Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Nocturna

por beatriz j a, em 03.12.16

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06


Outono em Lisboa

por beatriz j a, em 03.12.16

 

 

 via LISBOA Live

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41


Isto é só rir como dizia o Bordalo...

por beatriz j a, em 03.12.16

 

 

Portugal está na mão de duas seitas: a do cilício e a do avental. É muito mais o que os une que o que os divide: segredos, compadrio, confusão entre obediência à Lei e obediência ao supervisor da seita, machismo, atavismo, provincianismo, ganância, etc.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:33

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:16

 

 

by existencial comics

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:23

 

 

«The task of the opposition now is education and truth.
And the truth is that Putin equals war and crisis.»

 

Boris Nemtsov, Facebook post, January 31, 2015

 

 

A primeira linha desta frase de Boris Nemtsov é universalmente válida e não se restringe apenas à Rússia, antes pode aplicar-se a qualquer sistema que não queiramos resvale para o autoritarismo, inclusivé ao nosso próprio pensamento/acção, se não os queremos entrevados de preconceitos e falsidades.

Boris Nemtsov, o mais bem sucedido opositor de Putin, foi assassinado a 27 de Fevereiro de 2015 no meio da rua, não longe do Kremlin. Um indivíduo incansável na seriedade da oposição que fazia ao espírito autoritário desse ex-KGB que é Putin. 

Boris Nemtsov deixou um projecto, www.4freerussia.org, onde pode ler-se, entre outras notícias, um relatório independente acerca da guerra na Ucrânia e do papel da Rússia de Putin nessa guerra. Para quem o quiser ler e perceber melhor porque é que a eleição de Trump é tão importante para Putin: aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50

 

 

ANKARA - Turkey will likely hold a constitutional referendum in early summer 2017, Turkish Prime Minister Binali Yildirim said Thursday.

According to the new proposed draft constitution, the president will be able to continue with a party affiliation, which is one of the most significant changes to the presidential system, while in the current constitution the president is not allowed to continue their party affiliation and should have a non-partisan stance.

The government has long sought to replace the current parliamentary system with a presidential one...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06

 

Saudi woman pictured not wearing hijab faces calls for her execution

One social media user said: 'Kill her and throw her corpse to the dogs'

 

 

... uma mulher tira uma fotografia sem o pano na cabeça e agora anda meio fugida para não a decapitarem. E é este país que assume importância na ONU em cargos dos direitos humanos. É, também, por estas coisas, que a ONU está no descrédito que se sabe.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:59


Nature Conservation Quiz

por beatriz j a, em 03.12.16

 

 

Discover the world of biodiversity through our quiz. Where are plants and animals most threatened? And which countries are doing the most to preserve species diversity? With each answer, you will be provided with additional information on the globe. 

 

Nature Conservation Quiz

 

Nature Conservation Quiz: Where Species Are Going Extinct

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35


"Eu tenho a minha alma limpa"?

por beatriz j a, em 02.12.16

 

 

Previa aquilo que aí vinha quando optou por abandonar a política ativa? 

Previa... A corrupção tinha começado e quando começa é como uma epidemia e não há propriamente vacina. Só a denúncia pública. Mas a imprensa também teve a sua cumplicidade nisto, porque em vez de denunciar casos reais pôs-se a espetacular com outros irreais. Hoje tudo está comprado ou vendido. Quase tudo. Eu tenho a minha alma limpa e se tivesse ficado na política eu conservava a minha alma limpa, mas podia ter alguns salpicos, porque estava limitado pela camaradagem e pela solidariedade que devia aos meus correligionários. Eu não podia estar a acusar o partido. Mas eu digo aí (aponta para o romance “Rio das Sombras”) o caso de um sujeito que quis ser deputado dois ou três meses para ficar no currículo e pagou cem contos ao PS para ir nas listas. Isso é verdade, mas não digo o nome. Eu fiquei tão indignado. Estou a falar há 35 anos ou 40 anos. Cem contos era muito dinheiro. Esses contratos não se fazem, mas era assim. Veja o que se passa hoje nos Estados Unidos. Quem não tem dinheiro não pode aspirar a desempenhar um cargo público. Aqui em Portugal tem que ter caciques para angariar os votos.  

António Arnaut

 

Então ele vê a corrupção, sabe da corrupção, sabe quem se vendeu a quem e quando e que casos são reais e irreais, conhece até o valor dos contratos, sabe que a corrupção é uma epidemia que só se trava com a denúncia, podia ter denunciado e evitado a epidemia mas vai-se embora sem denunciar para não estragar a sua vidinha e a do partido dos amigos e pensa que não é cúmplice da corrupção?? As suas mãos talvez estejam limpas mas a alma está suja, suja, suja.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36


The Great Silence

por beatriz j a, em 02.12.16

 

 

 

The humans use Arecibo to look for extraterrestrial intelligence. Their desire to make a connection is so strong that they’ve created an ear capable of hearing across the universe.

But I and my fellow parrots are right here. Why aren’t they interested in listening to our voices?

We’re a non-human species capable of communicating with them. Aren’t we exactly what humans are looking for?

*

The universe is so vast that intelligent life must surely have arisen many times. The universe is also so old that even one technological species would have had time to expand and fill the galaxy. Yet there is no sign of life anywhere except on Earth. Humans call this the Fermi paradox.

One proposed solution to the Fermi paradox is that intelligent species actively try to conceal their presence, to avoid being targeted by hostile invaders.

Speaking as a member of a species that has been driven nearly to extinction by humans, I can attest that this is a wise strategy.

It makes sense to remain quiet and avoid attracting attention.

*

The Fermi paradox is sometimes known as the Great Silence. The universe ought to be a cacophony of voices, but instead it’s disconcertingly quiet.

Some humans theorize that intelligent species go extinct before they can expand into outer space. If they’re correct, then the hush of the night sky is the silence of a graveyard.

Hundreds of years ago, my kind was so plentiful that the Rio Abajo forest resounded with our voices. Now we’re almost gone. Soon this rainforest may be as silent as the rest of the universe.

*

There was an African Grey Parrot named Alex. He was famous for his cognitive abilities. Famous among humans, that is.

A human researcher named Irene Pepperberg spent thirty years studying Alex. She found that not only did Alex know the words for shapes and colors, he actually understood the concepts of shape and color.

Many scientists were skeptical that a bird could grasp abstract concepts. Humans like to think they’re unique. But eventually Pepperberg convinced them that Alex wasn’t just repeating words, that he understood what he was saying.

Out of all my cousins, Alex was the one who came closest to being taken seriously as a communication partner by humans.

Alex died suddenly, when he was still relatively young. The evening before he died, Alex said to Pepperberg, “You be good. I love you.”

If humans are looking for a connection with a non-human intelligence, what more can they ask for than that?

*

Every parrot has a unique call that it uses to identify itself; biologists refer to this as the parrot’s “contact call.”

In 1974, astronomers used Arecibo to broadcast a message into outer space intended to to demonstrate human intelligence. That was humanity’s contact call.

In the wild, parrots address each other by name. One bird imitates another’s contact call to get the other bird’s attention.

If humans ever detect the Arecibo message being sent back to Earth, they will know someone is trying to get their attention.

*

Parrots are vocal learners: we can learn to make new sounds after we’ve heard them. It’s an ability that few animals possess. A dog may understand dozens of commands, but it will never do anything but bark.

Humans are vocal learners, too. We have that in common. So humans and parrots share a special relationship with sound. We don’t simply cry out. We pronounce. We enunciate.

Perhaps that’s why humans built Arecibo the way they did. A receiver doesn’t have to be a transmitter, but Arecibo is both. It’s an ear for listening, and a mouth for speaking.

*

Humans have lived alongside parrots for thousands of years, and only recently have they considered the possibility that we might be intelligent.

I suppose I can’t blame them. We parrots used to think humans weren’t very bright. It’s hard to make sense of behavior that’s so different from your own.

But parrots are more similar to humans than any extraterrestrial species will be, and humans can observe us up close; they can look us in the eye. How do they expect to recognize an alien intelligence if all they can do is eavesdrop from a hundred light years away?

*

It’s no coincidence that “aspiration” means both hope and the act of breathing.

When we speak, we use the breath in our lungs to give our thoughts a physical form. The sounds we make are simultaneously our intentions and our life force.

I speak, therefore I am. Vocal learners, like parrots and humans, are perhaps the only ones who fully comprehend the truth of this.

*

There’s a pleasure that comes with shaping sounds with your mouth. It’s so primal and visceral that throughout their history, humans have considered the activity a pathway to the divine.

Pythagorean mystics believed that vowels represented the music of the spheres, and chanted to draw power from them.

Pentecostal Christians believe that when they speak in tongues, they’re speaking the language used by angels in Heaven.

Brahmin Hindus believe that by reciting mantras, they’re strengthening the building blocks of reality.

Only a species of vocal learners would ascribe such importance to sound in their mythologies. We parrots can appreciate that.

*

According to Hindu mythology, the universe was created with a sound: “Om.” It’s a syllable that contains within it everything that ever was and everything that will be.

When the Arecibo telescope is pointed at the space between stars, it hears a faint hum.

Astronomers call that the “cosmic microwave background.” It’s the residual radiation of the Big Bang, the explosion that created the universe fourteen billion years ago.

But you can also think of it as a barely audible reverberation of that original “Om.” That syllable was so resonant that the night sky will keep vibrating for as long as the universe exists.

When Arecibo is not listening to anything else, it hears the voice of creation.

*

We Puerto Rican Parrots have our own myths. They’re simpler than human mythology, but I think humans would take pleasure from them.

Alas, our myths are being lost as my species dies out. I doubt the humans will have deciphered our language before we’re gone.

So the extinction of my species doesn’t just mean the loss of a group of birds. It’s also the disappearance of our language, our rituals, our traditions. It’s the silencing of our voice.

*

Human activity has brought my kind to the brink of extinction, but I don’t blame them for it. They didn’t do it maliciously. They just weren’t paying attention.

And humans create such beautiful myths; what imaginations they have. Perhaps that’s why their aspirations are so immense. Look at Arecibo. Any species who can build such a thing must have greatness within it.

My species probably won’t be here for much longer; it’s likely that we’ll die before our time and join the Great Silence. But before we go, we are sending a message to humanity. We just hope the telescope at Arecibo will enable them to hear it.

The message is this:

You be good. I love you.

  

(Allora & Calzadilla’s video installation The Great Silence (2014) centers on the world’s largest radio telescope, located in Esperanza, Puerto Rico, home to the last remaining population of a critically endangered species of parrots, Amazona vittata. For the work, Allora & Calzadilla collaborated with science fiction author Ted Chiang, who wrote a script in the spirit of a fable that ponders the irreducible gaps between living, nonliving, human, animal, technological, and cosmic actors.)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:09


No meu país não cai a neve

por beatriz j a, em 01.12.16

 

 

 nuno dantas  

 

 

No meu país não cai a neve

do Inverno, a limpar os pecados

do Verão. Não cai, não.

Não se cobrem de branco os caminhos

trilhados em perdição

nem se tornam gélidos os lagos

depois de um grande nevão.

Não há manhãs de certezas

duras, de redenção.

 

bja

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27

 

 

Bloco e PCP não aplaudem o Rei de Espanha

 Filipe VI esteve esta manhã na Assembleia e os partidos da esquerda não bateram palmas ao discurso do monarca

 

Porque o homem não trazia uma pistola à cintura, não é um ditador nem defende ditaduras, não manda matar os opositores, não faz do país dele uma prisão, não empobrece os seus conterrâneos para melhor os controlar, etc. Tudo ofensas gravíssimas!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38

 

 

Educação

Vinculação só chega a 300 professores

A tutela propôs esta terça-feira uma vinculação extraordinária só para os professores com 20 ou mais anos de serviço, o que chegará a menos de 300.

 

Há milhares de professores com 5, 10, 15 e mais anos de bons serviços à escola pública que continuam a ser encarados e tratados como contratados. O que não é legal, para além de não ser justo. No entanto, como a escola, do ponto de vista dos governos, se reduz a gastos, sendo a poupança de custos a sua grande prioridade, a justiça e a moralidade são pormenores sem importância. É claro que se falarmos de bancos e banqueiros a história é outra... aí todos os custos e gastos são prioridades e até se pode esbanjar milhares de milhões em negócios ruinosos. Agora agarrar num professor que dá aulas há anos e anos e pô-lo no quadro, como manda a lei e pagar-lhe um salário decente, isso é que não! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:59

 

 

Hoje é dia de ir até aos Restauradores e assistir à comemoração que lá houver. Geralmente inclui um pequeno concerto com banda militar e deposição de flores no monumento. 

(em boa altura o Rei de Espanha se foi ontem embora...)

 

"Fartos da situação em que se encontrava o país, um grupo de nobres lusos, liderado por D. João, 8ª Duque de Bragança, revoltou-se e atacou o Paço da Ribeira, destituindo a Duquesa de Mântua, que era a vice-rainha de Portugal, e matou o seu secretário Miguel de Vasconcelos. Filipe III abandonou o trono e D. João IV, o nobre que liderou a revolta, foi aclamado como rei de Portugal, dando início à quarta e última dinastia: a de Bragança."

 

Obelisco da Praça dos Restauradores, projectado pelo Professor de Belas-Artes António Tomás da Fonseca e cuja construção esteve a cargo de Sérgio Augusto de Barros.

As figuras de bronze do pedestal representam a Vitória, com uma palma e uma coroa, obra de Simões de Almeida e, virado a sul, igualmente em bronze, um jovem alado rebentando os grilhões que o manietavam, representa o génio da liberdade e da independência, trabalho este que foi executado pelo escultor Alberto Nunes.

Os nomes e datas nos lados do obelisco são os das batalhas da Guerra da Restauração.

 

"Numa das legendas pode ler-se «AOS RESTAURADORES DE 1640 – 1o de Dezembro de 1640» E NA OUTRA «EM 1886 POR SUBSCRIÇÃO NACIONAL ERIGIU A COMISSÃO CENTRAL DO PRIMEIRO DE DEZEMBRO DE 1640».

As inscrições constam de uma data significativa seguida de um resumo do acontecimento. Pela sua importância considera-se pertinente transcrever todas essas referências, por ordem cronológica:

 

12 DE AGOSTO DE 1641 – Os espanhóis atacam com forças numerosas a vila de SANTO ALEIXO. Perante a destruição total das muralhas defensivas, os habitantes em constante luta heróica refugiam-se na igreja, continuam a resistir valorosamente mas são obrigados a ceder perante a violência do ataque dum inimigo muito superior em número. A igreja, que ficou destruída, foi reedificada em 1683.

 

16 DE MARÇO DE 1642 – Os habitantes de ANGRA DO HEROÍSMO lutaram vitoriosamente contra os castelhanos, o que levou D. João IV a conceder àquela cidade o título de “Muito nobre e sempre leal cidade”.

 

26 DE MAIO DE 1644 – Sob o comando de Matias de Albuquerque, os portugueses entraram em Espanha e tomaram MONTIJO. Ao retirarem foram atacados por numerosas forças espanholas comandadas pelo Barão de Molinguen. O primeiro encontro não foi favorável às forças lusas, mas Matias de Albuquerque, em nova arrancada veio a ter grande êxito.

 

15 DE AGOSTO DE 1648 – Perante a decadência provocada pela dominação filipina, Portugal foi alvo de ataques exteriores; assim, os holandeses apoderaram-se de várias terras portuguesas do ultramar.

Em Agosto de 1648, Salvador Correia de Sá parte do Brasil com forças expedicionárias e consegue que ANGOLA volte ao domínio português.

 

27 DE JANEIRO DE 1654 – Os portugueses do Brasil pegam em armas para expulsar o usurpador holandês. Em 1644, Vidal Negreiros percorrendo interior do território incita a população à revolta. Em 1645 o madeirense João Fernandes Vieira levanta em PERNAMBUCO o grito da Revolta E SAI VITORIOSO EM TABOCAS.

Os holandeses acolhem-se então no Recife e sofrem durante nove anos os ataques dos patriotas locais. Estes, comandados por Francisco Barreto, saem vitoriosos nas duas batalhas de Guararapes. Em Janeiro de 1654 os Holandeses evacuam em definitivo do Brasil.

 

22 DE JUNHO DE1658 – Forças portuguesas cercam BADAJOZ, mas são obrigadas a retirar com a notícia da breve chegada de numerosos efectivos espanhóis comandados por D. Luís de Haro.

 

14 DE JANEIRO DE 1659 – A Praça de ELVAS sitiada pelos castelhanos, é defendida heroicamente por D. Sancho Manuel até que chegue o auxílio de mais forças sob o comando do Conde de Cantanhede, as quais atacam e põem o inimigo em debandada com pesadas perdas na célebre batalha das linhas de Elvas.

 

8 DE JUNHO DE 1663 – A praça de Évora tinha capitulado perante forças espanholas de D. João de Áustria que a tinham sitiado. O Conde de Vila- Flor organiza e prepara um exército que ataca o inimigo em AMEIXIAL infligindo-lhe grande derrota.

 

24 DE JUNHO DE 1663 – Após Ameixial, o exército português preparou-se para reconquistar ÉVORA. Após a chegada de um reforço constituído por forças organizadas em Aldegalega pelo Marquês de Marialva, foi realizado um cerco em forma que durou oito dias.

Após este período, o Conde de Sertirona, governador da praça, teve de capitular, ficando a guarnição prisioneira até Outubro do mesmo ano.

 

2 DE JULHO DE 1663 – ALMEIDA, depois de assistir nos arredores a várias escaramuças entre forças portuguesas e forças espanholas, resiste a uma acção ofensiva do inimigo.

 

3 DE JULHO DE 1664 – O Duque de Ossuna cerca CASTELO RODRIGO. Pedro Jacques de Magalhães vem em socorro da praça forte e sai vitorioso da contenda com os castelhanos, que deixam muitos prisioneiros e importantes despojos militares.

 

14 DE JUNHO DE 1665 – VILA VIÇOSA sofre um ataque dum exército espanhol comandado por D. Luiz de Benevides Carrilho e Toledo. A guarnição da praça apenas contava com 1300 homens e tinha por comandante o capitão Manuel Nogueira. Os atacantes com um efectivo de 15000 homens foram sustidos após luta constante e violenta.

 

17 DE JUNHO DE 1665 – FILIPE IV de Espanha organiza um grande exército e entrega-o ao comando do Marquês de Caracena. Portugal é invadido pelo Alentejo, e não muito longe de Estremoz dá-se o encontro com o exército português do Conde de Castelo Melhor. A luta travada em MONTES CLAROS foi de grande violência e terminou em triunfo para as forças portuguesas.

 

13 DE FEVEREIRO DE 1668 – Renovadas as negociações já anteriormente iniciadas, é finalmente assinado o TRATADO DE PAZ. Portugal confirma assim a sua posição de Nação livre e independente.

 

A obra foi adjudicada, em 7 de Junho de 1877, por vinte e cinco mil escudos, a Sérgio Augusto de Barros e inaugurado em 28 de Abril de 1886."

http://www.ligacombatentes

 

 

A Comissão Central promotora do monumento aos restauradores 1.º de dezembro, onde avulta a figura do estadista Fontes Pereira de Melo 

 

 

dia da inauguração - autor da foto não identificado 

 

 

O monumento aos restauradores da independência de Portugal em 1640
 
 

O monumento aos restauradores da independência
de Portugal em 1640 

Gravura de Alberto, com base em desenho de R. Christino. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:15


Bom dia

por beatriz j a, em 01.12.16

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:39


Just saying...

por beatriz j a, em 30.11.16

 

 

Os tipos que inventaram certos exames médicos deviam ser sádicos. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:19

 

 

DBRS coloca rating da CGD sob perspectiva negativa

Agência de notação financeira canadiana explica que a decisão está relacionada com a saída da administração e com o plano de recapitalização. Banco poderá descer para "lixo".

 

E ainda vamos nisto. Agora saiu aquele indivíduo imprestável que ainda não percebeu que por estar meses obcecado apenas com esconder quanto ganha, nos prejudicou a todos. Levou outros iguais atrás. E estamos nisto... e o primeiro ministro não resolve esta porcaria porquê? Está à espera de quê? Que o banco vá à falência? Isto é no que dá metade dos políticos não terem andado à escola como deve ser e a outra metade ter andado à escola no MRPP...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:43


Nocturna

por beatriz j a, em 29.11.16

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11


Philosophers :))

por beatriz j a, em 29.11.16

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

g.a


3-8-12



no cabeçalho, pintura de Paul Béliveau. mail b.alcobia@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


subscrever feeds


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



PageRank