação deste dia

por beatriz j a, em 31.05.12

 

 

 

 

"Friendship makes prosperity more shining and lessens adversity by dividing and sharing it."
Cicero, 44 B.C.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:28


...

por beatriz j a, em 31.05.12

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 04:01


Slash Live from New York: "Apocalyptic Love"

por beatriz j a, em 30.05.12

 

 

 

 

O Slash voltou a tocar com gozo :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


Sweet disposition

por beatriz j a, em 30.05.12

 

 

 

 

kimberly applegate

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:37

 

 

 

 

Trabalhar mais horas é pior para as mulheres e pessoas de esquerda

Em declarações ao PÚBLICO, Filipe Coelho salienta que a relação do aumento do número de horas com a diminuição do bem-estar é “igual para toda a gente, mas para as mulheres é mais negativo, pois têm conjugar o trabalho pago com o trabalho em casa e muitas vezes a maternidade”.

 

Diversos estudos salientavam já que o aumento do número de horas de trabalho está associado a “cansaço físico e mental, estilos de vida menos saudáveis, acidentes no trabalho, stress e, por vezes, má produtividade, além de tornar mais difícil o equilíbrio entre trabalho e família”, conclui.

 

Tudo isto é sabido mas, no entanto, continua-se a aumentar o horário de trabalho das pessoas até à exaustão e a dizer qua a improdutividade se deve aos feriados e poucas horas de trabalho...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:43


Gosto desta história

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

 tim eitel

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:12


Reparei agora

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

...que começo a embirrar com a cara do nosso ministro.Acho uma cara fechada de quem sabe o mal que anda a fazer mas vai em frente. Não consigo olhar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:26

 

 

 

 

Quando em Portugal as mulheres pegaram em armas e puseram bombas

Este é o título de um artigo de hoje no Público a propósito do livro da Isabel do Carmo acerca do Partido Revolucionário do Proletariado – Brigadas Revolucionárias (PRP-BR).

A meio do artigo faz-se a ligação entre estas brigadas e o feminismo e usam-se frases como, 'as mulheres que ousaram pôr bombas como os homens'.

 

Acho todo o artigo duma tristeza imensa. Uma coisa é o interesse pela história, nomeadamente revelada por alguém que a viveu por dentro e terá muito para contar. De resto, a Isabel do Carmo foi julgada e hoje em dia vive uma vida não violenta.

Agora, outra coisa muito diferente é fazer uma espécie de apologia da luta armada -hoje chamamos-lhe terrorismo- e, sobretudo, associá-la à defesa da igualdade de  direitos de homens e mulheres.

Como se pôr bombas fosse um feito heróico, só por tradicionalmente ser uma ocupação masculina. Mas que ideia tão triste!

Uma pessoa até percebe que no contexto da época se deixassem influenciar pelos discursos que então fervilhavam de resistência, luta contra o fascismo e os lacaios do capitalismo e isso (agora é que eles são aos milhões, mas enfim...). Só que, já passaram muitos anos, já não estamos no mesmo contexto de modo que torna-se incompreensível esta apologia da violência e este elogio das mulheres terroristas.

Até percebo quem defende que o terrorismo, como dizia o Sartre, é a úncia arma do povo oprimido. Mas defendê-lo como um avanço nos direitos das mulheres? Francamente! Passaram-se!

Então se os terroristas forem homens é mau mas se forem mulheres é giro, ousado, tipo romântico? 

 

 

Aditamento tardio: o livro não é da Isabel do Carmo mas da Isabel Lindim, como se pode perceber lendo o artigo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02


O assunto do dia nas turmas:

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

O Roberto Patinsão está em Portugal.

 

E ai do professor que não esteja plenamente consciente desse facto: passa-lhe completamente ao lado o motivo de tanto burburinho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19


Faz-me impressão

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

As pessoas que têm boa disposição, energia, vontade, inteligência e espírito mas, apesar disso, têm uma má vida ou muito difícil porque tudo quanto é má sorte lhes acontece. É o maior contra-argumento da filosofia existencialista.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08


:(

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

 

Há duas semanas que não leio nada. Nada. Só testes e trabalhos, textos para a escola e artigos de jornais e revistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:00


Pois...

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

Christine Lagarde manda pagar impostos mas não paga

 

Christine Lagarde causou polémica ao dizer que os gregos deviam pagar os seus impostos, mas a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI) tem um salário de 372.300 mil euros por ano, a que se juntam outros 66.640 mil de despesas de representação, totalmente livres de impostos, diz o jornal inglês "The Guardian".

Esta "facilidade" de Christine Lagarde deve-se ao facto do seu posto de trabalho usufruir do estatuto diplomático, baseado no artigo 34 da Convenção de Viena que diz que "um agente diplomático deve ficar isento de4 todos os impostos e taxas". A mesma "benesse" têm quase todos os funcionários das Nações Unidas.

O contrato da antiga ministra das Finanças do Governo de Sarkozy tem ainda uma cláusula que obriga a um aumento de salário, todos os anos, a 1 de julho.


O que está mal é estas pessoas, provavelmente os assalariados mais bem pagos do mundo entenderem que não têm que contribuir para o bem comum. E mais, recriminarem outros por não cumprirem os sesu deveres de cidadãos ao mesmo tempo que se excluem de deveres semelhantes. Calculo que apresentem como justificação aquele pseudo-argumento da independência e que como lidam com muito dinheiro têm que ganhar muito senão tornam-se todos corruptos e tal...
Estas coisas têm que mudar. O FMI tem dinheiro porque os países contribuem. E quando falamos em países contribuírem estamos a falar em cidadãos contribuintes. O dinheiro não cai do céu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49

 

 

 

 

 

 

Acabo de ler que esta biografia do Pessoa que saiu há pouco tempo conclui, entre outras coisas, que o Pessoa, afinal, não tinha imaginação. E isto porquê? Porque as coisas, sítios e objectos de que fala existiram mesmo, não foram inventadas. Por exemplo, a tabacaria da Tabacaria existia mesmo. ??? E então??

Vamos lá pensar um pouco. A tabacaria da Tabacaria não é uma tabacaria, é um símbolo que contrasta, na sua concretude, com a angústia da existência que se desvela na reflexão introspectiva. Tal como a rapariga que se lambúza com os chocolates (e que se calhar foi mesmo vista) e ainda não se interroga sobre o sentido da sua existência. O próprio Álvaro de Campos da Tabacaria não é apenas um eu no seu sofrimento subjectivo imerso em crise existencial: não, ele é toda a Humanidade na luta por se construir existente e dar sentido à finitude. 

Quer dizer, o Byron viajou pela Europa para arranjar inspiração, o Hemingway fez caçadas, foi para a guerra para que a vida vivida intensamente  lhe desse alimento para a escrita. A maior parte dos poetas, pintores, escultores e outros artistas lutam toda a vida para terem inspiração e buscam, nas viagens ou até na droga alimento para a sua inspiração e é o Pessoa quem não tem imaginação? Pois ao Pessoa bastava-lhe sair de casa e passar pela tabacaria do bairro, ou olhar para os pássaros enquanto estava no café, ou para o Tejo desde o Paço ou, até, nem sequer sair de casa e divertir-se a olhar para as volutas do cigarro. Tudo era motivo e pretexto de escrita, tal era o veio de criatividade que o indivíduo tinha. Qualquer coisa e tudo o inspirava. As coisas, para outros, banais, eram para ele simbolo de qualquer coisa que vivia por dentro e transbordava para o papel. Nada era o que é, tudo era alguma coisa com um sentido e um propósito poético. E este senhor diz que ele não tem imaginação?

Eu, pessoalmente, quando penso no Pessoa vejo um indivíduo que vivia em carne viva.

Não admira que hajam apenas três biografias dele. É que o mais interessante do Pessoa não foi a vida exterior na rotina do escritório, ou até os amores com a Ofélia (tinha que ter este nome...) mas a vida interior, a turbulência que se passava no seu interior.

O Pessoa não tinha imaginação? Não inventou nada? O homem iluminou os estados de alma mais recônditos do ser que somos, traduziu-os em palavras e deu-nos como espelhos para que nos possamos reconhecer.

Não tinha o quê?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49


Pois...

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

 

Bolseiros afundados em dívidas
Estudantes de doutoramento com bolsa Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) estão há meses à espera de começar a receber. Há casos dramáticos de endividamento. E quem esteja no estrangeiro à beira de desistir.
O dinheiro faz falta noutros sítios: BPN, PPPs, Fundações para estudar as minhocas...

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18


Os intocáveis da República

por beatriz j a, em 29.05.12

 

 

 

 

Fundações. Finanças falha prazo de avaliação

Em Janeiro o governo anunciou que ia reduzir o “Estado paralelo”. Fixou prazos e ameaçou.

 

Fundações e PPPs são intocáveis. Já os salários e os subsídios até se tiram antes do prazo.O apoio à cultura? Nicles. Educação? Corta e despede. Centros de Saúde? Fecha. Fundações? Ah, nisso não se toca porque são muito importantes para cumprir a promessa eleitoral de reduzir despesas em vez de esmifrar as pessoas.

Na óptica do primiero ministro a fome será uma oportunidade para as pessoas se santificarem pelo jejum?

 

Esta política mete nojo. Esta é a realidade independentemente das desculpas que o ministro vier agora apresentar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:48

g.a


3-8-12


Pág. 1/10



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank