Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

 

Correio da Manhã

Batalha: Polícia Judiciária já começou a receber queixas dos lesados

Ex-autarca desvia milhões a clientes

A verdadeira dimensão desta burla está ainda por contabilizar, mas as vítimas de Rui Trovão apontam para verbas a rondar 1,7 milhões de euros. Contabilista e ex-vereador da Câmara Municipal da Batalha, é acusado de ter desviado durante anos o dinheiro que os seus clientes lhe entregavam para pagar às Finanças e à Segurança Social. O crime pode levar dezenas de pequenas empresas à falência.

 

"Foi como se tivesse rebentado uma bomba. Tenho uma dívida de 70 mil euros e agora não sei como a vou pagar. Estou com a corda ao pescoço", contou ontem ao CM Manuel Jordão, um dos empresários lesados pelo ex-autarca.

Rui Trovão sempre foi muito dinâmico ao nível empresarial e social. É director da rádio local e criou a Contibatalha – empresa de contabilidade e consultadoria –, conquistando com o passar do tempo a confiança de clientes. "Toda a gente acreditava muito nele. Se fosse preciso até lhe deixavam cheques em branco", diz Manuel Jordão.

 A maioria dos lesados pretende apresentar queixa-crime contra Rui Trovão, com quem o CM não conseguiu falar.

TEM VÁRIAS EMPRESAS E CARGOS SOCIAIS

Rui Trovão exerceu funções de vereador na Câmara Municipal da Batalha, é director -geral da Rádio Batalha e presidente da direcção da Associação de Propaganda e Defesa da Região da Batalha. Foi presidente da concelhia do PSD, na Batalha, e o seu nome chegou a ser falado para uma eventual candidatura à presidência da autarquia nas próximas eleições autárquicas. Em conjunto com a mulher explorava várias lojas de calçado e vestuário.

 

"ELE SÓ CHORA E DIZ QUE QUER PAGAR A TODOS"

"Aqui mora ladrão". As palavras, escritas a vermelho junto ao portão de entrada na casa de Rui Trovão, são elucidativas da revolta que se vive na Batalha. Segundo pessoas próximas do contabilista, "ele só chora e diz que quer pagar a toda a gente que enganou".

"O deslumbramento com o luxo" terá sido uma das causas que levou o empresário a defraudar os clientes, afirmou um dos lesados.

VÍTIMAS

A carteira de clientes da Contibatalha teria mais de uma centena de empresas, muitas delas de pequena dimensão, que vão passar por dificuldades.

Francisco Pedro

 

Este caso resume as causas da situação em que o país está. Indivíduos entram para a política ou como estrelas, ou como planetas, ou como satélites e usam-se dos cargos para enriquecer. Uns a nível local, como este, outros a nível nacional como os do BPN, BPP, etc.

Tudo somado, quer dizer, se somássemos todas as burlas destes últimos anos, desde as de milhares de euros às de milhões e biliões de euros dos nossos políticos e seus satélites, isso daria para pagar 1.000.000 de crises.

Cada um destes que burlam deixam famílias inteiras, às vezes centenas ou milhares de famílias sem sustento, sem perspectivas de futuro, para si ou para os filhos, privados de uma vida melhor que a de seus pais por ladrões que tudo levam.

Agora veja-se se é pior roubar um pão ou um creme num supermercado que roubar famílias inteiras do seu sustento e futuro.

E o que motiva estes crimes? A verdadeira gripe suína à portuguesa, "o deslumbramento com o luxo" . Este vírus endémico causador da gripe suína portuguesa que é altamente contagioso e está na origem das crises que o país tem atravessado. Ao contrário do que é uso fazer-se no caso de epidemias de gripe, isto é, matar todos os infectados, aqui em terras do Nuno de Santa Maria, o que é uso é infectar com o vírus o maior número possível, de modo a que os que estão sãos não possam tomar medidas para erradicar os suínos e seus contagiados. Alguns dos contagiados e contagiadores, quando descobertos, choram - se calhar à espera de milagre do São Nuno.

Como diz o meu amigo Luís, O Nuno, o de Santa Maria, se quer fazer milagres, é agora - que tem largo campo de bandidos, traidores, infectados, para milagrar, digo eu. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:24


Caridadezinha eleitoral

por beatriz j a, em 28.04.09

 

 

 

Público

Hoje na Escola Nuno Gonçalves, em Lisboa
Sócrates, Ana Jorge e Maria de Lurdes Rodrigues distribuem primeiros cheques-dentista a crianças  O primeiro-ministro e as ministras da Saúde e da Educação entregam hoje os primeiros cheques-dentista a alunos com sete, dez e 13 anos, uma medida que deverá abranger 200 mil crianças e custará 15,2 milhões de euros.

 

 

 

Não há coisas completamente repugnantes? Os governantes de hoje, como os de antigamente, a distribuir a caridadezinha. Em vésperas de eleições andam a distribuir cheques-dentistas como antes as senhoras noelistas distribuiam cabazes de comida aos pobrezinhos.

A nossa classe dirigente - com uma mão enganam e esbulham o povo e enfiam o dinheiro em bancos, em contas off-shores, em campanhas políticas e coisas que tais...e com a outra distribuem a caridadezinha num teatrinho de 'ai somos tão bonzinhos e preocupados com o povo e tal..'.

Desenvolver o país e dar condições de desenvolvimento às pessoas para que não tenham que depender da caridade é que não, pois não?

Qualquer dia temos que pedinchar (como dantes) o que é nosso por Direito próprio e Justiça.

Tudo isto é nojento!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57


mentiras

por beatriz j a, em 27.04.09

 

 

 

Correio da Manhã

Com "intensidade" e "dramatismo"

É importante debater questões educativas

O Primeiro-ministro, José Sócrates, sublinhou esta segunda-feira a importância de Portugal ter discutido, nos últimos quatro anos, com “intensidade” e “dramatismo” as questões ligadas à Educação, afirmando que desta maneira os portugueses ficaram a perceber melhor a centralidade do sistema educativo.



José Sócrates, que falava na conferência de peritos sobre o alargamento da escolaridade obrigatória até aos 12 anos, no Centro Cultural de Belém, demarcou-se da corrente dos que entendem “que não é bom discutir as questões da Educação, em particularidade com intensidade e com o dramatismo com que foram discutidas nos últimos anos”.

 

Discutidas!? Só se houve discussão na Lua...

Foram tão discutidas como esta medida de alargar a escolaridade. É claro que ele se está nas tintas para o facto de não haver condições para que tal alargamento se faça, pois não será ele a lidar com esse problema.

A parte do dramatismo é inteiramente verdade. Dramáticas as consequências de nada ter sido discutido ou pensado; dramáticas as condições em que trabalham milhares de professores; dramática a destruição da educação e, por arrasto, do futuro de milhares de jovens. Dramática a acção deste governo na área da educação. Mas tudo sem discussão: ameaças, subornos, injustiças e arbitrariedades, isso sim!

Um tipo que põe o país na mendicidade e ainda se anda a gabar!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17


F.L.O.W. - O direito à água

por beatriz j a, em 27.04.09

 

 

 

Um documentário premiado - For Love Of Water.

Um grupo de pessoas iniciou uma acção judicial contra a Nestlé por esgotar os recursos de água no Michigan, para vender às pessoas a água que já lhes pertence, comportando-se como dona de um bem natural que é de todos e não tem dono - por uma questão de lucro, claro. O documentário aborda essa questão a nível mundial - os casos da Índia e da África do Sul são emblemáticos mas só retratam o que se passa em todo o planeta. Meia dúzia de empresas apoderam-se da água, como se as montanhas e as nascentes lhes pertencessem e vendem-na a preços caríssimos, despojando populações inteiras de água potável ou até da própria água.

Sabia que a água do luso, ou melhor, a empresa que explora a nossa água da nascente do Luso pertence, a 100%, à Heinneken?

Se estiver de acordo assine a petição mundial para acrescentar um novo artigo à Declaração Universal dos Direitos Humanos - o direito à água → article31.org/

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:56


repelentes de 'teenagers'

por beatriz j a, em 25.04.09

 

 

 

Em Roterdão a nova moda são os 'repelentes de teenagers', uma espécie de repelente de mosquitos que emite um som numa frequência que, geralmente, só é ouvida por pessoas com menos de 25 anos. A ideia é desmobilizar grupos de jovens barulhentos e desordeiros de frequentarem determinados locais.

Parece que resulta mesmo.

Pessoalmente não me parece a melhor maneira de resolver o problema. O que acho graça é que, por um lado (para ganhar dinheiro) se idolatrem os comportamentos anti-sociais dos jovens, em filmes, publicidade, jogos, programas pseudo-musicais, na desculpabilização dos comportamentos delinquentes, e até na moda que reflecte essa atitude que ultrapassa em muito a irreverência para se incluir já na categoria de provocação gratuita e ofensiva-agressiva, e por outro lado, quando eles começam a mostrar esses mesmos comportamentos incentivados se inventem repelentes de jovens.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21


democracia em acção...

por beatriz j a, em 25.04.09

 

 

 

A ideia segundo a qual a liberdade, na educação, equivale a que os pais possam escolher, a la carte, qual a escola para onde vão os filhos, e quem são os seus professores, etc., não passa de uma demissão da obrigação(ões) do Estado no que respeita a vários ideais político-democrático-morais: integração, democratização, igualdade de oportunidades, etc.

Na Holanda, o argumento da liberdade de escolha fez com que as escolas regredissem nos ideais de integração, e o que têm hoje são escolas segregadas: há escolas para alunos de descendência holandesa e escola para filhos de emigrantes.

É o que se quer fazer cá: passar a educação para as autarquias e a escolha para os pais: é evidente que nas autarquias ricas onde não há muitos descendentes de imigrantes as escolas terão excelentes condicões e serão frequentadas por gente endinheirada; em contrapartida, autarquias pobres, com cidadãos pobres, onde se concentram os núcleos de imigantes terão escolas pobres frequentadas por filhos de imigrantes.

É a democracia em acção? Não!

É a demissão do Estado em regular as motivações egoístas comuns das pessoas. Pior que isso, é o Estado a incentivar e alimentar o egoísmo individual!

Pais a escolher, pais a avaliar... ...pais a segregar, pais a destruir.

 

Freedom of school choice meets its limits

www.nrc.nl/international/article2223227.ece/Freedom_of_school_choice_meets_its_limits

A new study reveals that one in three Dutch schools are segregated. Attempts to discourage 'black' and 'white' schools often clash with the constitutional right to freedom of education.

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:59


eurodeputados

por beatriz j a, em 25.04.09

 

 

DER SPIEGEL

www.spiegel.de/international/europe/0,1518,620058,00.html

'A HUGE SCANDAL'

Will Taxpayers Have to Bail Out EU Parliament Pension Fund?

The economic crisis has hit countless retirement funds, including that of members of the European parliament. They may take the controversial step this week to use taxpayers' money to top up the pension fund.

Despite denials from Brussels, EU taxpayers are to foot the bill for hefty and legally controversial pension supplements for many members of the European parliament. Their pension fund has run up a loss of €120 million ($156 million) as a result of risky share investments, according to an internal memo of the secretary-general of the European Parliament.

 

Members of the European Parliament meeting in Strasbourg.
Zoom
DPA

Members of the European Parliament meeting in Strasbourg.

The memo adds that, beginning in 2010, the retirement fund "will no longer have enough liquidity to meet its payment obligations."

This week, the parliament is scheduled to quietly agree upon a solution for how to safeguard the pension entitlements of around 1,000 active or retired parliamentarians.

Not all parliamentarians are happy about forcing taxpayers to fund the pension payments.

One member of the European Parliament's budget committee said it was "a huge scandal" given that "normal people" weren't compensated for losses sustained by their pension funds in the financial crisis.

Public money already makes up two thirds of the pension fund. At the moment, each MEP is required to make monthly contributions of €1,194.59 ($1550) into their retirement funds, while the parliament itself makes a matching contribution of double that amount.

 

Andaram a brincar com o dinheiro - a investir na bolsa, etc.; agora o dinheiro foi-se e querem repô-lo com o nosso dinheiro: o dinheiro dos contribuintes que não jogaram na bolsa e têm pensões miseráveis que ninguém vai compensar! Quer dizer, uns recebem pensões e ordenados miseráveis para que outros possam andar a estourar dinheiro!

É para isto que pagamos a eurodeputados!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

 

 

 

JN

Ameaçou professor com uma pistola

FERNANDO BASTO

O pai de uma aluna do Conservatório de Música do Porto causou ontem o pânico naquele estabelecimento de ensino ao ameaçar, com uma pistola, um professor da filha. Entende que ela está a ser injustamente avaliada.

Eram cerca das 10.15 horas quando se gerou grande alvoroço no Conservatório. O pai de uma aluna daquele estabelecimento de ensino parecia estar descontente com a avaliação que o docente, de 39 anos, tem feito do trabalho da referida aluna. Deverá ser hoje ouvido no tribunal.

Armado com uma pistola, dirigiu-se à escola e quis, dessa forma, ajustar contas com o professor. E mais irritado terá ficado porque aquele docente não o terá deixado assistir a uma aula da turma da filha.

 

Começam a ser diárias as consequências lógicas do tipo de educação que a ministra Mª de Lurdes Rodrigues e o primeiro ministro defendem e continuan a defender.

Os pais são avaliadores da avaliação dos professores e, sendo os professores um bando de inúteis, professorzecos, ratos, cobardes, etc. devem os pais pô-los na ordem. Foi o que fez este pai: só seguiu até às últimas consequências a lógica implícita no tipo de ensino que este governo defende.

Não foi a ministra que se gabou de ter ganho os pais contra os professores? Pois aí está...Parabéns!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:33


O cientismo...ou como chegámos onde chegámos

por beatriz j a, em 23.04.09

 

 

A destruição de todos para alimentar a vaidade e arrogância de alguns.

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 E agora que se sabe, infelizmente à custa da miséria de milhões, que este tipo de sociedade darwinistico-simplista não funciona e gera injustiça, miséria e horror pelo facto de alimentar o que de pior e mais egoísta existe no ser humano, a ministra da educação e o primeiro ministro querem aplicar a ideia ao nosso sistema de educação.

É difícil ser mais estúpido que isto: ir aplicar um modelo que provou ser completamente pernicioso e contrário aos interesses que futurava.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:52


O calvário

por beatriz j a, em 22.04.09

 

 

jornal SOL

José Sócrates na RTP

Freeport «é uma provação e uma cruz que tenho que carregar»

 

Ai sim? Vai com a cruz dos seus pecados às costas? Isto quer dizer que finalmente vai demitir-se e aceitar ser julgado pelos seus pecados económicos e políticos? Até que enfim que assume!

É que até agora o calvário tem sido o dos inocentes, e isto mais tem parecido a matança dos inocentes.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:15


preocupante

por beatriz j a, em 21.04.09

 

 

SOL

Constâncio considera «procupantes» previsões do FMI
O governador do Banco de Portugal disse que as previsões do Fundo Monetário Internacional (FMI) relativamente às perdas do sistema financeiro são «preocupantes», mas sublinhou que Portugal não terá uma exposição directa a essas perdas

 

 

Eu, pessoalmente, o que considero preocupante é que este indivíduo, que no caso do BPN, deu provas de ser, no mínimo, incompetente, continue à frente do banco de Portugal - deve estar a "puxar pela sua bicicleta", para utilizar as palavras do primeiro ministro.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:39


Se é para ver actores prefiro o Hoffman

por beatriz j a, em 21.04.09

 

 

 

Eu estava a ver a entrevista do primeiro ministro à RTP1 mas mudei de canal. Agora estou aver o canal Hollywood - se é para ver actores prefiro um bom actor, alguém profissional e inteligente a representar - estou a ver o Dustin Hoffman.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24


A banda larga e a bicicleta

por beatriz j a, em 21.04.09

 

 

 

O primeiro ministro está na RTP 1 a dizer que investiu na banda larga, e reduz a questão da educação à banda larga. Que atraso de vida! E a dizer que garante que há-de haver trânsito na auto-estrada do centro porque ele a construiu- que por causa dele podemos ir até à Covilhã de auto-estrada.Que atraso de vida! Então é isto o progresso do país?

"Cada um tem de puxar a sua bicicleta, que ninguém vai puxar a bicicleta do outro" - então o tipo tem o descaramento de dizer publicamente que está ali para puxar a sua bicicleta e que não faz nada pela dos outros? Nada pelo país? E é isto que nos governa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09


Uns e outros

por beatriz j a, em 21.04.09

 

 

 

Público

Proposta do Bloco e do PS impede acesso às contas bancárias das empresas sem autorização judicial
20.04.2009 - 21h50
Por Vítor Costa 
Carlos Lopes (arquivo)
Francisco Louçã recusa interpretação, mas admite mudar a lei

A proposta sobre sigilo bancário apresentada pelo Bloco de Esquerda (BE) e viabilizada na generalidade pelo Partido Socialista (PS) na semana passada no Parlamento, tal como está, vai levar a que apenas os contribuintes individuais tenham as suas contas bancárias sob escrutínio do fisco. As empresas, pelo contrário, ficarão com um regime que as protege mais do que a lei actual, não podendo a Direcção-geral dos Impostos (DGCI) aceder às suas contas sem a autorização de um tribunal.



Esta é a opinião de quatro fiscalistas contactados pelo PÚBLICO, que apelidam a proposta de “grande trapalhada”; “enorme falta de rigor” ao mesmo tempo que dizem que “custa a acreditar que tenha sido assim aprovada” e que “demonstra bem o risco de alterações legislativas precipitadas com intuitos populistas e/ou eleitoralistas”. O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) também faz a mesma interpretação e apela a que a lei não seja aprovada nestes termos, “já que colocaria em risco várias acções inspectivas em curso”.

 

Ou seja, quem tem pouca roupa passa a estar nu. A quem tem muita roupa ofereceram-lhe um grande baú com cadeado e segredo.

Uns e outros são iguais.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54


Prioridades para inglês ver...

por beatriz j a, em 20.04.09

 

 

SOL

Estado abandona meninas feitas escravas sexuais pelo pai
As duas meninas que durante 12 anos foram transformadas em escravas sexuais pelo pai, em Samora Correia, não recebem apoio psicológico por parte do Estado desde os primeiros dias depois do caso ter sido descoberto, conta o Correio da Manhã

 

 

Em Portugal as medidas institucionais são quase sempre para inglês ver. Oferecemo-nos para receber presos de Guantanamo - quem sabe, iremos fornecer-lhes apoio psicológico e outras oportunidades para que ultrapassem os traumas de torturas, mas tratar de dar apoio a estas miúdas, também elas vítimas de torturas, e durante doze anos, é coisa secundária, pois não produz títulos para inglês ver.

É que ser torturado nos 'states' é outra história. Quem for receber os presos vai aparecer na CNN...muito mais importante e chique!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

 

 

Público

Gestores públicos terão que repor dinheiro das empresas usado para pagar multas pessoais 
 

O tribunal sustenta que "as multas têm uma natureza pessoal, pelo que utilizar o dinheiro público para o seu pagamento configura uma infracção grave" e acrescenta que é o "produto das multas constitui receita do Estado e não receita do Tribunal de Contas".

 

Então tenho andado, eu e os outros contribuintes, a pagar as multas pessoais dos gestores públicos? Daqueles mesmos por causa de quem tenho visto diminuir a minha qualidade de vida?

Então e agora que se sabe e que o Tribunal diz ser uma «infracção grave», a única coisa que vai acontecer é serem obrigados a repôr o dinheiro? Então não vão imediatamente para o olho da rua com um processo em cima?

Ah isto é assim? Isto faz parte de ser gestor público? São ordens e exemplos do homem que manda e dos seus ajudantes, do Sócrates e ministros e companhia?

O que pergunto a mim mesma é: se indivíduos que ganham milhares e milhares e milhares, vão ao bolso do contribuinte para pagar umas multa (de excesso de velocidade, de estacionamento?) de pouca monta, o que farão para se livrar ao pagamento de outras empresas mais, muito mais onerosas? O que é que nós lhes andamos a pagar?

Francamente! Isto está muito pior do que o que eu pensava. E eu já pensava muito mal disto tudo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:28


E pk n xcrever axim?

por beatriz j a, em 20.04.09

 

 

 

Regras por mudar nas escolas

Os alunos do externato Papião, em São Pedro do Estoril, acham mais fácil escrever com as regras do Acordo Ortográfico do que com as actuais. Quem o garante é Isabel Nunes, directora do estabelecimento de ensino, o primeiro do País a adoptar as novas regras. "Os alunos já estão bem adaptados e acham que é mais fácil", contou ao CM.

 

Ah bem! Se os alunos do Papião acham mais fácil, de facto não se percebe a demora na implementação do acordo. Aliás, se o critério para mudar a ortografia duma Língua Nacional quase milenar é 'as crianças' acharem uma certa maneira de escrever mais fácil, o melhor seria mesmo adoptar a ortografia das mensagens de texto dos telemóveis, que é o que todos eles acham muitíssimo mais fácil. 

Ficaria a notícia escrita assim:

- ox alunx d xtrnato ppiao m s. pdro xtril axam + fssil xkrver kom ax rgrx d kordo ortgrfko d k kom ax atuaix. etc.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:23


As pontas

por beatriz j a, em 20.04.09

 

 

 

JN

Funcionários públicos solicitam ajudas de emergência

Subsídios estão a ser pedidos para casos de pobreza iminente e auxílio aos estudos dos filhos

LUCÍLIA TIAGO

 

A conversa que os funcionários públicos ganham muito e que levam o dinheiro do estado, etc...? Numa das pontas, que na outra não.

Se numa das pontas meia dúzia de funcionários ganham vinte, trinta e cinquenta mil euros por mês e levam para casa duas ou três reformas e prémios milionários, na outra ponta milhares de funcionários não têm dinheiro para viver condignamente, ou até para pôr comida na mesa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:08


Obamamania

por beatriz j a, em 19.04.09

 

 

 

jornal SOL

Dia 25
Sócrates vai responder em directo a perguntas da população na internet

Qualquer pessoa pode enviar a partir de hoje perguntas a José Sócrates, dez das quais serão respondidas em directo no próximo dia 25 no site de apoio ao secretário-geral do PS, divulgou fonte do partido.

 

Que atraso de vida o primeiro ministro deste país! Pensa que isto do Obama ter um site da presidência é uma espécie de moda que fica bem de modo que vai imitá-lo e fingir que se interessa pelas preocupações das pessoas para além do círculo restrito dos 40.

Quando é que nos veremos livres deste tipo? Que venha outro. Pior que isto só aqueles que há 450 anos nos venderam aos espanhóis.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20


Onde param os engenheiros....... na Noruega?

por beatriz j a, em 18.04.09

 

 

O EXPRESSO de hoje faz a pergunta:

Onde páram os engenheiros?

O crescimento da Siemens Energia em Portugal está limitado pela falta de engenheiros para recrutar. Silva Marques, director-geral da empresa garante que Portugal tem dos melhores engenheiros do mundo. O único senão é que não há muitos.

 

O SOL de 27 de Fevereiro do ano passado responde:

 

Rede europeia já recrutou 170 engenheiros portugueses para a Noruega
A rede europeia de serviços de emprego (EURES) na Noruega recrutou cerca de 170 engenheiros portugueses para trabalharem naquele país, a maioria durante 2007, requisitados pelas qualificações e conhecimentos de inglês, disse hoje uma responsável daquele serviço.

«Recrutamos já 170 engenheiros portugueses, a maior parte começou durante o ano passado. Precisamos de milhares nos próximos anos» disse hoje Eli Syvertsen, conselheira EURES norueguesa, durante uma iniciativa de recrutamento de diplomados em engenharia realizada em Coimbra.

 

Eli - como prefere ser tratada, a exemplo dos seus compatriotas, primeiro-ministro incluído, que, garante, «é tratado pelo primeiro nome» - sublinhou que os engenheiros portugueses são preferidos pelas empresas norueguesas pelas qualificações e conhecimentos de inglês.

«Encaixam no perfil pretendido na Noruega. Têm qualificações de nível muito elevado, mais do que os noruegueses, e os conhecimentos de inglês são excelentes, comparados com os italianos ou espanhóis» , disse.

 

Ora aí está: 170 estão lá para as bandas dos fiordes porque cá ninguém se interessa por eles. Cá, o dinheiro que era para ser investido na educação, na investigação científica, no apoio à cultura em geral, parece ir direitinho para BMWs, casas, férias, bancos, contas off-shore's, etc. e tal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:52

g.a


3-8-12


Pág. 1/4



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank