Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





evidências

por beatriz j a, em 30.11.10

 

 

 

Nos dias em que me ponho a ler o Pessoa tudo o que escrevo parece pueril.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29


do livro do desassossego

por beatriz j a, em 30.11.10

 

 

 

 

 

 

 

 

Nasci em um tempo em que a maioria dos jovens haviam perdido a crença em Deus, pela mesma razão que os seus maiores a haviam tido - sem saber porquê. E então, porque o espírito humano tende naturalmente para criticar porque sente, e não porque pensa, a maioria desses jovens escolheu a Humanidade para sucedâneo de Deus. Pertenço, porém, àquela espécie de homens que estão sempre na margem daquilo a que pertencem, nem vêem só a multidão de que são, senão também os grandes espaços que há ao lado. Por isso nem abandonei Deus tão amplamente como eles, nem aceitei nunca a Humanidade. Considerei que Deus, sendo improvável, poderia ser, podendo pois dever ser adorado; mas que a Humanidade, sendo uma mera ideia biológica, e não significando mais que a espécie animal humana, não era mais digna de adoração do que qualquer outra espécie animal. Este culto da Humanidade, com seus ritos de Liberdade e Igualdade, pareceu-me sempre uma revivescência dos cultos antigos, em que animais eram como deuses, ou os deuses tinham cabeças de animais.

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:13

 

 

 

Sócrates: Situação económica é “obsessão”

O primeiro-ministro recusou esta terça-feira falar da situação económica portuguesa, considerando que se trata de “uma obsessão” dos jornalistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24

 

 

 

 

...como dizia hoje um colega, os trabalhadores é que dão cabo disto!

Queremos despedir os trabalhadores e eles queixam-se!

Queremos tirar-lhes o salário e eles queixam-se!

Queremos que eles sejam temporários permanentes e eles queixam-se!

Queremos que eles trabalhem de sol a sol e eles queixam-se!

Queremos que nos paguem certos luxos e eles queixam-se!

Queremos que não tenham carro e andem sempre a pé e eles queixam-se!

E como se isto não bastasse, ainda querem reformar-se!

Que topete! É demais! Assim não há país que aguente!

 

Devíamos instituir o abate dos cidadãos inúteis e velhos (como agora é moda fazer aos livros velhos...). Era um duplo ganho: evitava-se essa mania de quererem reformar-se e livrávamo-nos do peso dos reformados. Para já não falar dos milhões que se poupavam em medicamentos e bengalas e cadeiras de roda e outros objectos que nos lembram escandalosa e vergonhosamente da nossa inevitável decadência...

Proponho que sejam criadas instituições de 'reciclagem de cidadãos'. Tanto quanto sei lá para o Leste da Europa não destruíram as instituições que em tempos não muito distantes reciclavam judeus, ciganos, gays, deficientes e outros inúteis. Era só reactivá-las e reorientá-las para a reciclagem de velhos reformados! Acabava-se logo com essa moda das reformas! Nas escolas, por exemplo, os ex-titulares, agora grandes líderes escolares fariam o processo de selecção dos C.I.R. (Cidadãos Inúteis Recicláveis).

Naturalmente que os C.I.R. teriam direitos e até sindicatos(!) que revindicariam o direito a não ser reciclado na Primavera e, claro, nunca antes do pôr do sol!

Estas simples medidas livrariam o país de crises sucessivas em virtude dos trabalhadores fazerem exigências absurdas e incomportáveis. Passa lá pela cabeça de alguém querer o retorno do dinheiro descontado? Querer férias? Almoçar e jantar? Ter telemóvel?

Francamente! O problema deste país são os trabalhadores!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:29


cipreste solitário

por beatriz j a, em 29.11.10

 

 

 

Alec Olenick

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:07


Há quem já comece a perceber...

por beatriz j a, em 29.11.10

 

 

 

 

...que se uns ficam demasiado pobres não põem dinheiro nos bancos, não gastam dinheiro a comprar e nem têm empregos para produzir, o que faz diminuir galopantemente a riqueza dos ricos...

 

Milionários norte-americanos querem pagar mais impostos

 

Dezenas de milionários americanos pediram ao presidente Obama que não renovasse a lei dos benefícios fiscais aprovada por George W. Bush para quem ganha mais de um milhão de dólares por ano. O grupo pediu igualmente que lhe sejam cobrados mais impostos de forma a ajudar na redução das diferenças entre ricos e pobres.
O grupo auto-intitulado "Patriotic Millionaires for Fiscal Strength" que conta com mais de 40 milionários norte-americanos, entre os quais Ben Cohen, criador da famosa cadeia de gelados "Ben&Jerry’s", lançou um site e uma campanha para que esta intenção seja divulgada e recolha mais apoio. O grupo defende igualmente que a responsabilidade fiscal deve começar naqueles que têm menos problemas económicos e que mais podem pagar.
Numa carta escrita ao presidente Obama, a associação explica que para "a saúde fiscal da nossa nação e para o bem-estar dos nossos cidadãos, pedimos que permita mais taxas nos salários de quem recebe mais de um milhão de dólares ou mais por ano."
"Ganhámos bastante dinheiro nos últimos anos. É evidente que outros merecem agora beneficiar um pouco. No momento em que a nação precisa, queremos fazer a nossa parte e entendemos que cortando nas nossas taxas, o défice e a dívida vai cair sobre os outros contribuintes."
Esta campanha surge no mesmo dia em que um novo estudo da "Center for Responsive Politics" revela que metade do senado é composto por milionários. Este dado contrasta com a população geral, da qual menos de 1% é considerada milionária.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53


diário de bordo

por beatriz j a, em 29.11.10

 

 

 

 

Hoje houve um apagão em Setúbal por volta das seis e um quarto, estava eu a dar aula à turma do 10º ano, ao último tempo. Foi coisa de uma dezena de segundos mas foi o suficiente para os miúdos começarem aos gritos, porque ficámos completamente às escuras, e porque os alunos reagem instintivamente desse modo (gritos de pura satisfação) quando percebem que a situação é de ruptura com a normalidade e se presta a não haver aula...LOL. É claro que depois a luz voltou, só dentro das salas que na rua era escuro breu, mas já não houve maneira de os fazer regressar à discussão do ser e do devir...até porque uma aluna resolveu intervir na aula com uma pergunta, ó professora, já agora sabe dizer-me se a eraclofobia, a fobia às aranhas, está a ver(?), tem alguma coisa a ver com aquele filósofo Heráclito?... Bem, deu-me um ataque de riso de tal ordem que não conseguia para de rir, peguei o riso aos miúdos...acabou-se ali a aula.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32


jung: on the shadow

por beatriz j a, em 29.11.10

 

 

 

 

 

We know that the wildest and most moving dramas are played not in the theatre but in the hearts of ordinary men and women who pass by without exciting attention, and who betray to the world nothing of the conflicts that rage within them except possibly by a nervous breakdown. What is so difficult for the layman to grasp is the fact that in most cases the patients themselves have no suspicion whatever of the internecine war raging in their unconscious. If we remember that there are many people who understand nothing at all about themselves, we shall be less surprised at the realization that there are also people who are utterly unaware of their actual conflicts.

 

("New Paths in Psychology" (1912). In CW 7: Two Essays on Analytical Psychology. P.425)

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:11


o que se aprende com este filme...

por beatriz j a, em 28.11.10

 

 

 

...damaged people need time, patiente, love and determination.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08


mozart, Cosi fan tutte

por beatriz j a, em 28.11.10

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43


do livro do desassossego

por beatriz j a, em 28.11.10

 

 

 

 

Teu amor pelas coisas sonhadas era o teu desprezo pelas coisas vividas.

(f. 335)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:14


piadas filosóficas - dualism in a nutshell

por beatriz j a, em 28.11.10

 

 

 

What is mind?

 

No matter

 

What is body?

 

Never mind

 

 

 

(T. Cathcart & D. Klein in Heidegger and a Hippo Walk Trough Those Pearly Gates)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:36


presenças

por beatriz j a, em 27.11.10

 

 

 

 

Rodney Smith

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:42


jimi hendrix aniversário

por beatriz j a, em 27.11.10

 

 

 

True to the bone.

 

 

 

Jack Morefield

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:32


???!!!!!! uote?????!!!

por beatriz j a, em 26.11.10

 

 

 

 

Sócrates criticou os políticos que só pensam "nos interesses conjunturais, nos interesses da sua carreira política e nos interesses partidários"

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:23


iris

por beatriz j a, em 26.11.10

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:15

 

 

 

Os vencimentos dos membros do Conselho de Administração da Fundação Cidade de Guimarães, a entidade que gere a Capital Europeia da Cultura de 2012, vão sofrer um corte de 30 por cento, anunciou hoje o presidente da câmara de Guimarães e da comissão de rendimentos da fundação.

 

De acordo com António Magalhães da Silva, o corte irá abranger todos os vencimentos daquele conselho de administração. Assim, o vencimento de Cristina Azevedo, presidente do Conselho de Administração, que ascendia aos 14.300 euros mensais, vê a remuneração reduzida para 10 mil euros. Por sua vez, os dois vogais executivos, até aqui a auferir 12.500 euros cada, passam a receber 8750 euros.

Estes cortes vão igualmente atingir o Conselho-geral da Fundação Cidade de Guimarães, que é presidido pelo ex-chefe de Estado Jorge Sampaio.

 

Alguns coitados já sofreram cortes brutais de 30% de modo que percebe-se que queiram ser 'excepcionados' de cortes salariais. Afinal, agora ganham uns míseros 10.000 ou 8.500 euros (mais carrinho e sei lá o quê...) para fazer...enfim...algo...qualquer coisa que é tão importante que os faz ganhar mais que o Presidente. (quanto ganhará o Sampaio neste tachinhozão?)

O Teixeira quer 6 meses para mostrar resultados! Quer ficar até ao Verão para o subsídio de férias... e para prepararem as suas reformas douradas 'à moda do corninhos'.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:49


nascer do sol...

por beatriz j a, em 26.11.10

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:59


pensamentos de dois mélreis

por beatriz j a, em 26.11.10

 

 

 

As coisas bonitas e encantadoramente deliciosas como as sobremesas servem-se como adorno do repasto mas não podem substituí-lo em permanência, sob pena de não alimentarem convenientemente e acabarem até por enjoar...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:38


quem vai pagar a crise, quem é?

por beatriz j a, em 26.11.10

 

 

 

 

Remunerações

Excepção salarial aplicada a 200 mil

Reunião de emergência no PS para explicar a medida. António Costa, Manuel Alegre e António José Seguro contra; PSD também está dividido.

 

No fim quem vai pagar o grosso da crise são os professores. Para o ano despedem mais trinta ou cinquenta mil, põe os que restam com mil alunos cada um a trabalhar como escravos, para que suas excelências e os amigos das empresas públicas e os juízes e os dos bancos tenham uma excepção de não redução salarial.

 

 

Bruxelas explica por que razão Portugal ainda cresce: empregados estão a trabalhar mais para compensar subida do desemprego

 

Na semana passada, a OCDE projectou um prolongamento deste modelo de compressão sobre os trabalhadores por mais cinco anos, pelo menos. Segundo a instituição, o emprego tenderá a diminuir, mas quem se mantiver empregado deverá produzir sempre mais, ano após ano.

 

É assim que o sócrates e o Teixeira estão a pensar pagar a crise: despedir, despedir, despedir e pôr os poucos que restam a pagar a crise.

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:29

g.a


3-8-12


Pág. 1/9



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank